queimadura em crianças
Crédito: Freepik
em

Queimaduras em crianças: tipos, como socorrer e como prevenir

Acidentes acontecem, mas pode ser evitados se os pais souberem como prevenir

Crianças pequenas precisam ser vigiadas o tempo todo. Quem tem filhos sabe que basta um segundo de distração para que um acidente aconteça. No caso das queimaduras, o acidente pode ser grave, e mesmo que seja leve, vai trazer bastante preocupação. Então, o melhor a fazer é conhecer onde estão os riscos para poder prevenir. Veja os cuidados que são recomendados pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Principais tipos de acidentes domésticos com crianças

Embora os acidentes com queimaduras sejam motivo de grande preocupação dos pais, vale a pena se lembrar que existem outros tipos de acidentes domésticos bem comuns, e eles costumam ocorrer com mais prevalência de acordo com a faixa etária:

  • 1 a 3 anos: choques e queimaduras em tomadas, queimaduras com ferro de passar roupa e acidentes com objetos na boca;
  • 4 a 7 anos: quedas em escadas ou de móveis altos, ingestão de produtos tóxicos e afogamentos;
  • 8 a 12 anos: queimaduras com alimentos quentes, incidentes com fogão, sanduicheiras ou fornos e quedas.

O que fazer no caso de acidentes com queimaduras

Mas, como o foco agora são os acidentes envolvendo queimaduras, saiba o que deve fazer caso um acidente desse tipo aconteça na sua casa.

Queimaduras por líquidos ou objetos quentes

Na hora, dá um desespero. Mas os pais devem estar preparados para avaliar a gravidade da queimadura. Se for leve, pode lavar o local com água em abundância, da torneira mesmo. Não use gelo, pois pode piorar a lesão.

Depois de lavar (ou antes, conforme necessidade), tire a roupa da criança, limpe a queimadura com gaze esterilizada e aplique pomada para queimadura. Depois, pode levá-la à farmácia ou posto de saúde para ver se necessita de outros cuidados.

Já se for uma queimadura grave, o primeiro passo é retirar a roupa da criança. Se não der para tirar da forma normal, corte a peça com uma tesoura para evitar esfregar a roupa na lesão. Se a roupa estiver grudada, não remova, deixe onde está. Proteja o local da queimadura com uma toalha limpa e umedecida, e leve-a imediatamente ao pronto-socorro.

Se a queimadura pegar na região do rosto, lave com água da torneira, proteja com gaze umedecida e leve a criança ao pronto-socorro.

Queimaduras por eletricidade

Esse tipo de queimadura é bastante perigoso. A primeira coisa a fazer é desligar a corrente elétrica da casa. Por mais que seja instintivo, os pais não deve tocar na criança, ou poderão levar o mesmo choque e sofrer com queimaduras, sem conseguir ajudá-la.

Em seguida, quando a corrente elétrica já estiver desligada, aí sim a criança pode ser pega e levada ao hospital. Se ela estiver desmaiada, é melhor chamar a ambulância ou os bombeiros pelos números 192 ou 193.

Queimaduras por produtos químicos

Alguns produtos químicos podem provocar queimaduras na pele ou até mesmo nos órgãos internos, caso sejam ingeridos. Se a queimadura for na pele, os cuidados são os mesmos recomendados para queimaduras por líquidos e objetos quentes. Já se a criança ingeriu o produto, deve ser levada imediatamente ao pronto-socorro.

Queimaduras por fogo

Agora que todo mundo tem álcool em gel em casa, o risco de queimaduras por fogo é maior. Se o álcool foi aplicado na pele da criança recentemente, e ela estiver perto de uma fonte de fogo, como fogão, forno, fósforo ou isqueiro, ela pode provocar queimaduras no corpo ou mesmo um incêndio na casa.

Aliás, nem precisa de álcool em gel para que um desses instrumentos cause queimaduras graves. Veja o caso da jovem que teve o corpo queimado quando era bebê.

No caso de a criança se envolver em um acidente com fogo, quanto antes os pais souberem agir, menores serão os danos. Se a criança estiver pegando fogo, ela deve ser envolvida em um cobertor ou toalha (seco ou molhado) para abafar bem o fogo e fazê-lo apagar.

Não se deve usar extintor de incêndio para apagar o fogo em pessoas. O extintor de pó acaba contaminando a criança, e o extintor de água faz muita pressão e machuca ainda mais. O extintor só deve ser usado para apagar o fogo que estiver na casa, não nas pessoas.

Assim que o fogo for apagado, a criança deve ser levada ao pronto-socorro. Mantenha a criança com os braços e pernas longe do corpo para evitar que a pele grude. Se possível, envolva-a em toalhas molhadas. De preferência, o melhor é chamar a ambulância ou os bombeiros para prestarem socorro no local, com os devidos equipamentos.

Como prevenir queimaduras nas crianças

Como viu, os tipos de queimaduras variam bastante. Sendo assim, os pais devem estar atentos a todos os riscos, e deixar a casa blindada contra as travessuras e a curiosidade dos pequenos:

  • Evite deixar a criança soltar pipa próxima a fios de corrente elétrica;
  • Mantenha os fios encapados e longe do alcance das crianças;
  • Não cozinhe alimentos superaquecidos com crianças no colo;
  • Não deixe carregadores de celular e aparelhos elétricos conectados em acesso fácil para as crianças;
  • Não deixe fósforos ou isqueiros ao alcance das crianças;
  • Não deixe os filhos pequenos manipularem panelas ou líquidos quentes;
  • Não deixe produtos inflamáveis, como o álcool em gel ou líquido, perto das crianças;
  • Proteja as tomadas com protetores específicos.
Garotinha com tumor no rosto

Garotinha com tumor no rosto virou influenciadora nas redes sociais

Vizinhança transforma beco em espaço de convivência para todos

Vizinhança transforma beco em espaço de convivência para todos