Água oxigenada para machucado
Crédito: Freepik
em

Água oxigenada para machucado é bom? E o que fazer quando se ferir

Quando alguém por perto cai e tem um ferimento simples, é bom saber o que fazer para ajudar

Quem nunca escondeu um ferimento com medo do remédio que atire a primeira pedra! Já houve tempo quando cuidar do machucado doía mais do que o ferimento em si. Além da água oxigenada para machucado, eram utilizados outros medicamentos como o Merthiolate, com aquela pazinha e mercúrio (componente hoje proibido).

Com o tempo, os medicamentos foram evoluindo, da mesma forma que o acesso à informação. Então, será que todo aquele sofrimento era realmente necessário ou somente aquela lavadinha resolveria? Pode ser que você tenha sofrido à toa…

Pode usar água oxigenada?

É fato que a água oxigenada para machucado vai ajudar a limpar o local, destruindo diversos tipos de agentes infecciosos. Ela é fundamental para quando se passa pela cerca de arame farpado, fugindo do cachorro, ou para aquele corte por um caco de vidro perdido na praia. Isso pois há grande risco de infecção, sendo necessário não somente essa medida, bem como a vacina contra tétano.

Porém, ela destrói muito mais do que os germes. O uso da queridinha das vovós acaba impedindo a correta formação do colágeno, fundamental para que a ferida cicatrize. Quando entra em contato com a ferida, ela libera radicais livres que se unem ao processo de formação das proteínas, reduzindo o ritmo de liberação da mesma.

Veja também: benefícios da água oxigenada e como usar

Como cuidar de ferimentos leves?

Certo, a água oxigenada só deve ser usada em casos de risco de infecção, na falta de uma opção melhor. Então, que se deve fazer? Veja algumas formas recomendadas pelo Ministério da Saúde para tratar ferimentos simples.

Soro fisiológico

Basta uma usar a irrigação em jato de soro fisiológico 0,9% para deixar o ferimento limpo e pronto para a cicatrização. Se achar necessário, pode umedecer uma gaze esterilizada e cobrir o local, apenas para impedir a contaminação, mantendo a umidade da área. Quando começar a saturar com secreção, deve ser trocado ou deixar que cicatrize em aberto.

Calêndula em gel

Sim, o Ministério indica o uso de fitoterápicos no tratamento de lesões. Nesse caso, o gel de calêndula a 5%. Ela age como um cicatrizante, sendo muito fácil de usar. Primeiro, limpe a região com o soro fisiológico, como indicado. Em seguida, basta passar uma fina camada do gel na região afetada e deixar agir. O processo pode ser repetido até 3 vezes ao dia.

Babosa

Outra queridinha do senso comum está na lista de medicamentos indicados pelo órgão. Só que ao invés de usar a planta in natura, é recomendado o gel ou creme, a 25%. Ela age como cicatrizante, analgésico, antisséptico e emoliente. A forma de utilização é igual à da calêndula, sendo indicada tanto para cortes, quanto para queimaduras ou dermatites.

Papaína

O nome é familiar para você? Pois é exatamente um dos componentes do mamão. Porém, seu uso é recomendado tanto em gel quanto creme, com a concentração de 10%. Ela é anti-inflamatória, bactericida e cicatrizante. Por ser mais volátil, o creme deve ser guardado na geladeira, bem fechado na embalagem original. O uso é como nos outros tipos de cremes ou géis.

Viu como é fácil cuidar de feridas sem usar a água oxigenada? Quer saber do melhor, se você preferir, não precisa de nada disso. Basta uma boa lavada com água e sabão e pronto. Lembre-se de que se está falando de feridas simples e não cortes que precisem de cuidados mais específicos, ok? Nesses casos, o ideal é levar a um médico de confiança e seguir suas orientações.

Exercícios para o cérebro

Exercícios para o cérebro: 4 dicas e 1 teste

Remédio para diabetes tipo 2

Remédio para diabetes tipo 2: pode parar de tomar?