cozinha segura para crianças
Crédito: Freepik
em

Como ter uma cozinha segura para as crianças sem ter que mantê-las longe desse ambiente

Para se tornarem independentes as crianças precisam participar da rotina. Veja como permitir que isso aconteça sem riscos

A cozinha é considerada um ambiente perigoso para as crianças. O motivo principal é o fogão e o forno que podem causar queimaduras graves. Mas, também tem as quinas, os talheres pontiagudos e o piso escorregadio.

Ao mesmo tempo, é importante que as crianças possam participar da rotina de preparo dos alimentos. Esses momentos servem para a integração da família e para desenvolver a independência e os sentidos da criança.

Então, se você fizer algumas adaptações e tomar alguns cuidados, não precisa manter os pequenos longe desse ambiente tão gostoso da casa. Veja as dicas de como ter uma cozinha segura para as crianças.

Proteção para fogão

cozinha segura protetor de fogão
Crédito: Pinteres

Quando as crianças são muito novas para entender os perigos, mas já andam e alcançam no fogão, essa dica pode ser de grande utilidade para prevenir queimaduras. Você pode instalar uma barreira de vidro temperado na parte da frente do fogão, impedindo que a criança consiga alcançar as panelas, acendedores ou a chama acesa.

Cabos para dentro do fogão

Com ou sem a proteção de vidro, a regra é a mesma: sempre que for cozinhar, vire os cabos das panelas para dentro. Nunca deixe-os virados para fora, onde a criança possa puxar. Acidentes graves ocorrem com crianças que viram uma panela com líquido quente sobre o corpo.

Veja também: queimaduras em crianças – tipos, como socorrer e como prevenir

Forno elétrico no alto

Se você tiver um forninho separado do fogão, procure instalar esse eletro em um nicho mais no alto, longe do alcance das crianças.

Objetos pontiagudos no alto

Garfos, facas e outros objetos pontiagudos também devem ficar fora do alcance das crianças, bem como os isqueiros, acendedores e fósforos. É comum deixar tudo em uma gaveta de altura média, mas não custa tomar esse cuidado enquanto as crianças são pequenas e não entendem os riscos.

Acesso facilitado para as atividades supervisionadas

Crédito: Freepik

Ao pensar em uma cozinha segura para as crianças, não é necessário tirar tudo do alcance delas. Pelo contrário. É importante deixar algumas coisas acessíveis para facilitar a participação dos pequenos no preparo das refeições com a supervisão de um adulto. É ensinando a fazer o certo que se evita fazer errado e causar acidentes.

Então, deixe um banquinho na cozinha para a criança alcançar na bancada quando for ajudar no preparo da refeição. Se puder, compre uma mesa com uma cuba baixinha, onde a criança poderá aprender a lavar seu pratinho e copo do lanche, desenvolvendo sua independência.

Evitar escorregões

Durante o preparo das refeições ou na hora de lavar a louça, o piso da cozinha pode ficar úmido e escorregadio. Para evitar acidentes, coloque tapetes antiderrapantes na frente da pia e do fogão. Essa é uma segurança para crianças, adultos e idosos.

Explicar os perigos

Apenas dizer que a criança não pode mexer nas coisas não é o bastante para educá-la sobre os perigos. Explique o que acontece se ela mexer no fogão, no forno ou pegar objetos que machucam. As crianças respeitam as regras quando entendem seus motivos.

Supervisão integral

Mesmo seguindo todas as dicas anteriores, nunca deixe a criança sozinha na cozinha, a menos que ela já tenha idade para isso. Os mais pequenos devem sempre estar com um adulto nesse ambiente. Quando não for possível, é útil instalar um portãozinho na porta da cozinha que impeça a criança de entrar.

Avó ganha presente que queria desde a infância

Avó ganha presente que queria desde a infância – e fica cheia de alegria!

plantas fofas para ter no apartamento

7 Plantas em formatos fofos para ter em apartamento