em

Como driblar o desemprego enxergando oportunidades de negócio

Ao invés de ficar pensando que tudo deu errado, aproveite a oportunidade para fazer algo que goste mais.
dicas para driblar o desemprego
Crédito: Freepik

Seja por causa da crise na empresa ou pelo motivo que for, perder o emprego não é fácil para ninguém. É um momento em que ocorre uma pausa na vida da pessoa para refletir sobre o que será feito dali para frente. Para alguns, com determinada formação, é mais simples. Já para outros a solução é driblar o desemprego enxergando oportunidades de negócio no que parecia improvável. Veja as dicas e inspire-se.

5 Dicas para driblar o desemprego

Não importa se você teve uma mesma profissão a vida toda ou se sempre trabalhou em coisas diferentes. Em momentos de dificuldade é que as pessoas descobrem novos talentos e novas habilidades, sendo jovens ou já tendo passado dos 45, 50 anos.

Sempre é tempo de se redescobrir, e manter esse pensamento é o jeito mais fácil de driblar o desemprego e a sensação de que as coisas vão mal. Então, se você ou algum conhecido estiver nessa situação, veja tipos de atividades que podem ser transformadas em trabalho e convertidas em dinheiro.

1. Oferecer serviços gerais

como driblar o desemprego serviços gerais
Crédito: Freepik

Todo mundo precisa de serviços gerais, seja para residências ou empresas. Esses serviços incluem jardinagem, limpeza de calhas, pintura de casa, consertos elétricos e hidráulicos e afins. Com certeza as mesmas coisas que você também precisa fazer na manutenção da sua casa.

Então, se você já trabalhava com alguma dessas coisas para os outros, comece a trabalhar para si mesmo e aproveite para ficar com todo o lucro. Se você não trabalhava, mas gosta desse tipo de atividade, faça um treinamento para saber lidar com os clientes, entender quais ferramentas usar, métodos que aceleram o trabalho sem perder a qualidade, como cobrar e evitar acidentes. Depois é só colocar mãos à obra.

2. Tornar-se cuidador

como driblar desemprego cuidador
Crédito: Freepik

Cuidar envolve vidas. Se você é uma pessoa paciente e cuidadosa, pode tornar-se um cuidador de idosos, de crianças, de pessoas com necessidades especiais, de animais e até de plantas.

Para esses tipos de serviço também é importante fazer um treinamento antes, pois você estará assumindo uma grande responsabilidade. O primeiro passo é ter gosto por essas atividades e com certeza você terá sucesso no que escolher dentro desse ramo.

3. Fazer comida para fora

como driblar desemprego alimentação
Crédito: Freepik

É preciso ter muito cuidado ao trabalhar com alimentos, devido às exigências da vigilância sanitária. Mas seguindo as regras, esse pode se tornar o novo negócio da sua vida, porque comida sempre dá dinheiro.

Se você gosta de cozinhar ou sabe gerenciar pessoas que gostam e poderiam trabalhar com você, as dicas são de trabalhar com padaria e confeitaria, com marmitas saudáveis e com entregas de lanches rápidos, por exemplo.

É um negócio que pode começar devagar, com uma produção pequena e oferecer aos conhecidos e às empresas. Conforme for pegando o jeito, o boca a boca vai fazer o marketing por você. O importante é manter sempre a alta qualidade.

4. Criar peças de artesanato

como driblar desemprego artesanato
Crédito: Freepik

Já se você gosta de trabalhos manuais e leva isso como uma terapia para sua vida, aqui está a sua grande oportunidade de uma renda extra, ou até de renda principal da casa. O artesanato envolve uma série de coisas, como pintura de quadros, fabricação de peças de cerâmica, crochê, tricô, costura, reciclagem e muito mais.

A dica é primeiro pesquisar o que o seu círculo de amigos e os amigos deles têm mais interesse dentro desse ramo para saber que você tem clientes em potencial. Depois é fazer uma primeira produção, tanto para começar a praticar quanto para ter de amostra, e começar a oferecer suas peças, bem caprichadas, à venda.

5. Ser professor ou coach

como driblar desemprego coach
Crédito: Freepik

Precisa driblar o desemprego depois de ter seguido uma carreira em uma área específica, ou acabou de se aposentar e quer continuar atuando? Então provavelmente você tem muita prática no que fazia. Sendo assim, pode ensinar outras pessoas a exercerem a sua profissão.

Você pode ser um professor particular ou um coach, que é o profissional que treina e motiva os outros levando em conta aspectos emocionais e comportamentais, não apenas o assunto técnico e a teoria.

Se você se considera apto a isso, procure um curso para aprimorar suas habilidades no sentido de lidar com as pessoas e ter uma excelente apresentação pessoal e transforme o seu conhecimento em dinheiro.

Use suas habilidades a favor da sua felicidade. Certamente tem alguma coisa que você gosta muito e sabe fazer bem, que poderia tranquilamente transformar em renda. Aliás, se você foi demitido e não gostava do que fazia, já sabe onde está a resposta para o sucesso. Comece a fazer o que ama e as portas se abrirão. Você não tem nada a perder.

Redigido por Priscilla Riscarolli

Graduada em Comunicação Social, decidiu trocar as campanhas publicitárias pela produção de conteúdo para inspirar as pessoas a enriquecerem suas vidas com mais informação, bem-estar e criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
como fazer pudim com ou sem furinho
Como fazer pudim com ou sem furinho? Aprenda as duas formas
receitas com tâmaras
12 Receitas com tâmaras para incluir no cardápio