receita de paella
Crédito: Pixabay
em

Receita de paella espanhola para um almoço internacional

Veja como preparar uma paella de frutos do mar e outra mista, com frutos do mar, frango e pato

A receita de paella (ou paelha, em português) é de origem espanhola, mais especificamente da região de Valência, por isso que algumas pessoas conhecem o prato por paella valenciana. Ela é feita à base de arroz, legumes e carne de caça, já que eram os ingredientes mais abundantes na região na época dos séculos 15 e 16, quando estima-se que a receita foi criada. Atualmente também é muito comum adicionar frango ou frutos do mar.

A receita deve ser preferencialmente preparada em um tacho de ferro, desses usados para fazer entrevero, que seja largo e raso como uma grande frigideira, pois facilita o cozimento e a mistura dos ingredientes. Veja como fazer.

Veja também: receitas de quibe frito para servir como entrada

Como fazer a receita de paella espanhola

 receita de paella
Crédito: Cozinha Tradicional

Quando fizer esse prato, pode servir apenas com bastante salada fresca que será o suficiente. É um prato bem completo e ideal para ser apreciado sozinho para que todos os sabores venham ao paladar.

Com legumes e frutos do mar

Essa receita do Cozinha Tradicional traz uma versão para quem adora frutos do mar. Serve 6 pessoas.

Ingredientes

Azeite de oliva: ½ xícara;
Cebola: 1 unidade;
Ervilhas: 1 xícara;
Açafrão em pó: 1 colher (sopa);
Pimentão vermelho picado: 1 unidade;
Arroz: 3 xícaras;
Alho: 3 dentes;
Camarão pequenos: 300 gramas;
Camarões-tigre: 300 gramas;
Lulas em anéis: 300 gramas;
Mexilhões com concha: 300 gramas;
Polvo em pedaços: 300 gramas;
Água fervente: 4 xícaras;
Sal: a gosto.

Modo de preparo

  1. Cozinhe os mexilhões em água fervente por 10 minutos, até as conchas se abrirem. Retire os que não abriram, escorra o restante e reserve o caldo e os mexilhões;
  2. Refogue a cebola e o alho picados no azeite;
  3. Adicione pimentão, ervilha, polvo e arroz, deixando fritar 2 minutos;
  4. Adicione o caldo dos mexilhões, o açafrão, o sal e leve para cozinhar em fogo baixo por 10 minutos. Se for preciso, coloque um pouco mais de água;
  5. Adicione depois as lulas e camarões médios. Deixe cozinhar por 5 minutos;
  6. Por fim, coloque os camarões-tigre, os mexilhões e deixe mais 5 minutos. Retire do fogo e sirva na hora.

Paella mista

Você também pode misturar frutos do mar com carne de frango e de pato para enriquecer sua paella, como nessa sugestão do Pimenta na Cozinha. Essa receita serve 12 pessoas.

Ingredientes

Coxas e sobrecoxas de frango: 2 unidades;
Coxas e sobrecoxas de pato: 2 unidades;
Peito de pato: ⅔ de unidade;
Camarão: 800 gramas;
Mexilhão: 1 quilo;
Polvo: 1 unidade;
Ervilha: 250 gramas;
Azeitonas: 1 xícara;
Cebola grande: 3 unidades;
Alho: 2 dentes grandes;
Vinho branco de qualidade: 200 + 200 ml;
Cenoura: 1 unidade;
Salsão: 1 talo;
Louro: 2 folhas;
Azeite de oliva: quanto baste;
Sal e pimenta preta: a gosto;
Arroz tipo curto: 2 ½ xícaras;
Páprica doce: 1 colher (sopa).

Modo de preparo

  1. O caldo é o primeiro passo. Sem um super caldo não existe uma boa paella. Comece refogando muito bem os pedaços de pato com um fundo de gordura;
  2. Acrescente uma cebola cortada em quatro pedaços, uma cenoura descascada, cortada em pedaços grandes, um talo de salsão, duas folhas de louro. Cubra com cerca de dois litros e meio de água. Deixe ferver em fogo baixo;
  3. Os mexilhões e camarões devem ser perfeitamente higienizados e mantidos na geladeira até o momento de uso;
  4. Cozinhe o polvo já limpo numa panela de pressão apenas com um copo de vinho branco. Conte dez minutos a partir do início da pressão. Retire, deixe esfriar e corte em pedaços. Reserve na geladeira;
  5. Numa boa panela de fundo grosso, doure muito bem o frango e o pato, temperados com sal e pimenta-do-reino. Os pedaços devem ficar bem dourados e deve-se formar um bom fundo de panela, uma crosta marrom dourada;
  6. Nesse ponto acrescente duas cebolas picadas e continue refogando até a cebola atingir um tom marrom claro/dourado e ter se transformado quase numa pasta;
  7. Agora a carne deve cozinhar. Vá pingando água, aos poucos, e apenas o suficiente para a carne não queimar. Ela cozinha praticamente no vapor. Mexa sempre;
  8. Quando estiver macia retire os pedaços de carne e descarte os ossos e cartilagens. Deixe a carne em pedaços grandes. Os ossos podem ser adicionados ao caldo que ferve em fogo baixo. Quando obtiver um caldo saboroso, retire do fogo e passe por uma peneira;
  9. Coloque quatro colheres de azeite de oliva na paellera, aqueça suavemente e junte a cebola e o alho, deixe amaciar. Junte a páprica;
  10. Coloque na paellera as carnes de pato e frango e todo o restante da cebola e do líquido que houver na panela;
  11. Distribua bem e junte o arroz formando uma cruz, depois um X sobrepondo-se à cruz. Coloque sal com parcimônia;
  12. Com uma colher grande faça movimentos curtos e suaves para integrar o arroz ao refogado. Junte os 200 ml de vinho branco restante. Deixe o arroz absorver o vinho. Comece a colocar o caldo;
  13. A partir de agora vá colocando o caldo quente, aos poucos, sem nunca deixar que o líquido sobreponha-se ao arroz, mantendo-se apenas no mesmo nível. À medida que o arroz vai amaciando reduza a quantidade de líquido, mantendo o suficiente para prosseguir o cozimento. O objetivo é um arroz solto e sequinho;
  14. E nada de revolver a panela. O arroz deve cozinhar sem ser mexido. No máximo faça movimentos retos com a colher. O controle de cozimento é feito com a colocação do caldo;
  15. Quando o arroz começar a amaciar distribua os pedaços de polvo. Quando estiver quase pronto coloque a ervilha e o camarão. Por último os mexilhões, que precisam de um minuto para ficarem prontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

almofadas decorativas

Almofadas decorativas: dicas de como usá-las na decoração da casa

arroz de pato

Arroz de pato: veja receitas desse prato cheio de sabor