em

Como educar filho rebelde

Veja 10 dicas para ajudar nessa missão e seguir o caminho certo

como educar filho rebelde
Crédito: Freepik

Por muito tempo, a forma de criar alguém era extremamente rígida, com base na obediência cega através do medo. Ainda assim, educar filho rebelde era muito mais difícil.

Com o passar dos anos, as gerações foram mudando e os pais começaram a buscar melhores maneiras de educar seus filhos.

10 Dicas para educar filho rebelde

como educar filho rebelde dicas
Crédito: Freepik

Educar filho rebelde significa ter paciência, seja por conta da desobediência constante ou das respostas ariscas. As dores de cabeça são muitas, podendo chegar até a prejuízo financeiro. Algumas dicas podem ajudar nesses casos.

1. Dê a ele uma motivação

A rebeldia é uma escolha, às vezes, inconsciente para poder ser alguém mais aceita pelo seu meio ou, até mesmo, conquistar algo desejado.

Educar um filho rebelde é dar a ele uma motivação para mudar esse personagem, essa imagem que está passando. Pode ser um objetivo de vida ou a curto prazo, mas faça com que ele se esforce por isso e foque sua mente em coisas relacionadas a ele.

Assim, fica mais fácil ajudar na remodelagem, com elogios e novas ideias, criando um laço entre vocês e dando um motivo para que ele procure ser cada vez melhor.

2. Converse

O diálogo é a ponte entre seus mundos, que parecem tão distantes. Falar respeitosamente e ouvir de verdade são os melhores exemplos que você pode dar.

Claro que, às vezes, você vai  perder a paciência – ninguém é perfeito. Nesses casos, o melhor é pedir desculpas sinceras e sugerir novas formas de diálogo, para que possam se entender.

3. Conheça seus amigos

Conhecer os amigos dos seus filhos pode ajudar a entender a origem de muitos comportamentos, dando um direcionamento interessante.

Evite criticar diretamente os amigos, na realidade, se aproxime deles, se enturme, mas sem forçar. Procure conhecer e aconselhar, criando assim um maior vínculo e compreensão entre vocês.

4. Limite com sabedoria

Não adianta tentar dar uma criação à moda antiga atualmente. Seus filhos tem, sim, que ter limites muito bem estabelecidos, mas com sabedoria.

As coisas mudam e proibir algumas coisas pode ser uma porta de entrada para a mentira e desconexão. Converse sobre tudo e limite o que tem que limitar.

Crie rotinas flexíveis, com tarefas bem demarcadas e também regras básicas do que é ou não aceitável em seu comportamento.

5. Saiba falar corretamente

Mais do que impor seus pensamentos, como se o ser humano à sua frente não tivesse a menor chance de pensar ou questionar os mesmos, saiba falar de forma a ser compreendido.

Mais importante do que falar é saber ouvir. Isso é respeito, o que você certamente quer quando precisa educar filho rebelde, e nada melhor do que ser o exemplo.

Fale em um tom de voz tranquilo, sabendo modular quando necessário, mas nunca gritando, isso não vai tornar seu ponto mais válido.

Escolha palavras que eles estejam mais acostumados e evite aqueles monólogos repetitivos, que vão fazer com que se percam na conversa em pouco tempo.

6. Seja consistente

como educar filho rebelde seja consistente
Crédito: Freepik

A consistência é fundamental para qualquer relacionamento, porém ainda mais entre pais e filhos. Se você disse que ficaria sem celular um mês, ele tem que ficar esse mês inteirinho.

Se você disse que levaria ao show ou sairia no dia seguinte para resolver algo com ele, então vá! É a sua palavra e confiabilidade que está em jogo. Então prometa somente o que vai cumprir.

7. Esteja presente

Às vezes a aparente rebeldia é apenas uma forma de tentar chamar sua atenção para alguma coisa que está acontecendo.

Esteja presente na vida do seu filho, porém sem ser invasivo. Façam coisas juntos, seja um esporte ou um jogo no videogame ou celular. O importante é que se criem laços e assuntos em comum.

8. Não compare

Comparação gera frustração e competitividade, então se tiver mais de um filho, evite ao máximo comparar as ações de ambos.

Cada um é de um jeito e, o que pode ser forte em um, pode ser fraco no outro, mas existem muitos outros pontos importantes que o outro pode ser melhor, o que torna a comparação injusta.

Além disso, cada um tem seu talento e seu tempo de aprender e realizar algo. Comparar certamente vai deixar mais difícil educar filho rebelde.

9. Sinceridade sempre

A sinceridade é fundamental, principalmente em coisas mais importantes e relevantes, como erros, crescimento e melhora pessoal ao longo do tempo.

Seja transparente. Mostre que na sua juventude você teve seus momentos de raiva, frustração, medo, insegurança. Conte histórias de como algumas coisas também deram errado para você e ainda assim, continuou caminhando.

Isso pode quebrar a imagem distanciada de pais superiores e mostrar que você já pisou no caminho que ele está passando e que pode ajudar.

Lembre que por trás daquela casca de “nem ligo” tem uma criança sofrendo, querendo resolver o que realmente incomoda.

10. Elogie mais e critique menos

O elogio tem efeitos positivos na vida de qualquer ser humano, em qualquer idade. Elogie mais! Desde os pequenos feitos até mesmo as tentativas de controlar o ânimo, como aquela vez em que ele se controlou e não soltou um palavrão.

A critica construtiva é necessária, mas deve ser reservada para momentos de conversa direcionada ao invés de aparecer a cada encontro, corrigindo cada coisa que você achar particularmente irritante ou deseducado.

Eduque pelo elogio, pelo reforço positivo, deixando para corrigir de forma educada, pelo exemplo e não pela crítica vazia e carregada de desgosto.

Como lidar com filhos rebeldes na adolescência

como educar filho rebelde como lidar
Crédito: Freepik

A adolescência é uma fase de muitas dificuldades, para pais e principalmente para os jovens. Mudanças hormonais, espinhas, corpo desproporcional, necessidade de ser aceito, bullying, falsos amigos e muito mais.

São muitos os desafios, mas nada se compara à incerteza de quem é e do que vai fazer da vida. É a fase em que todos perguntam o que vão estudar, que curso fazer e eles nem mesmo sabem o que vão vestir no dia seguinte!

Fazer a escolha mais importante da sua vida em meio a um turbilhão de hormônios, cobranças e novidades não é nada fácil e alguns precisam de ajuda para lidar com isso tudo.

Então tente compreender o que se passa com seu adolescente e encontrem juntos um caminho que possa trazer mais paz para ambos. Se necessário, uma orientação vocacional ou até um bate-papo com um profissional do ramo da psicologia podem ser excelentes ferramentas.

O mais importante é lembrar que, como você, eles não são perfeitos e estão tentando, da forma deles. O seu papel é ajudar a encontrar uma motivação, um caminho, para que assim eles possam andar em uma direção, sem se perder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

Estudo comprova: ser pai engorda

bolo de chocolate cremoso

20 Receitas de bolo de chocolate cremoso que você precisa provar