em

Picnogenol: o antioxidante que vai cuidar de sua saúde

Picnogenol é um suplemento natural, com propriedades antioxidantes que ajudam a tratar diversas doenças.

Já ouviu falar no Picnogenol? É antioxidante com propriedades que auxiliam o bom funcionamento das artérias, dos capilares, das veias e dos vasos sanguíneos. Além disso, ele é muito usado para ajudar a diminuir o inchaço das extremidades inferiores.

Propriedades do Picnogenol

Ele é nativo das zonas costeiras europeias e surge da casca do pinheiro Pinus pinaster. Em diversos lugares do mundo, sua comercialização é liberada e ele é encontrado, geralmente, em cápsulas, nas lojas de suplementos ou em farmácias. No nosso Brasil, costuma ser encontrado em farmácias de manipulação.

Apesar de ser natural, o picnogenol deve apenas ser tomado mediante aconselhamento médico.

Benefícios do Picnogenol

  • Ajuda a tratar diversos tipos de alergia;
  • É um forte aliado no combate das inflamações prostáticas;
  • Ajuda a reforçar a imunidade;
  • Ajuda a melhorar a circulação e o vigor das células;
  • Ajuda a tornar a pele mais elástica;
  • Auxilia na diminuição do inchaço nas pernas;
  • Auxilia a minimizar os efeitos do estresse;
  • Ajuda a prevenir retinopatia diabética (que pode levar à cegueira) e neuropatia (problemas no funcionamentos dos nervos).

Além disso, é uma aliada na prevenção do AVC e do risco de infarto, contando ainda com propriedades que auxiliam a controlar o colesterol, a melhorar o sistema cardiovascular e a equilibrar a pressão arterial.

O picnogenol ainda pode ser usado como um aliado na melhora do sistema respiratório, virando uma “forcinha extra” contra os sintomas da rinite alérgica, da rouquidão, da gripe e da tosse. É adequado também ao estímulo da memória, à performance nos esportes, à fertilidade e ao combate dos sintomas da osteoartrite (doença nas articulações resultante da degeneração do osso e da cartilagem).

Atenção: quem tem doenças neurológicas, lactantes, crianças com menos de seis anos ou pessoas alérgicas a algum dos seus componentes, não devem consumi-lo.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0

Comentários

comentários

Sal do Himalaia: um tesouro médico natural melhor que o sal comum!

Escolha o tom de cabelo para 2017: saiba o que está na moda!