Ensinamentos da Bíblia para as mães
Crédito: Freepik
em

Ensinamentos da Bíblia para as mães

Relembre o que algumas mães da Bíblia ensinaram sobre sua fé

Publicidade

Ser mãe é uma experiência única. E cada filho que nasce é uma nova mãe que renasce com ele para aprender e ensinar coisas novas sobre a vida. A maternidade não tem manual de instruções, mas, para quem se apoia nos ensinamentos da Bíblia, há muitas passagens para ler com atenção e refletir sobre o que as mães da Bíblia têm a ensinar sobre ter fé e obedecer a vontade de Deus.

Eva

A primeira mãe da Bíblia foi Eva. Certamente, não tinha qualquer outra mãe em quem pudesse se espelhar ou tirar dúvidas. Eva precisou seguir unicamente seu instinto materno, e deve ter pensado várias vezes em arrependimento por não ter controle sobre as atitudes de seus filhos. Na Bíblia, são mencionados os filhos Caim e Abel, os mais conhecidos, e Sete, que ao concebê-lo, Eva demonstrou seu respeito por Deus que lhe deu a tarefa de ter mais esse filho. “Deus me deu outro filho em lugar de Abel, portanto, Caim o matou” (Gênesis 4:25).

Publicidade

Sara

O que Sara aprendeu com sua fé foi esperar e acreditar. A esposa de Abraão recebeu a promessa de ser mãe de muitas nações. Mas, ela era estéril e só deu à luz um único filho, quando já estava mais velha (Gênesis 21:2). Sara aguardou com paciência pelo tempo de Deus para se tornar mãe e, quando aconteceu o milagre, ela ofereceu o seu melhor para criar Isaque.

Rebeca

Surgida em resposta às orações dos pais de Isaque, Rebeca não podia ter filhos, pois era estéril. Mas, nem por isso deixou de crer que poderia receber o milagre da maternidade. Ela continuou acreditando e orando, pedindo encarecidamente que Deus lhe proporcionasse essa experiência, inclusive desafiando os costumes da época, até que seu desejo foi atendido e ela deu à luz gêmeos (Gênesis 27:30).

Publicidade

Joquebede

A mãe de Moisés já sabia que seu filho estava ameaçado de morte logo ao nascimento. Ela tratou de escondê-lo para proteger a vida dele. O colocou em um cesto e o deixou para ser encontrado e criado por outra família. Um sacrifício cruel e doloroso que só uma mãe é capaz de fazer. O bebê foi encontrado pela filha do faraó que escolheu ninguém menos do que Joquebede para o amamentar e cuidar.

Ana

Assim como Sara e Rebeca, Ana nasceu estéril, mas com um profundo desejo de se tornar mãe. Por isso, orava incansavelmente para que Deus atendesse suas preces. Ana prometeu a Deus que lhe entregaria seu filho, caso fosse abençoada, e assim o fez, levando o bebê a Sua Casa assim que ele foi desmamado, sentindo-se honrada pela bênção atendida.

Maria

Não poderia faltar o ensinamento da mãe de Jesus. Maria foi uma mulher forte e inteligente, conhecedora das escrituras, e recebeu uma importante missão: gerar em seu ventre o filho de Deus. Quando recebeu a visita do anjo que a informou sobre o que iria lhe acontecer, Maria simplesmente respondeu: “Eis aqui a serva do Senhor”. Apesar dos riscos de vida que sofreria por aceitar tamanha missão, Maria se manteve obediente e fiel à vontade de Deus.

Publicidade

5 Erros na decoração de Natal para quem se importa com a estética

Verdades sobre o casamento

Verdades sobre o casamento – que todos deveriam saber