alimentos para melhorar audição
em

Como prevenir ou tratar a perda auditiva por meio da nutrição

Cada vez mais estudos apontam a deficiência de nutrientes como causa de alguns tipos de perda auditiva. Veja quais são.

A perda auditiva é considerada normal, em certo grau, conforme a idade avança. Pode iniciar ao 30 anos e ir aumentando gradativamente até os 80. Mas isso não significa que devemos aceitá-la e acabar tendo a saúde e a vida social prejudicadas. Veja o que pode ser feito a respeito.

Quando a surdez atinge um organismo, diversas causas podem estar relacionadas, desde a hereditariedade até uma doença ao longo da vida que deixa a deficiência auditiva como sequela. Mas no caso da perda auditiva gradual da idade, a causa principal é a forma como o cérebro processa informações.

Pode acontecer também de o cérebro passar a ter dificuldade em filtrar informações sonoras e acabar causando confusão mental por excesso de ruído.

Com relação à perda auditiva neste sentido (da idade), estudo estão mostrando a importância de determinados nutrientes para sua prevenção ou tratamento, conforme o grau do problema em cada paciente.

Nutrientes que protegem a audição

Os nutrientes classificados como protetores da saúde auditiva são o magnésio, zinco, carotenoides e vitamina B9. Eles atuma nas seguintes funções:

  • Melhorando o fluxo sanguíneo;
  • Reduzindo danos causados por radicais livres;
  • Protegendo contra estresse oxidativo.

No caso do folato, que é a vitamina B9, é recomendado para zumbido no ouvido, pois reduz o nível de uma substância chamada hemocisteína, que está associada a pera auditiva quando em excesso no sangue. O folato é encontrado em:

  • Vegetais verde-escuros, de preferência crus e orgânicos;
  • Leguminosas.

Zinco

O zinco é recomendado para perda auditiva súbita e inexplicável, que normalmente é tratada com esteroides. Normalmente acaba-se descobrindo a relação dessa perda auditiva subida com algum tipo de vírus, então a ação antiviral do zinco podem ajudar a solucionar o problema. Alguns alimentos ricos neste mineral são:

  • Sementes de abóbora;
  • Tahine;
  • Frutos do mar;
  • Carne bovina orgânica;
  • Oleaginosas;
  • Espinafres
  • Cogumelos.

Também para o tratamento de perda auditiva súbita o magnésio pode ser eficaz, mas na sua forma intravenosa, aplicada por um médico. Estudos apontaram melhora na audição de pacientes com essa intervenção.

A astaxantina, um carotenoide, mostrou-se um dos mais potentes antioxidantes da natureza, sendo forte eliminadora de radicais livres, protegendo as células e tecidos do corpo, além de beneficiar o cérebro, a visão e a audição. Ela é encontrada em:

  • Microalgas;
  • Salmão e mariscos que se alimentam de algas.

Consulte seu médico

Apesar dos estudos que comprovam a atuação destes alimentos para a prevenção e tratamento da perda auditiva, o médico deverá ser consultado para diagnosticar a verdadeira causa e o grau da perda auditiva. Os alimentos podem fazer parte de uma recuperação, mas não substituem a consulta médica.

Dica: A importância de uma alimentação saudável

De modo geral, uma alimentação balanceada e natural, em equilíbrio com uma rotina de exercícios, sempre será a melhor prevenção para qualquer problema de saúde. Procure consumir alimentos ricos em vitaminas e minerais essenciais para o bom funcionamento do organismo, de preferência com uma prescrição de um nutricionista para indicar as quantidades diárias recomendadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
obesidade infantil

Obesidade infantil: por que acontece e qual é o melhor tratamento?

crescer a barba de forma rápida

Como fazer sua barba crescer corretamente