dicas de como cuidar de bromélia
Crédito: Freepik
em

Bromélia: aprenda a cultivar essa linda planta em casa

Dependendo da espécie, você pode tê-la dentro de casa, em vaso ou jardim vertical, ou no seu quintal

A bromélia não é uma só planta, mas sim, uma família de plantas chamada bromeliaceae. Elas são tropicais, exuberantes, com uma floração duradoura e colorida. Pensando em cultivar uma bromélia na sua casa? Então, conheça mais sobre essa planta agora.

Características gerais

As bromélias foram assim nomeadas no século 17 pelo explorador e botânico francês Charles Plumier, em homenagem ao botânico sueco Olof Bromelius. Mas, séculos antes disso, foram chamadas de karatas pelos nativos das Antilhas, onde foram descobertas.

Muitas bromélias são nativas do Brasil, e sua maioria é epífita, ou seja, no seu habitat natural, vivem na copa das árvores, mas sem serem parasitas dos nutrientes das árvores.

Elas também são divididas em rupícolas, que vivem nas rochas, e terrestres, que vivem diretamente na terra. Algumas ficam expostas ao sol pleno, enquanto outras ficam protegidas embaixo de outras plantas.

3 Tipos de bromélia para ter no jardim de casa

São cerca de 3.170 espécies de bromélias catalogadas, distribuídas em 58 gêneros. No Brasil são 44 gêneros e cerca de 1.290 espécies, mas esse número continua crescendo conforme os pesquisadores vão encontrando novas. Então, por serem muitas, você vai conhecer agora 3 tipos de bromélia para ter no jardim de casa, que são as dicas da paisagista Lucia Borges do canal Vida no Jardim.

1. Bromélia Porto Seguro

bromélia Aechmea blanchetiana
Crédito: Plantas Sonya

Essa é a Aechmea blanchetian, uma bromélia nativa do Brasil, que pode chegar até 90 centímetros de altura. Tem folhas longas e dispostas em rosetas. Quando ficam à meia sombra, sua cor é verde-clara. Mas, conforme ficam mais expostas ao sol, vão ficando amareladas e alaranjadas. Para reproduzi-la é possível plantar as sementes ou dividir uma planta, conforme vão surgindo novas em volta da planta principal.

2. Bromélia Imperial

cultivo bromélia imperial
Crédito: Pinterest

Essa é a Alcantarea imperialis, brasileira, que é bem grande, chegando a ter 1 metro e meio de altura, com folhas bem longas que variam de cor conforme a variedade da planta. Vai do verde intenso ao avermelhado.

Quando surgem flores, elas foram uma longa haste que atrai os beija-flores para o jardim. Mas, essas flores surgem só uma vez na vida da planta e logo morrem. A reprodução dessa planta é mais comum por sementes, pois é difícil que nasçam brotos em volta da planta principal.

3. Bromélia Fireball

bromélia Neoregelia Fireball
Crédito: Veiga Bromélias

Essa é a Neoregelia “fireball”, que é uma planta híbrida e de pequeno porte, chegando a uns 15 ou 20 centímetros de altura, bem comum nas casas brasileiras. Suas folhas são avermelhadas, principalmente quando são cultivadas sob sol pleno. Mas, quando ficam mais na sombra, as folhas ficam verdes. Como é pequena, pode ser plantada em vasos, jardins verticais com placas de fibra de coco, mas também ficam lindas como forração de jardins.

As bromélias e o mosquito da dengue

As bromélias que vivem ao ar livre acumulam água das chuvas na base de suas folhas, e essa água serve como alimentação e hidratação da planta, e não precisa ter medo de que vire um foco de mosquito da dengue, pois o mosquito não é atraído por essa água. Então, pode cultivar a bromélia no quintal sem medo.

Quanto aos outros mosquitinhos que podem ficar sobrevoando a planta para beber sua água, uma forma caseira de evitá-los é colocar um pouquinho de borra de café nessa água.

Dicas gerais de cultivo

O substrato bom para essa planta é aquele rico em matéria orgânica e permeável. Ela prefere meia sombra e irrigações periódicas. A bromélia sobrevive melhor em ambientes mais quentes, já que é uma planta tropical. Por isso, pode ter problemas e até morrer se ficar no frio.

Veja também: pacová — todos os cuidados para cultivar essa linda planta

não economizar na obra

6 Pontos para não economizar em uma obra

dicas de como cultivar antúrio

Antúrio: cultive essa planta perfeita para ambientes internos