dieta cetogenica na menopausa
Créditos: Pixabay
em

Benefícios da dieta cetogênica na menopausa e efeitos no organismo

Confira a dieta que combate efeitos da menopausa e ajuda a perder peso.

A menopausa pode lhe fazer sentir ondas de calor constantes, baixa libido, desequilíbrios hormonais, entre outros sintomas terríveis, no entanto, a mudança do seu estilo de vida pode contribuir para o melhor funcionamento do corpo. A dieta cetogênica na menopausa pode ajudar a equilibrar e estabilizar todos esses sintomas.

O que é a dieta cetogênica

Os desequilíbrios hormonais como estrogênio, testosterona e dehidroepiandrosterona reduzem no período da menopausa, o que pode levar ao ganho de peso, humor desestabilizado e alteração de libido, por exemplo.

A dieta cetogênica tem como objetivo manter o corpo alcalino, reduzindo potenciais desvantagens da menopausa. Consiste em reduzir os carboidratos na alimentação, aumentar o consumo de gorduras saudáveis e o consumo de proteínas.

Devido à mudança no estilo de alimentação, os níveis de insulina são alterados, beneficiando a perda de peso, reduzindo inflamações e reduzindo a instabilidade hormonal.

5 Benefícios da dieta cetogênica para quem está na menopausa

A dieta cetogênica pode ajudar na menopausa devido aos seguintes benefícios:

1. Equilibrar hormônios

A dieta cetogênica na menopausa é capaz de otimizar a insulina, o cortisol e outros hormônios do organismo. Isso faz com que você sinta menos ondas de calor, tanto em intensidade quanto em quantidade.

2. Emagrecer

A perda de peso pode ser um objetivo difícil de se alcançar quando se trata de menopausa. Isso porque geralmente as mulheres tendem a ter conflitos com os números da balança devido aos hormônios. Porém, a dieta cetogênica otimiza também os hormônios que regulam os desejos da fome, como a insulina e a leptina.

3. Energia

A menopausa é capaz de mexer com as sensações do corpo, inclusive cansaço e falta de energia. Devido à estabilização dos níveis dos hormônios, a dieta cetogênica ajuda também a manter o nível de energia constante.

4. Sono

A dieta ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue. Isso contribui para equilibrar hormônios como cortisol, serotonina e melatonina, o que equilibra o ritmo circadiano. O ritmo circadiano influencia na qualidade de seu sono.

5. Combater inflamações

Inflamações crônicas também podem ser evitadas com a dieta cetogênica. Os alimentos presentes na dieta são compostos por gorduras anti-inflamatórias saudáveis, que podem ajudar a reduzir dores nas articulações, dores musculares e outros tipos de inflamações.

Alimentos que aliviam os sintomas da menopausa

A dieta cetogênica privilegia o consumo de proteínas e de gorduras saudáveis em detrimento ao de carboidratos. Isso já pode lhe dar uma ideia de quais alimentos são permitidos e quais não são. Veja abaixo:

Alimentos permitidos

  • Carnes;
  • Peixes;
  • Ovos;
  • Embutidos;
  • Azeite;
  • Óleos;
  • Manteiga;
  • Margarina;
  • Queijos;
  • Creme de leite;
  • Iogurtes sem açúcar;
  • Amendoim
  • Noz;
  • Avelã;
  • Castanha;
  • Frutas;
  • Legumes;
  • Verduras;
  • Sementes.

Alimentos proibidos

  • Arroz;
  • Macarrão;
  • Milho;
  • Feijão;
  • Soja;
  • Ervilha;
  • Grão-de-bico;
  • Farinha de trigo;
  • Aveia;
  • Pão;
  • Torradas;
  • Batatas;
  • Bolos;
  • Doces;
  • Biscoitos;
  • Chocolate;
  • Açúcar;
  • Adoçantes;
  • Achocolatado em pó;
  • Leite:
  • Pizza;
  • Lasanha;
  • Iogurtes com açúcar.

Cardápios da dieta cetogênica

Você quer usar adotar a dieta cetogênica na menopausa, mas não sabe exatamente por onde começar? Sem problemas. A seguir estão algumas sugestões de como iniciar essa nova alimentação.

Cardápio do dia 1

Manhã: 1 copo de chá verde, 2 ovos fritos, 1 fatia de queijo coalho ou minas.

Lanche: 10 castanhas de caju.

Tarde: 200 gramas de carne, salada verde, meio abacate.

Noite: 1 copo de vitamina de abacate com leite vegetal e 1 colher de sopa de linhaça.

Cardápio do dia 2

Manhã: 1 omelete de legumes, 1 copo de suco verde.

Lanche: 10 morangos com uma colher de sopa de creme de leite.

Tarde: 200 gramas de frango com pele, 20 castanhas de caju, salada de legumes com azeite e gergelim.

Noite: 2 ovos fritos, 1 fatia de queijo coalho ou minas.

Cardápio dia 3

Manhã: 1 copo de abacate batido com iogurte natural e chia.

Lanche: 2 fatias de mamão, 1 colher de pasta de amendoim.

Tarde: 2 postas de peixe ao forno com legumes e azeite, molho 4 queijos.

Noite: 2 ovos mexidos com cogumelos e chia, 1 copo de chá verde.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Fonte: JAMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
plantar hibisco

Como plantar hibisco: uma bela flor para ter no jardim

receitas de caçarola de frango

2 receitas de caçarola para você fazer rapidinho em sua casa