tratamentos para lipoma
Crédito: Freepik
em

Tratamentos para lipoma: saiba o que é e o que fazer para tratar

Não confie em receitas caseiras. É preciso consultar um médico para ter certeza de que é lipoma e fazer o tratamento mais seguro

A pele é o maior órgão do corpo humano. Então, quando aparecem marcas estranhas nela, é fácil perceber, mas nem sempre é fácil saber do que se trata. Por exemplo, muitas pessoas desenvolvem lipoma ao longo da vida e deixam de buscar ajuda médica porque é o tipo de patologia que geralmente não apresenta sintomas. Então, veja mais sobre o que é esse problema e quais são os tratamentos para lipoma mais seguros.

O que é lipoma?

quais são os tratamentos para lipoma
Crédito: Freepik

De acordo com o Dr. Drauzio Varella, o lipoma é um tipo de tumor benigno formado quando células de gordura se acumulam dentro de uma cápsula fibrosa na camada logo abaixo da pele. Elas formam um tipo de bolinha de gordura, com bordas regulares e toque macio, que fica com relevo na pele. Essa bolinha costuma crescer lentamente, chegando a 2 ou 3 centímetros de diâmetro, mas também há casos em que cresce até 10 centímetros.

O lipoma não está relacionado ao câncer, embora seja um tumor. Além disso, quase nunca apresenta sintomas, exceto quando cresce muito e começa a pressionar nervos vizinhos de onde está localizado, causando desconforto. Se a pessoa ficar mexendo o tempo todo, também aumenta o risco de ter um lipoma inflamado, então, nesses casos, é recomendado buscar um diagnóstico preciso e fazer um dos tratamentos.

Tratamentos para lipoma

O lipoma raramente surge em crianças. É mais comum em pessoas de 40 a 60 anos de idade. Não se conhece a causa da doença, mas acredita-se que possa ter relação com fatores hereditários ou com traumas na região afetada. Porém, nenhuma hipótese é comprovada.

Dessa forma, os médicos não podem oferecer formas de prevenir o lipoma. O lado positivo é que essa bolinha quase nunca apresenta sintomas e, muitas vezes, desaparece sozinha, do mesmo jeito que surgiu. Então, não necessita de tratamento.

Os motivos que levam as pessoas a buscarem tratamentos para lipoma são estéticos (especialmente quando surge no rosto e pescoço), funcionais (quando está grande o bastante para limitar os movimentos no local afetado) e quando causa dor e desconforto. Então, veja quais são os tratamentos seguros recomendados pelos médicos.

Lipoaspiração do tecido adiposo

A lipoaspiração tem o objetivo de remover o conteúdo gorduroso que está dentro da cápsula fibrosa. Mas não remove a cápsula, então, existe maior risco de que o lipoma reapareça em algum momento, bem como pode nunca mais aparecer. Como não se conhecem as causas, não há como prever seu reaparecimento.

Cirurgia

A forma mais segura entre os tratamentos é fazer uma pequena cirurgia para remoção completa da lesão, inclusive removendo a cápsula fibrosa onde as células de gordura ficam acumuladas, gerando a bolinha.

Como é a cirurgia para retirada de lipoma

De modo geral, quando o lipoma é pequeno, o médico dermatologista ou cirurgião consegue fazer a remoção da cápsula fibrosa com a gordura que está dentro dela no consultório mesmo, apenas utilizando uma anestesia local para fazer uma incisão e o paciente não sentir dor.

Em casos de lipoma maior ou de o consultório não estar devidamente preparado para esse procedimento, poderá ser feita a cirurgia no centro cirúrgico. Mas é um procedimento rápido e simples. Depois o paciente precisa apenas cuidar para que tenha uma boa cicatrização e não infeccione.

Tratamentos caseiros funcionam?

Você vai encontrar na internet diversas receitas caseiras com ingredientes como aveia e mel para passar em cima do lipoma e fazê-lo desaparecer. Mas essas receitas não fazem sentido. A gordura que se acumula dentro da cápsula fibrosa não vai derreter ou sumir ao colocar ingredientes sobre a pele. Ela precisa ser removida ou então deve esperar para que desapareça sozinha.

Mesmo assim, a pessoa vai continuar com gordura embaixo da pele, o que é normal, só que essa gordura não vai se acumular dentro de cápsulas. Então, caso o lipoma seja pequeno e não esteja incomodando, não precisa fazer nada. Se incomodar, deve procurar ajuda médica para ter certeza de que é um lipoma e, se for, fazer um dos tratamentos médicos mencionados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
lipoma inflamado

Lipoma inflamado: causas e como tratar

como fazer kitkat gigante

Como fazer KitKat gigante: 3 receitas deliciosas