em

Conheça os perigos da “doença do mofo” e como preveni-la com receita caseira

Tose, câimbras e fadiga generalizada podem ser sintomas da “doença do mofo”.

Sabia que o mofo pode ser a causa de vários problemas de saúde? Se não sabe, vamos explicar muito bem como a “doença do mofo” pode afetar a saúde da sua família. Chamamos de mofo aquela superfície que se desenvolve devido ao crescimento de fungos.

Pode aparecer em paredes, portas, armários, tetos, roupas e alimentos. Muitas vezes é fácil de identificar devido a sua cor e aparência. Mas às vezes não conseguimos ver, e ficamos ainda mais expostos ao perigo, usando roupas com mofo ou dormindo em um quarto com a parede mofada.

“Doença do mofo” pode ser perigosa

Quem convive frequentemente com o mofo desenvolve severas doenças respiratórias como asma, rinite e sinusite. O mofo também tem sido acusado de causar hemorragias pulmonares e falhas no sistema imunológico. Grávidas, bebês, crianças e pessoas com idade avançada são os mais vulneráveis aos efeitos maléficos do mofo.

A “doença do mofo” é um componente da “Síndrome do Edifício Doente” (SED), uma reação inflamatória generalizada e sistêmica que ocorre depois da exposição a organismos toxigênicos, como por exemplo, mofo e bolores.

O mofo normalmente se inicia com a infiltração de água. Por isso, fiquem atentos! É mais fácil consertar uma infiltração no começo; quanto mais tempo passar, mais difícil e caro será.

Manter a casa ou apartamento sempre arejados e limpos é a melhor prevenção. A umidade é a maior causadora do desenvolvimento dos fungos, assim como a sujeira e bagunça acumulada.

Os 10 principais sinais da “doença do mofo” são:

  • Falta de concentração, falhas de memória e confusão mental;
  • Tremores, tontura e vertigem;
  • Suores noturnos, sentir-se com frio quando está calor, problemas para regular a temperatura;
  • Sede excessiva e constante, vontade aumentada de fazer xixi;
  • Cansado generalizado, fadiga, fraqueza e desânimo;
  • Cãibras, dormência, formigamento e dores nas articulações;
  • Dor de cabeça, enxaquecas, sensibilidade à luz, visão dupla;
  • Tosse constante, asma, rinite, sinusite;
  • Dores abdominais, enjoos, diarreia, alterações do apetite, gosto metálico na boca;
  • Dificuldade em perder peso mesmo após iniciar dieta.

Receita para eliminar o mofo

Ingredientes:

  • Água: 1 litro;
  • Óleo essencial de melaleuca: 5 colheres de sopa.

Modo de Fazer:

1. Misture os ingredientes.

2. Coloque num borrifador.

3. Borrife a mistura nas paredes, portas e janelas. Passe uma esponja em seguida para espalhar bem.

4. Repita o procedimento 1 vez por semana.

O produto tem a validade de seis meses.

Confira mais sobre a relação entre o mofo e as alergias respiratórias no link a seguir:

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Compartilhe essa dica!

21 Comments Leave a Reply
  1. Receita para eliminar o mofo

    Ingredientes

    1 litro de água
    5 colheres de óleo essencial de melaleuca
    Modo de Fazer

    Misture os ingredientes.
    Coloque num borrifador.
    Borrife a mistura nas paredes, portas e janelas. Passe uma esponja em seguida para espalhar bem.
    Repita o procedimento 1 vez por semana.
    O produto tem a validade de seis meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

Atenção: arroz falsificado, produzido na China, é prejudicial à saúde
Conectado ao wi-fi 24h? Nem imagina o perigo que a sua saúde está correndo