em

10 Brincadeiras folclóricas para se divertir

Brincadeiras folclóricas, como forca e dança da cadeira, estimulam o raciocínio, a estratégia e o trabalho em grupo.
brincadeiras folclóricas
Crédito: Pixabay

O folclore é parte essencial da cultura popular, pois representa a identidade social de uma comunidade através de atividades como culinária, costumes e, claro, brincadeiras folclóricas.

No Brasil, o dia 22 de agosto foi escolhido para comemorar o Dia do Folclore Nacional. Nessa ocasião as escolas costumam discutir as principais lendas brasileiras, como o Saci Pererê e a Mula Sem Cabeça, e oferecer atividades para que os pequenos vivenciem essa tradição.

10 Brincadeiras folclóricas e populares

O folclore brasileiro é riquíssimo e vale a pena conhecê-lo a fundo. Além das lendas, músicas, histórias, danças e provérbios, transmitidos de geração para geração, as brincadeiras são divertidas e lúdicas, proporcionando aos pequenos uma experiência completamente diferente da diversão moderna e tecnológica.

Conheça as principais brincadeiras folclóricas para ensinar às crianças sobre interação, concentração, trabalho em grupo e cultura popular.

1. Corre-cutia

Um grupo de crianças tira a sorte cantando a parlenda “uni, duni, tê, salame minguê, um sorvete colorê, o escolhido foi você”. Quem der sorte fica com o lenço, enquanto as outras crianças formam uma toda e se sentam com as pernas cruzadas.

A criança com o lenço corre ao redor da roda enquanto ou outros, de olhos fechados, cantam:

“Corre, cutia
Na casa da tia
Corre, cipó
Na casa da avó
Lencinho na mão
Caiu no chão
Moço bonito
Do meu coração”.

Quem estiver com o lenço pergunta “Posso jogar?” e os demais respondem “Pode!”. Todos abrem os olhos, e a criança que estiver com o lenço deve pegá-lo e correr atrás de quem jogou antes que sente em seu lugar.

Se conseguir pegar, senta novamente. Se não, deverá ser o próximo a cantar.

2. Dança da cadeira

dança-da-cadeira - demonstre
Crédito: Demonstre

Entre as brincadeiras folclóricas, essa é uma das mais populares, principalmente em festas de aniversário infantis. Basta um grupo de crianças, cadeiras e música!

Se o jogo tiver 10 crianças, coloca-se nove cadeiras em uma roda. Em seguida, uma criança ou adulto fora do jogo põe música enquanto os outros giram em torno do círculo. Quando a música parar, todos devem tentar sentar, e a criança que não conseguir sai do jogo.

Assim, elimina-se mais uma cadeira, até sobrarem apenas duas crianças e uma cadeira.

3. Empinar pipa

Em dias que o vento não estiver muito forte você pode arriscar essa que é uma das brincadeiras folclóricas mais antigas e tradicionais.

Basta fazer uma pipa com folha de seda, fita adesiva ou cola, palitos de madeira e linha, escolher um local aberto e com vento e empinar, sempre com o auxílio de um adulto. Se brincar com outras pessoas vocês podem apostar quem consegue empinar o “papagaio” mais alto.

4. Passa anel

Outra brincadeira folclórica para matar o tédio. Os participantes devem fazer uma roda e juntar as mãos, como se estivessem rezando. Outra pessoa fará o mesmo, mas com um anel no meio (ou qualquer objeto pequeno).

Quem está com o anel passa as mãos fechadas no meio das mãos dos colegas e deixa o anel com uma delas, que deve permanecer em silêncio. Quando acabar, o passador escolhe outra pessoa para adivinhar com quem está o anel.

Se acertar, será o próximo a passar o anel. Se não, sai do jogo.

5. Cabo de guerra

cabo de guerra
Crédito: Pixabay

Atividade folclórica que ensina a importância da cooperação e do trabalho em equipe, cabo de guerra exige apenas uma corda e dois grupos adversários, que devem puxar a corda além da linha demarcada no meio. O grupo que conseguir puxar a corda primeiro vence a rodada.

6. Amarelinha

Com giz ou tinta lavável, desenha-se uma sequência de quadrados de 1 a 10, sendo que 2 e 3, 5 e 6, 8 e 9 devem estar lado a lado e os demais números devem estar isolados.

A criança deve jogar uma pedra e acertar um número. Depois, deve pular um pé só nos quadrados com um número (no caso, 1, 4, 7 e 10) e dois nos quadrados com dois números e evitar o quadrado no qual a pedra caiu. Quem conseguir chegar ao 10 primeiro, sem errar, pisar na linha ou tropeçar, ganha.

7. Cadê o toucinho

Simples e divertida, essa brincadeira folclórica é daquelas para entreter crianças pequenas e que estão aprendendo parlendas e cantigas.

Segura a mão da criança com a palma para cima e toque o centro com a palma da mão. Comece perguntando “Cadê o toucinho que estava aqui?” e ela deve responder “O gato comeu!”. Em seguida, você pergunta “Cadê o gato?” e ela responde “Foi para o mato”. Siga o passo a passo:

Cadê o mato? 

O fogo queimou. 

Cadê o fogo? 

A água apagou. 

Cadê a água? 

O boi bebeu. 

Cadê o boi? 

Está amassando o trigo. 

Cadê o trigo?

A galinha espalhou.

Cadê a galinha? 

Está botando ovo. 

Cadê o ovo? 

O frade comeu. 

Cadê o frade? 

Está na missa. 

Cadê a missa?

Está na caixinha. 

Cadê a caixinha? 

Está no rio abaixo e foi parar aqui“.

Quando a criança responder “Foi parar aqui” é hora de enche-la de cócegas.

8. Forca

jogo da forca - demonstre
Crédito: Demonstre

Essa brincadeira é um passatempo para momentos de tédio e trabalha o raciocínio rápido. Dá para brincar em grupo ou com apenas duas pessoas, sendo necessário apenas papel e caneta.

Uma das pessoas deve pensar em uma palavra e desenhar uma quantidade de tracinhos que corresponda às letras, além de uma forca. O outro deve falar uma letra. Se acertar, o tracinho será preenchido. Do contrário, desenha-se uma cabeça, depois o corpo, depois o braço e assim por diante.

O desafio é acertar a palavra antes de o boneco ser completamente desenhado.

9. Cabra cega

Uma pessoa tem os olhos vendados e sai em busca dos demais integrantes, que devem se esconder e fugir. Se conseguir encontrar e encostar em alguém, tira a venda e passa para essa pessoa para uma nova rodada.

Crianças pequenas podem se machucar na tentativa de circular de olhos fechados. O ideal é brincar com as maiores, que já tem mais noção de espaço.

10. Chefe mandou

Além de ser uma das brincadeiras folclóricas mais antigas e divertidas, Chefe Mandou ainda ensina os pequenos sobre responsabilidade e cooperação nas tarefas. O chefe da rodada é decidido com base no “uni, duni, tê”, e as crianças devem cantar:

“Boca de forno.

Forno!

Tirar um bolo.

Bolo!

Fareis tudo o que o mestre mandar ?

Faremos todos“.

O chefe, então, manda executar uma atividade, como procurar um objeto de determinada cor ou se equilibrar em um pé só. Quem conseguir será o próximo chefe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

miojo faz mal
Miojo faz mal: sim ou não?
brincadeiras para festa do pijama
8 Melhores brincadeiras para festa do pijama