Endometriose fora do útero
Crédito: Freepik
em

Endometriose fora do útero? Saiba em quais órgãos pode acontecer

Ela é um transtorno durante aquela fase na vida das mulheres, mas sabia que há endometriose em outros órgãos?

Como se já não bastasse a mais comum, há também a chance de desenvolver endometriose fora do útero. Certamente não é nada interessante ou agradável ter a doença, mas ela pode ser ainda mais séria. Isso porque quando não está localizada no útero ou trompas, pode causar problemas até no coração!

Normalmente ela atinge a parte externa do útero e as trompas, mas pode acontecer em outros órgãos. Além de causar muita dor, pode gerar complicações graves com tendência a sangramento. Entenda melhor o que é, onde pode acontecer e como tratar.

O que é endometriose

De acordo com o médico Drauzio Varella, “endometriose é uma afecção inflamatória provocada por células do endométrio que, em vez de serem expelidas, migram no sentido oposto”. Alojado, ele começa a se multiplicar, criando uma camada mais espessa, causando dor e sangramento.

Pode ser assintomática, mas quando ela dá sinais, geralmente envolvem dor, sangramentos e infertilidade. Quando ela acontece em locais como o coração ou pulmão, pode também apresentar fadiga e até falta de ar.

Órgãos onde pode acontecer

A endometriose fora do útero ou das trompas pode ocorrer em outros órgãos que ficam próximos a eles. Por exemplo, na parede do intestino e vias urinárias, dentre as mais comuns. Porém, se atingir a corrente sanguínea, pode alcançar também outros órgãos como o cérebro, pulmões e o coração. Veja outros locais já documentados:

  • Canal lacrimal;
  • Narinas;
  • Estômago;
  • Diafragma;
  • Fígado;
  • Apêndice e mais.

Quando ocorre nos pulmões, ela tende a se fixar nos tecidos parenquimatosos ou na pleura. Consequentemente, ele desenvolve o pneumotorax, que faz com que o ar acabe escapando do pulmão e se fixando entre o órgão e a parede toráxica, causando muita dor e falta de ar. Um ponto importante é que essas sensações acontecem, em geral, no período da menstruação.

A endometriose no coração (pericárdica) é particularmente perigosa, podendo ser necessária uma cirurgia para retirar a camada formada. Isso porque impede o correto funcionamento do órgão, causando dificuldade para bombear o sangue para todo o corpo. Veja então como pode ser o tratamento para a doença.

Tratamento da endometriose fora do útero

Normalmente, para tratar a endometriose, os médicos analisam a situação da paciente e observam a gravidade. A depender de cada caso, ele irá indicar se há necessidade de uma intervenção cirúrgica, caso seja mais grave, com uma espessura de 5 mm. Por outro lado, pode ser que não seja necessária a cirurgia, fazendo o tratamento medicamentoso.

Nesse caso, serão administradas doses de hormônio para fazer cessar a menstruação, cortando assim o ciclo. Normalmente, isso é feito através de anticoncepcionais disponíveis no mercado, podendo ser em pílulas diárias, implantes, adesivos ou injeções mensais ou trimestrais. Claro, que cada caso será analisado pelo médico responsável, adequando à realidade da paciente.

Por isso é fundamental que você procure seu médico de confiança, assim que perceber os primeiros sinais da doença. Apesar de não ser maligna, em geral, ela pode, sim, causar muitos problemas, principalmente se alojada no cérebro, pulmão ou coração. Além disso, ninguém merece sentir dores violentas todos os meses. Então, se cuide!

Viagem de avião conheça os principais riscos

Viagem de avião: conheça os principais riscos para você

batata à milanesa

Batata à milanesa: receitas fritas e uma de forno especial