em

AmeiAmei FofoFofo EstranhoEstranho TristeTriste

15 dicas eficientes para deixar de uma vez o vício do cigarro

Siga essas dicas preciosas que em muito podem facilitar essa tarefa difícil

Deixar de fumar é um objetivo de quase todos os fumantes. Sabemos o quão difícil pode ser essa tarefa. Por isso preparamos uma listagem de bons argumentos para motivar você na direção certa.

O tabaco é o vício mais enraizado na cultura contemporânea. Apesar do risco que constitui para a saúde, os seus consumidores vão-se renovando. Os únicos vencedores dessa história é mesmo a indústria tabaqueira, que vai enriquecendo enquanto a saúde das pessoas e do meio ambiente vai ficando cada vez mais debilitada.

O número de aditivos químicos que entram na produção de cigarros ronda os 700. Infelizmente, a legislação não obriga que os fabricantes divulguem a lista de componentes. Supõem-se que entre os ingredientes mais nocivos, constem pesticidas e inseticidas tóxicos. Está mais que comprovado que os fumantes se expõem a 43 substâncias cancerígenas sempre que pegam num cigarro.

Conheça alguns dos compostos nocivos do cigarro.

Elementos nocivos que podem ser encontrados no cigarro:

  • Acetona: para remover esmalte;
  • Acroleína: pesticida;
  • Arsênico: veneno para matar formigas.;
  • Amônia: utilizada no fabrico de desinfetantes;
  • Cádmio: usado nas baterias automóveis;
  • Carbono 14: pode ser encontrado nos lixos nucleares;
  • Chumbo: provoca câncer;
  • Fenol: usado para limpar vasos sanitários;
  • Fósforo P4/P6: veneno para roedores;
  • Formol: usado na conservação de cadáveres;
  • Metilamina: bronzeador químico;
  • Monóxido de carbono: tóxico;
  • Naftalina: letal para os inseto;.
  • Nicotina: causa dependência;
  • Terebintina: solvente para tintas;
  • Tolueno: solvente encontrado em colas e materiais explosivos.

Os malefícios do tabagismo são imediatos. Esses efeitos vão se manifestando gradualmente, mas podem derivar em situações repentinas, como infartos. O câncer e as doenças respiratórias são as principais doenças que se vão instalando no organismo, alimentadas pelo vício do cigarro.

Os principais argumentos para deixar o vício do tabaco de parte:

1. Câncer de pulmão;

2. Doenças cardiorrespiratórias;

3. Câncer de mama;

4. Problemas auditivos nos bebês;

5. Complicações renais em pacientes diabéticos;

6. Câncer de cólon;

7. Asma;

8. Predisposição ao vício nas gerações futuras;

9. Leucemia mielóide;

10. Aumento da probabilidade de sofrer construções durante a prática de exercício físico;

11. Perda de memória;

12. Depressão;

13. Suicídio.

Estudos comprovam que todos esses problemas são mais frequentes entre os fumantes. A essa lista, pode juntar-se o risco de incêndios. O cigarro é o grande responsável por boa parte dos incêndios domésticos.

Precisa de mais algum pretexto? Agora que já conhece os malefícios do tabagismo, mas vamos listar as vantagens para o organismo de quem opta por deixar de fumar.

Vantagens para quem deixa de fumar:

      • Passados apenas 20 minutos a pressão sanguínea e a pulsação se tornam regulares.
      • Após duas horas sem fumar, a nicotina é eliminada do seu sangue.
      • Bastam 8 horas sem fumar para o que o sangue recupere o seu nível de oxigênio normal.
      • Passados dois dias você já recuperou o olfato e poderá saborear muito melhor os alimentos.
      • Após três semanas a circulação sanguínea e a respiração finalmente normalizam.
      • Se aguentar 5 a 10 anos sem voltar a fumar, vai reduzir as chances de infarto ao nível de um não fumante.

Preparado para enfrentar essa batalha contra o seu grande vício? Revelamos alguns truques fundamentais que acreditamos serem muito valiosos.

15 dicas para deixar o vício do cigarro de uma vez por todas

1. Troque o vício por guloseimas pouco calóricas.

Troque o hábito por outro hábito mais saudável. Não estamos promovendo o consumo desenfreado de doces, porque o açúcar é perigosíssimo. Em detrimento de um cigarro, pode comer uma ou outra guloseima. Opte por doces o menos açucarados que encontrar, como as variantes diet, light e sem açúcar.

2. Pondere bem a sua alimentação.

Alguns alimentos podem intensificar o gosto do tabaco, enquanto outros fazem com que esse gosto seja desagradável. Frutas, legumes, sucos naturais e produtos lácteos podem tornar esse sabor mais desagradável, diminuindo a vontade em fumar.
O gengibre é um ingrediente obrigatório na vida de quem quiser para com o vício. Vai tratar das náuseas, que são um dos sintomas da privação de nicotina.

3. Beba suco de uva.

Esse suco vai estimular a libertação de toxinas. Os ácidos contidos nas uvas atuam como desintoxicastes naturais.

4. Beba muita água.

Beber água frequentemente vai ajudar você a manter o corpo hidratado e a desintoxicar o organismo. A água vai desempenhar uma função especial na limpeza do organismo, ao neutralizar algum dos efeitos prejudiciais provocados pelo consumo de tabaco.

5. Pratique exercício físico regularmente.

A atividade física vai desencadear o desejo de largar finalmente esse hábito, que está colocando a sua vida em cheque. O tipo de exercício mais indicado é aquele faz com que a sua frequência cardíaca ronde os 80%, como a aeróbica.

6. Integre a erva de São João e o Ginseng no seu cardápio.

Essa erva contém substância que ajudam a combater a melancolia. É por isso que ela se encontra na composição de alguns antidepressivos e na medicação para que quer deixar o vício do cigarro. O ginseng, quanto tomado logo pela manhã, incorporado no seu café da manhã, vai inibir a vontade de fumar.

7. Não se deixe afetar pelo aumento de peso.

É natural quando se para de fumar aumentar um pouco de peso. Pense que deixar a nicotina é a sua principal prioridade, para melhor poder ligar com essa mudança na sua imagem. Tenha também em consideração de que, ao manter uma dieta equilibrada, esse aumento de peso vai durar pouco tempo. É apenas o seu organismo que se está reajustando a um regime livre de nicotina e bem mais saudável.

8. Fale com outras pessoas que estejam passando pelo mesmo.

Tem conhecimento de alguma reunião para pessoas que tenham ultrapassado ou desejam ultrapassar o vício do cigarro? A partilha de experiência pode ser fundamental para incentivar.

9. Consulte o seu clínico

Procure o seu médico, porque ele melhor do que ninguém saberá como o seu organismo funciona, e poderá indicar qual é o método mais acertado para o seu caso. Ninguém melhor que um profissional de saúde sabe como a nicotina funciona. O seu médico vai poder prescrever suplementos que compensem a nicotina, e vai saber o que recomendar para que você enfrente melhor essa luta.

10. Recorra a imagens incentivadoras.

Os fumantes são expostos diariamente a imagens que divulgam os malefícios do consumo de cigarros. Porém, essas imagens são já tão habituais que é possível conviver com elas sem que lhes seja prestada a devida atenção. Mas se está mesmo pretendendo parar de fumar, pesquise imagens e leia histórias de vida. Certamente que irá encarar tudo com outros olhos.

11. Anote os progressos

O fato de ter de registrar a sua evolução e as suas conquistas nessa batalha, pode funcionar como motivação.

12. Ingira suplementos à base de ervas.

Os suplementos à base de ervas são fabulosos para inibir a vontade em fumar. Além de ajudarem a reduzir os sintomas da abstinência de nicotina, vão contribuir para regenerar os tecidos danificados pelo fumo. O chá verde é um desintoxicante nato, e até para essa situação ele presta um bom contributo.

13. Experimente a acupunctura.

A privação de nicotina desencadeia sintomas de ordem nervosa, como a ansiedade e a irritabilidade. A acupunctura pode ser a estratégia perfeita para ajudar a acalmar essas sensações negativas. Para além do mais, esse método terapêutico faz com que o organismo produza serotonina, uma substância que faz com que você fique mais feliz.
Antes de iniciar a primeira sessão deverá contar para o profissional os pormenores da sua vida enquanto fumante. Depois de um diagnóstico bem elaborado ele poderá optar pelo melhor tratamento.

14. Dê uma chance para a meditação.

A meditação é uma boa forme para colocar a sua mente o seu coração no sítio certo. Na Universidade do Wisconsin, decorre uma pesquisa que comprovou o impacto da meditação em fumantes de longa data. As sessões de grupo ajudaram a que essas pessoas deixassem de fumar. A meditação é ótima para deixar o corpo relaxado, durante as primeiras semanas de desmame do vício. Passadas apenas 8 semanas de sessões de meditação, foi verificada uma redução total dos hábitos de consumo de cigarro em mais de metade das pessoas que se propuseram a esse estudo.
Se não puder fazer sessões de terapia de grupo, experimente parar durante 45 minutos por dias, e escutar um CD para meditação em casa.

15. Pratique lutas marciais.

Uma pesquisa efetuada pela Universidade de Miami, nos Estados Unidos, revelou que a prática de Tai Chi Chuan levou a 60% dos fumantes largassem o vício em apenas 4 meses. Se tiver oportunidade, faça aula de artes marciais de uma hora, três vezes por semana, e troque o cigarro por um estilo de vida mais saudável.

Está precisando de uma força extra? Assista a esse vídeo:

Sabemos que a batalha contra o vício não é fácil. Mas, com determinação e disciplina, é possível parar de fumar.

Conhece alguém que parou de fumar? Conte-nos nos comentários.

Compartilhe essa dica!

7 Comments Leave a Reply
  1. é só ter força de vontade,não precisa de nada de médico, adesivo frescura nenhuma parei já faz 21anos e decidi de ímpeto (à partir de hj não fumo mais)e nunca mais pus cigarro na boca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

10 coisas que as mamães escutam (mas não deveriam)
Pare de roer as unhas já!