diverticulite
Crédito: Freepik
em

Diverticulite: o que é, sintomas e tratamento

Conhecer as doenças e os seus sintomas é essencial para prevenir ou saber como tratá-las do jeito certo

Com base no nome, às vezes fica difícil saber do que se tratam algumas doenças, como acontece com a diverticulite. Nesse caso, a doença tem esse nome porque ocorre uma infecção ou inflamação nos divertículos, que são saliências que surgem no sistema gastrointestinal. Conheça melhor sobre as causas, sintomas, tipos e tratamento dessa doença.

Veja também: por que acontece e como tratar a cólica intestinal

Causas

Os divertículos surgem no sistema gastrointestinal ao longo da vida, por diversos fatores. Entre eles, estão:

  • Uma dieta pobre em fibras e em água;
  • O envelhecimento natural do corpo;
  • O aumento da pressão no interior do intestino;
  • A predisposição genética.

Tipos

Essas saliências são mais comuns entre as fibras musculares das paredes do intestino grosso, mas podem ocorrer em outras partes do sistema gastrointestinal. Elas são divididas entre dois tipos, que são o divertículo hipotônico e o hipertônico.

  • Divertículo hipotônico: esse tipo surge por causa do afrouxamento da musculatura lisa intestinal, bem comum por causa da idade avançada. Nesse tipo, os orifícios dos divertículos surgem em tamanho maior e espalhados por várias partes do cólon.
  • Divertículo hipertônico: ocorre por causa de um aumento anormal do tônus da musculatura lisa intestinal, comum em casos de aumento da pressão no cólon. Nesse tipo, oposto ao anterior, os orifícios dos divertículos são pequenos e mais estreitos. Sua disposição costuma ser do lado esquerdo do cólon, por isso a dor desse lado é um dos sintomas. É nesse tipo que ocorrem as diverticulites agudas.

Quando uma pessoa desenvolve vários divertículos no sistema gastrointestinal, dá-se o nome de diverticulose, o que não necessariamente é um problema. Os divertículos podem ficar no intestino por anos, sem apresentar complicações e sintomas, aliás, eles são bem comuns.

Já quando esses divertículos sofrem uma infecção por bactérias e inflamam, chama-se diverticulite. Esse problema pode causar abcesso ou perfuração intestinal, aumentando o risco do vazamento de fezes para a cavidade abdominal e provocando uma doença chamada peritonite.

Sintomas

sintomas de diverticulite
Crédito: Freepik

Os sintomas de que a diverticulose virou uma diverticulite costumam se manifestar de formas generalizadas em comparação a muitas doenças:

Prisão de ventre

O sintoma da prisão de ventre é percebido com mais facilidade por pessoas que antes tinham um intestino bem regulado. Nesse caso, dois ou mais dias sem ir ao banheiro já são um sinal de alerta, bem como a dificuldade ao evacuar ou eliminar gases.

Desconforto abdominal do lado esquerdo

Esse desconforto surge principalmente do lado esquerdo, pois é onde ficam localizados os divertículos no caso da doença do tipo hipertônica.

Alterações nos hábitos intestinais

Assim como a prisão de ventre é sintoma para algumas pessoas, outros tipos de alterações dos hábitos intestinais também podem ser.

Diarreia, sangue nas fezes e dificuldade para urinar são sintomas de diverticulite aguda, que é uma complicação que precisa de tratamento imediato.

Sintomas gerais de diverticulite aguda

Além dos sintomas mencionados acima, nos casos de complicação de doença diverticular a pessoa pode ter febre, náuseas, vômito, sangramentos e fístulas (ligações anormais entre órgãos ou vaso sanguíneo com outra estrutura que normalmente não há conexão).

Tratamento

Felizmente é possível fazer um tratamento para a cura desse problema. Em casos sem sintomas graves, se a causa for infecção por bactérias, o tratamento pode incluir antibióticos e analgésicos junto com dieta especial. Uma boa resposta do organismo evolui para o processo de cura em apenas 72 horas.

Se essa evolução não acontecer ainda é possível fazer drenagem dos abcessos por meio de punção transcutânea e, até, estudar a possibilidade de cirurgia para retirar as partes do intestino afetadas.

Cada caso vai exigir uma opção específica, por isso que ao perceber os sintomas, deve procurar por um clínico geral ou diretamente um coloproctologista para que ele avalie o caso e faça os exames necessários para confirmar o diagnóstico e já começar o tratamento.

receitas de tortilha

8 Receitas de tortilha para servir do café da manhã ao jantar

customização de abadá

10 Modelos de customização de abadá para brilhar no bloco