Aspirador de pó
Crédito: Freepik

Aspirador de pó robô ou vertical: qual escolher?

Existem vários pontos que devem ser levados em consideração na hora de optar por um ou pelo outro. Confira.

Publicidade

O aspirador de pó é um equipamento muito útil na rotina de limpeza. Atualmente, os modelos robôs estão fazendo grande sucesso, pois trabalham sozinhos enquanto você realiza outras tarefas. É bem prático, mas não serve em todos os casos.

Vamos fazer uma breve análise de comparação entre o aspirador de pó robô e o vertical (mais comum) para ajudar você a escolher a melhor opção, de acordo com as suas necessidades.

Diferenças entre aspirador de pó robô e vertical

Embora ambos os equipamentos tenham a mesma função, eles são diferentes no design e na forma de uso.

Uma das principais diferenças é que o aspirador robô só limpa o piso. Ou seja, não vai ajudar você na limpeza dos paranhos lá no alto da parede, nem vai aspirar os farelos e pelos do seu sofá.

Publicidade

Por outro lado, alguns modelos mais caros de aspirador robô podem até passar pano úmido no piso, para uma limpeza um pouco mais completa, coisa que os modelos verticais não fazem.

Outra grande diferença, claro, é o modo de uso. O aspirador de pó vertical precisa que você o passe onde desejar, enquanto o robô faz isso sozinho.

Dependendo do modelo, você pode programá-lo para ser ativado sozinho, em determinado dia e horário. Então, você fica livre para se dedicar a outras tarefas.

Publicidade

O reservatório e sujeira do aspirador de pó vertical costuma ser maior do que nos robôs. Leve isso em consideração se a sua casa for grande e você quiser fazer uma aspiração completa, sem pausa para esvaziar o reservatório.

Aproveite e veja: Como limpar aspirador do jeito certo passo a passo

Mais uma diferença é quanto à potência. Mesmo os melhores robôs nem chegam perto da potência de alguns aspiradores verticais.

Publicidade

Porém, quanto maior a potência, maior o ruído. E para os robôs, a potência mais baixa não é exatamente um problema, pois eles têm uma vassourinha que carrega a sujeira até o ponto de sucção.

Então, sua escolha deve depender dos tipos de sujeira que costuma limpar. Se forem sujeiras pesadas, é melhor mais potência, de 200W (sem fo) a 1.000W (com fio) dos modelos verticais. Para o dia a dia, o robô deve resolver, mesmo com potências entre 20W e 55W.

Veja também: Maus hábitos de limpeza que fazemos e não percebemos

Publicidade

Vantagens dos modelos verticais

  • Como existem mais modelos e marcas, você consegue encontrar opções mais baratas do que os preços iniciais dos robôs;
  • Fazem uma limpeza mais rápida e pontual, caso você só precise substituir uma vassoura, por exemplo;
  • Alguns modelos permitem desencaixar a haste para melhor manuseio (vira um aspirador de mão portátil;
  • Você tem certeza de quais partes da casa foram realmente limpas, pois foi você quem limpou.

Vantagens dos modelos robôs

  • Eles fazem a limpeza sozinhos, com a ajuda de seus sensores e inteligência artificial que pode mapear os cômodos para ser cada vez mais eficiente;
  • Traz mais praticidade à rotina de limpeza, se você não tem tempo para a faxina diária ou semanal do piso;
  • Alguns modelos fazem realmente tudo sozinhos, até voltar para a base quando a limpeza termina;
  • Alguns modelos permitem programar a limpeza para não atrapalhar a rotina em casa, como por exemplo, durante a noite enquanto sua família dorme. O ruído costuma ser baixo, e incomoda menos se a casa for média ou grande;
  • Existem modelos que até passam pano depois de aspirar. Não é tão eficaz quanto passar pano manualmente, mas ajuda bastante a manter o piso livre de poeira, farelos e pelos.

Veja também: Como fazer uma limpeza caprichada nos cômodos da casa passo a passo

PODE GOSTAR TAMBÉM

vulcão

Entenda como um vulcão deixou o céu brasileiro em tons de rosa

Camuflagem de olheiras

Camuflagem de olheiras: saiba tudo sobre a técnica