carregador falso
Crédito: Freepik
em

Carregador de celular falso pode causar acidentes graves

Conheça o caso da mulher que sofreu queimaduras graves causadas pelo aparelho

De acordo com um teste realizado pela Trading Standards, um instituto localizado no Reino Unido, um carregador falso é perigoso. O foco da pesquisa foi em carregadores de iPhone, mas os resultados são válidos para todos. O resultado é chocante, mas uma mulher em particular, conhece isso de perto.

Pode parecer que você está economizando ao comprar um carregador genérico. Porém, as coisas não são assim tão simples, há um motivo para os originais serem mais caros. Eles são mais seguros, têm material de qualidade e não vão danificar o seu aparelho.

Além disso, os riscos de acidentes diminuem bastante, pois o encaixe e voltagem são adequados, evitando choques e superaquecimentos. Então, será que está valendo a economia? Conheça o estudo e tire suas conclusões.

Veja também: muito tempo no celular – agora são os filhos que reclamam dos pais

Carregador falso causa acidentes

O estudo realizado pela Trading Standards mostra que 99% dos 400 carregadores falsos Apple testados eram totalmente perigosos, de alguma forma. Entre eles, somente três carregadores tinham isolamento para evitar choque elétrico. Uma quantidade absurda em uma questão fundamental para a saúde.

Inclusive, foi exatamente o uso de um carregador Apple falsificado que levou uma estudante de 19 anos para a emergência. Ela foi dormir e deixou o seu celular carregando, na mesma cama onde estava deitada. Durante a noite, ela se mexeu e seu colar encostou no carregador, que não tinha o devido isolamento.

A reação foi imediata, levando a corrente elétrica pelo colar, passando em volta do pescoço, que a acordou com dores fortíssimas. Esse acidente causou uma queimadura grave no pescoço, fazendo com que a jovem ficasse com muita dor e uma marca profunda. Porém, o choque elétrico não é o único risco.

Como o material utilizado é mais barato, o carregador falso acaba utilizando fios com diâmetro menor. Isso faz com que a energia enviada seja menor do que a necessária para o seu aparelho. Dessa forma, ele leva muito mais tempo para carregar do que se estivesse com o carregador original.

E esse é o menor dos problemas, sendo o foco da atenção outro, muito mais relevante. Como força mais o sistema, ele acaba causando superaquecimento, podendo levar à explosão da bateria. Ela pode também pegar fogo e, se não tiver ninguém perto, colocar fogo no ambiente onde está alojada.

Então, o ideal é nunca comprar um carregador que não seja adequado ao seu aparelho, procurando a fonte original. Porém, às vezes se encontra produtos ‘originais’ muito baratos, seja na internet ou em lojas físicas. Como saber se eles também não são falsos?

Como identificar um carregador falso

Existem alguns componentes de carregadores originais que não estão nos falsos, pelo menos não da mesma forma. Como você já sabe, uma cópia nunca é tão boa quanto o original, então eles acabam apresentando falhas. Veja quais são os pontos a observar:

  • Peso: compare o peso do seu original com o que pretende comprar. Se for muito mais leve, não se engane, é produto de menor qualidade.
  • Embalagem: veja se a embalagem tem qualidade ou se vem em um pack ou plástico mal feito.
  • Selo: tem que apresentar o selo da marca e o lacre de violação.
  • Impressão: também a impressão da marca e dos dados do carregador deve ser observada, devendo estar nítida e clara.
  • Teste: experimente se o conector micro USB não fica se soltando o tempo todo e se os pinos da tomada estão bem encaixados.
  • Acabamento: o acabamento do produto original é impecável, arredondado e sem rebarbas, ao contrário do falsificado.

robô que desentope artéria

Robô que desentope artérias chega ao Brasil

Bactéria em piercing deixa estudante paraplégica

Bactéria em piercing deixa estudante paraplégica