em

Dar banho em gato – Guia completo do dono sobrevivente

Tem dúvidas de como dar banho no seu gato? Confira aqui duas formas diferentes
dar banho em gato
Créditos: Pexels

Quase todo dono sofre quando precisa dar banho em gato. Muitas pessoas não sabem se podem ou não fazê-lo, já que seus bichanos já têm o hábito de se autolimpar e de evitar contato com água. Já alguma pessoas acreditam que deve-se dar banho nos gatos com a mesma frequência que nos cães. A verdade é que: ambas estão erradas!

Com que frequência um gato deve tomar banho?

Segundo os veterinários, eles podem começar a tomar banho após o término do programa vacinal, ou seja, lá pelos seis meses. Enquanto filhote, você pode banhá-lo a cada quinze dias. Dessa forma ele se adapta a essa situação desde cedo. Se você tiver paciência, é claro.

Durante a fase adulta, o ideal é que você aumente esses intervalos para um banho a cada dois, três meses ou o que considerar mais adequado.

No entanto deve-se evitar intervalos muito curtos ao dar banho em gato. Portanto nada de banhar o bichano uma vez por semana! Isso se deve ao fato de a pelagem do animal possuir uma oleosidade natural, que pode ser influenciada e alterada devido ao excesso de produtos.

Outro fator que interfere na frequência do banho é que o gato realmente já realiza sua própria higienização com a língua. Por esse motivo não necessita tomar banho com a mesma regularidade que os cachorros tomam.

Dicas para dar banho em um gato arisco

Você pode dar banho em seu bichano de algumas formas diferentes. Se ele for muito arisco, talvez a melhor maneira seja evitar a imersão. Para isso, você pode utilizar um xampu veterinário em espuma.

Basta agitar o frasco e aplicar a quantidade que considerar adequada nos pelos do animal. Esfregue delicadamente com um pano seco por todo o corpo do gato, evitando o contato do produto com os olhos e com o focinho. A utilização de água nesse método não é necessária. Busque sempre ler o rótulo do produto com as instruções de utilização.

Dar banho em gato em casa passo a passo

Caso o bichinho esteja muito sujo e seja mesmo necessário o uso de água corrente, veja como preparar o ambiente para que fique mais fácil.

Corte as unhas

Se o gato não tiver o hábito de tomar banhos regulares, ele pode se tornar um pouco agressivo durante o processo. Portanto tenha sempre cuidado e evite começar a dar banho em gato sem antes aparar as unhas dele.

Por esse motivo, o primeiro passo é garantir sua segurança. Corte as unhas do bichano com muito cuidado para não machucá-lo, evitando chegar muito perto da raiz. Caso não tenha experiência nisso, pode ir a um veterinário primeiro, para que o profissional possa fazê-lo da melhor forma possível.

Tire o excesso de pelo com a escovação

O gato solta muito pelo naturalmente. Sendo assim, você pode gastar alguns minutos escovando-o, para eliminar a maior quantidade de pelos possível. Faça isso com cuidado e aproveite o momento para acalmá-lo.

Use algodão nos ouvidos do gatinho

Se notar algum tipo de secreção ou sujidade no ouvido do animal, pode passar um algodão seco ou gaze de forma delicada para retirar a matéria. Jamais lave os ouvidos de um gato com água!

Prepare o ambiente

Você pode começar a dar banho no seu bichinho no lugar de sua preferência, como tanque de lavar, bacia ou banheira, por exemplo. Mas o ideal é que tenha um chuveirinho com acesso à água morna, para que seja menos agressivo ao gatinho.

Uma boa ideia é colocar uma playlist musical para acalmá-lo. Existem diversas listas no Youtube que são boas para isso.

Colocando o gato na água

Seja rápido. Após verificar a temperatura da água, enxague-o do pescoço para baixo espalhando bem a água pelo corpo. Evite molhar a região da cabeça e tenha muito cuidado com os ouvidos para que não entre água.

Deve-se ter o mesmo cuidado com o sabão para que não entre em contato com os olhos e o focinho do bichano.

Produto apropriado para dar banho em gato

Compre um xampu próprio para gatos de sua preferência. Aplique um pouco da solução nas suas mãos e espalhe-a no corpo do felino, esfregando bem e com cuidado. Dê atenção também às patinhas.

Não utilize condicionadores. Os gatos já têm uma pelagem naturalmente mais oleosa, portanto isso não é necessário. Enxague bem e retire todo o produto.

Seque-o

Para secá-lo, utilize uma toalha, esfregando-o bem. Quando você sentir que tirou o excesso de água, pode escovar os pelos, pois ajuda na secagem completa.

Outra opção é utilizar um secador. Caso opte por esse método, tenha muito cuidado para não queimar a pele do gato nem lesioná-lo. Utilize o secador em uma temperatura e em uma intensidade mais baixas. Saiba, porém, que não é todo felino que gosta do secador!

Lembre-se de, no final dessa aventura, recompensar seu amiguinho com algum lanchinho extra. Afinal, ele merece.

Redigido por Natalia Fontenele

Paulistana, cidadã do mundo e, como uma boa sagitariana, alucinada por viagens. Não só redatora, mas também estudante de Design Industrial e amante do empreendedorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

purificador de água
Purificador de água: Para que serve e como construir um em casa
o que fazer em caso de convulsao
O que fazer em caso de convulsão? Como reagir, causas e diagnósticos