em

Consumo de tilápia cultivada pode estar associada a problemas de saúde

Talvez não seja tão saudável quanto alguns acreditam

O consumo de peixe é uma das principais recomendações para quem precisa adotar uma dieta mais saudável.

Com a redução da oferta de espécies nativas, uma das alternativas para manter os mercados abastecidos com o produto é o cultivo.

Peixes e outros frutos do mar são cultivados em criadouros em diversas partes do mundo. Entre os peixes mais populares, está a tilápia.

Barato e de sabor suave, esse peixe, infelizmente, pode desencadear problemas de saúde.

O consumo de tilápia de cativeiro despertou a discussão acadêmica entre médicos e cientistas do mundo todo, mas ainda não se chegou a nenhuma conclusão comprovada. Os mais críticos apontam que o consumo frequente desse peixe pode desencadear diversos problemas de saúde, como pode ver na lista a seguir.

De acordo com o professor de fisiologia e farmacologia do Centro Médico Batista Wake Forest, de Winston-Salem, na Carolina do Norte: “Pode parecer peixe e ter gosto de peixe, mas não têm os benefícios – o que pode ser prejudicial”.

Ainda de acordo com os especialistas, é preciso ter um sistema de inspeção dos criadouros para garantir a qualidade do peixe, assim como a não intervenção no ecossistema “ao redor”.

Problemas citados como possíveis consequências do consumo de tilápia:

  • Artrite;
  • Doenças do coração;
  • Asma;
  • Aumento das chances de desenvolver câncer;
  • Doenças metabólicas;
  • Inflamações diversas no corpo.

O que gera essa suspeita? Nos criadouros, geralmente, os peixes são alimentados com carne de outros animais, como frango, pato e porco.

Também integram a dieta os resíduos desses animais, o que potencializa o risco de doenças. Ficou comprovado, ainda, que os ácidos graxo e ômega-3 disponibilizados pelos peixes de cativeiro são de menor qualidade.

Os peixes de cativeiro também têm menor quantidade de proteína e isso pode causar inflamações para quem consome apenas sua carne.

O risco é maior para o consumo de peixe cultivado porque as áreas usadas para cativeiro têm maior concentração de PVC. O produto também está associado ao aumento de doenças como asma e alergias.

Fonte: www1.folha.uol.com.br

Mayo Clinic

Gostou dessa dica? Compartilhe!

90 Comments Leave a Reply
  1. Quanto às doenças provocadas pelo consumo de tilápia: é no mínimo irresponsabilidade, colocar na internet algo que não está comprovado cientificamente.

    • Oi, Carlos.
      Nossa intenção aqui é divulgar os estudos e as informações. Nesse caso, como informado, foi avisado que o assunto foi discutido por “médicos e cientistas do mundo todo”. Mesmo que não tenha se chegado a um consenso, o alerta sobre os possíveis riscos é importante. No caso, é fundamental ressaltar que nos referimos ao consumo deste alimento quando criado em cativeiro.
      Obrigada pela sua mensagem. 🙂

  2. Muita insanidade junta… inclusive, a própria reportagem informa que ainda não se chegou a nenhuma conclusão. É um absurdo esse tipo de matéria.

    • Oi, Antonio.
      Mesmo que não os médicos e cientistas não tenhamschegado a um consenso, o alerta sobre os possíveis riscos é importante. Lembrando que, nesse caso, nos referimos ao consumo do peixe criado em cativeiro.
      Obrigada pela sua mensagem. 🙂

  3. isso parece ser mentiroso,então se ele fala de cativeiro, está falando de todos os tipos de peixes que são criados em tanques,não sei porque ele quis escolher só a tilápia,agora que o pvc é prejudicial a saúde,com certeza, assim como é o alumínio e outros metais

    • Oi, Paulo.
      Sim, verdade. É importante ficar atento também ao consumo de outros peixes criados em cativeiro.
      Obrigada pela sua mensagem.

  4. Se for assim o que seria das granjas que criam milhares de frangos em 45 dias que pesam mais de 3 kgs, uma tilápia mesmo em cativeiro demora mais de seis meses para o consumo(mais ou menos o tempo de um frango caipira) falo porque conheço a granja a criação de peixe em cativeiro e o frango caipira! comeremos então só frangos com hormônio!!!!!, se for comer peixe quem estes estudiosos indicam a polaka do alaska que nem gosto de peixe tem importada e quem sabe qual é a origem, porque os rios também estão poluídos com mercúrio e enxofre!!!!

    • Eh estes estudiosos! estudaram mais não chegaram ainda à conclusão, hoje o que é bom comer? Verduras e frutas com agrotóxico, grãos transgênicos, carne adulteradas e de gados criados a base de vacinas e outros aditivos, frangos hormonizados!
      Sim quem tiver condição faça sua horta, seu pomar, crie seu frango ou até seu peixe ai sim você vai saber o que é bom!

      • Oi, Toninho.
        Mesmo sem dados conclusivos, acreditamos ser importante alertar sobre os possíveis danos no caso do consumo dos peixes criados em cativeiro.
        Obrigada pelo seu comentário e por acompanhar nossas dicas. 🙂

    • Oi, Antonio.
      Verdade, nossas opções ficam cada vez mais limitadas. Mas, quanto mais informação tivermos, poderemos fazer escolhas mais conscientes.
      Obrigada por acompanhar nossas dicas. 🙂

  5. Acho que, pelo contrário, o peixe de fazenda é menos perigoso que os peixes de natureza. Veja o caso do camarão: no mar, estuários e rio, o camarão é “urubu”, que come tudo o que não presta; daí a sua carga imensa de alérgenos. No cativeiro, fazendas, o camarão come ração. Imagino que sucessivas levas de camarão de cativeiro, a espécie perderá, por desnecessária, a proteção contra as carniças de que se alimenta na natureza. Da mesma forma, a tilápia e quaisquer outros peixes: na minha cabeça, os de fazendas são mais saudáveis que os de mar. Pense, aqui mesmo em Fortaleza, o emissário submarino joga centenas de toneladas porcarias a poucos kms da costa todos os dias. Os peixes daqui, lagostas e camarões comem o quê? A porcariada e venenos que são jogados no mar a todo instante. Quando você der a descarga no seu sanitário, tenha certeza que daqui a pouco horas comerá de volta, via peixes, lagostas e camarões, a porcaria que despachou ao mar. No futuro não muito distante, os emissários submarinos terão que ser desativados em nome da saúde do mar. Com que direito poluímos o mar com milhares de toneladas de lixo fecal???

    • Oi, Francisco.
      São muitos problemas que temos que pensar na hora de escolher o que colocamos no prato mesmo, né?
      Obrigada por sua opinião.

  6. Irresponsável, sem comprovação científica, não cita nome dos médicos, nem os artigos, muito menos os institutos de pesquisa associados… E as referências citadas são tão irresponsáveis quanto… a internet favorece a propagação de falsas verdades e os editores dessas informações se escondem atrás de boatos…

    • Oi, LB.
      Mesmo com estudos inconclusivos, acreditamos ser importante alertar sobre os possíveis problemas provocados pelo consumo desse alimento quando criado em cativeiro.
      Obrigada pelo seu comentário.

  7. Tem tilápias criadas em tanques cavados ou feitos pela própria natureza, que se alimentam de fezes de outros animais que bebem água nestes locais, e de restos de animais que morrem ali , e de uma grande variedade de parasitos que se desenvolvem nestes locais. E existem pequenas criações feitas em tanques que foram desenvolvidos para acumular água para o consumo humano que segundo se sabe, estão criando peixes , alimentando-os com ração apropriada, sem restos de outros animais, e com boa oxigenaçao. Sei que não estou sendo bem claro; mas consumo tilápia criada com um ótimo padrão de alimentação e higiene. Pesquisem mais, e por favor, divulguem o que é mais favorável para ajudar e não para confundir. Obrigado.

    • Oi, Walter.
      O importante é ter informação suficiente para escolher com consciência o que colocamos no prato. E seu comentário contribui muito. Obrigada!

  8. Não sabem mais o que inventar para prejudicar os agricultores. Pois tudo o que os produtores cultivam faz mal. E se um dos problemas está na ração, então que os grandes cientistas desenvolvam uma ração que preste.

    • Oi, Neusa.
      A nossa intenção aqui é divulgar os estudos, informações e provocar reflexão sobre nossas escolhas. Mas, com certeza, há muito a se melhorar em todo o processo de criação. ^
      Obrigada pela sua mensagem! 🙂

    • Oi, Gilberto.
      Acreditamos ser importante munir nossos leitores de informação para que façam boas escolhas sempre.
      Se tiver sugestões de melhorias, serão muito bem vindas. 😉

  9. Informação fajuta. não disse nada comprovado. se os peixes vivem em tanques com pvc, saibam que eles não os ingere. Mais poluído estão os oceanos com os milhões de toneladas de plásticos que neles são despejados todos os dias. não seria essa uma jogada de marketing para banir a tilápia do cardápio dos brasileiros, já que é um pescado de valor bem menor que os demais. Pior é consumir filé de peixes, tipo panga, que é criado na China em água de esgoto. isso sim merece uma matéria e ampla divulgação.

    • Oi, Nilson.
      O importante é ter o máximo de informação possível para fazer boas escolhas. Mesmo com um estudo inconclusivo, acreditamos ser importante alertar sobre os possíveis riscos.
      Obrigada pela sua contribuição.

  10. A Elizabethe tá certinha, estes assuntos baseados em talvez, talvez faça isso , talvez pode fazer aquilo, que coisa…Pega uma informação concreta e nos posicione com firmeza… Porque um cientista lá num sei de onde falou que “pode” fazer mal!!! Olha respondo por mim, eu consumo peixe de criadouros á muitos anos e vou te falar, tô muito bem graças a DEUS. E olha, eu tenho um tanque de tilapinhas aqui na minha chácara que é um show.

    • Oi, Levi.
      Nossa intenção é munir nossos leitores com informações para que possam fazer boas escolhas conscientes.
      Muito obrigada por nos acompanhar. 🙂

  11. A matéria acima afirma que “Nos criadouros, geralmente, os peixes são alimentados com carne de outros animais, como frango, pato e porco.”
    O quê isso tem a ver com a tilápia, que é um peixe que se alimenta exclusivamente de vegetais?

    • Oi, Camilo.
      Mesmo que os estudos não sejam conclusivos, acreditamos ser importante compartilhar esse alerta dos possíveis problemas.
      Muito obrigada por sua interação.

  12. Tá feia a coisa, mesmo…, pq antes peixe era comida de pobre, mas, hoje em dia vai ser raridade… principalmente com a poluição dos oceanos…, perigoso tbm, …
    o que será que vai dar para comer sem perigo?

    • Pois é, Ivanita.
      Está cada dias mais difícil. Mas, o importante é fazer sempre escolhas conscientes.
      Obrigada pelo seu comentário.

    • Muitas pessoas optam por não consumir animais e derivados, Carlos. O importante é fazer escolhas conscientes.
      Obrigada pelo seu comentário.

  13. Gente não cai nessa materia tendenciosa, essa materia me pareceu mesmo uma materia paga de grandes industria de pesca maritima, falo isso por conhecer inumeros criadoros e meu pai cria para o consumo, ohhh materiazinha sem dados cientificos, se não tem o que escrever deixem o espaço em branco ou vão fazer um cursinho de correspondencia para aprenderem a escrever algo com dados cientificos, bem assustadora a materia viuu muitos vao parar de comer tilapia kkkkkkkk o peixe mais consumido nos bares restaurantes do Brasil.

    • Oi, Camilo.
      Não se trata de uma matéria paga. Nossa proposta é dar informações para que nossos leitores façam sempre escolhas conscientes.
      Obrigada pelo seu comentário.

  14. O PEIXE TILÁPIA DE SABOR INIGUALÁVEL E BAIXO CUSTO DEVE ESTAR INCOMODANDO MUITO TUBARÃO POR AÍ. PORTANTO ENTENDO QUE O TEXTO É UMA PROPAGANDA ENGANOSA E SEM NENHUMA BASE CIENTÍFICA. NOTA ZERO PRA REPORTAGEM!

    • Oi, Cristovão.
      Não se trata de uma matéria paga. Nosso propósito é, mesmo, dar o máximo de informação possível para nossos leitores.
      Obrigada pelo seu comentário.

  15. Tudo que foi dito aqui nos comentários eu concordo!! Povo já está cansado de ouvir que tudo faz mal comer ou beber. E quando dizem que algo é bom, nunca é acessível ao povo mais carente. E por um motivo ou outro um produto fica mais barato, vem sites em massa dizer que o mesmo faz mal a saúde. Ex o óleo de canola, o de coco….Enfim querem nos deixar loucos??

    • Oi, Ivone.
      Está cada dias mais difícil, mesmo. Mas, o importante é fazer sempre escolhas conscientes.
      Obrigada pelo seu comentário.

  16. Concordo plenamente com vc, conheço vários criadouros em MG que utilizam ração, somente ração, essas informações são infundadas, vlw Elizabeth

    • Oi, Ricardo.
      Dar preferência a criadores locais e conhecidos é um bom caminho, mesmo.
      Obrigada pelo seu comentário.

  17. Não entendi o comentário de poucas proteínas na carne do peixe, que pode desencadear inflamações. Até possa ser, se o indivíduo na sua dieta só consumir essa carne. Artigo mal elaborado e inconsistente.

    • Oi, Luciano.
      Obrigada pelo seu comentário. Fizemos a atualização de que pode ser um problema se apenas essa carne for consumida.

  18. isso se o cara que deixar de respirar for para o lugar certo, caso contrario é melhor continuar a respirar até se decidir para onde quer ir kkkk
    Matéria para encher linguiça e ter assunto quando não tem mais o que falar.

    • Oi, Luegildo.
      Nossa ideia é compartilhar o máximo de informações possíveis para que façamos sempre escolhas conscientes.
      Obrigada pelo seu comentário. 🙂

  19. Sou criador de tilápias e elas nunca comeram restos de animais, ( porque tbm não são carnívoras), elas são criadas com ração balanceada e agua de excelente qualidade, senão não sobrevivem nem engordam
    Repassar uma mensagem dessas é rasgar 50 anos de estudos no desenvolvimento do peixes de cativeiro

    • Oi, José.
      Que bom que você tem responsabilidade com a criação dos peixes. A matéria alerta sobre a necessidade de fiscalização nos criadouros de todo o mundo.
      Obrigada pelo seu comentário.

  20. Cadê os dados de pesquisas científicas que fundamentem sua informação. E tem que ser dados comprovados! Espalhar informações baseadas em dados falsos gerados por pesquisas cientificamente não comprovadas,que por si. já torna informação tão falsa e perigosa quanto aquelas que informam que as vacinas causam autismo…

    • Oi, Maurilio.
      A pesquisa apresente dados preliminares e julgamos importante fazer esse alerta.
      Obrigada pelo seu comentário.

  21. Artigo irresponsável, e sem nenhum embasamento técnico, quem NÃO sabem como os peixes são criados em, cativeiros, e como são alimentados, com rações, dentro dos mais rigorosos, controle sanitário, IMBECILIDADES.

    • Oi, Eduardo.
      Nossa ideia foi compartilhar esse estudo, mesmo que sem conclusão, para alertar sobre os possíveis problemas. A partir de agora, podemos acompanhar mais resultados e ficar mais informados.
      Obrigada pela seu comentário.

  22. Os grandes criadores de porcos tem que despejar os dejetos e restos de pocilgas em tanques, para evitar contaminação de nascentes, rios, etc. Alguns desses criadores produzem tilápias nesses tanques de coleta de dejetos de porcos. Então AS TILÁPIAS criadas nos locais citados, com certeza farão muito mal à saúde. E acreditem, até mercados muito conhecidos já venderam tilápias em filé oriundas desses tanques.

  23. Nos criadouros não sei como alimentam os peixes, porem vi um certo exagero aqui postado.
    Nos pesqueiros é o grande problema! Jogam ração de cachorro, de gato, de coelho, de galinha, sempre das mais baratas possível, menos de peixes. Farinha de trigo, de mandioca, de tapioca e amidos. Salsicha da mais barata, carnes já passadas e gorduras cheirando mal. Salvo as Farinhas de milho e fuba, raramente minhocas. Massas doces em abundancia e pão. Já comi carne de Tilápia adocicada, também com leve sabor de amargo. Porém tem pesqueiros que a carne é bem saborosa. O prazer da pesca e sempre bem vinda, seja no mar, nos rios ou pesqueiro. O problema esta em consumir os peixes dos pesqueiros, prefiro a pesca esportiva.
    Bora pra lá! Leva a patroa junto com as crianças.

    • Oi, Antonio.
      Esses produtos também são bem perigosos. Nosso intuito por aqui é dar informação para que nossos leitores façam escolhas conscientes.
      Obrigada pelo seu comentário.

  24. ai vem um tal prof santos jesus e pensa que é Deus, se tivesse que ser comprovado cientificamente nós não existiríamos ou eu estou errado, menos ai prof,
    estudo não diminui orelha de ninguém

    • Oi, Carlos.
      Buscamos sempre fontes confiáveis para nossas publicações. Mesmo com o estudo sem resultados definitivos, acreditamos ser importante dar aos nossos leitores essas informações para possíveis problemas com o consumo.
      Obrigada pelo seu comentário.

  25. A questão de dois a três anos atrás, o ovo era o vilão para o colesterol. Hoje recomenda-se o consumo de ovo. Agora estão condenando o consumo de tilápia, daqui um tempo vão recomendar se consumo. Se alguém tiver filés de tilápia e não quiser consumir pode enviar para mim sem problema.

    • Oi, Aselir.
      A nutrição, realmente, está a todo vapor com muitos estudos. O importante é a gente estar informado para fazer escolhas conscientes. 🙂

  26. natural, 2 blogs serios ja mencionaram, em saude e natureza; e, alimentos naturais já mencionaram o fato acima; e esse poste não fala a pior situação: os peixes em criadores tem uns ” amigos” aves, até aí nada dde mal; o problema é que essas aves em seus voos rasantes defecam no lago artificial, e os peixes que são animais curiosos, COMEM; assim como na natureza, só que em maiores porproporções e geram bacterias, criam lombrigas em suas carnes; eu mesma ja peguei peixe assim e joguei fora na hora.

  27. Vou falar por experiência própria, não é científico, foi orgânico, kkkkkkkkk, não posso mais comer tilapia já a alguns anos, comecei com diarreia,foi meu 1°sintoma, da próxima vez que comi:uma dor de cabeça terrível seguido da famigerada desinteria, de outra vez ja com medo,belisquei com a ponta do garfo, vomitei.Enfim hoje quando vejo esse peixe na prateleira cri, me da ânsia de vômito, E Acredito que foi depois desses criadouros, há uns 10 anos atrás comia ele numa Boa, eu acredito que seja por causa da ração que é dada a ele, que criei essa espécie de alergia a esse peixe.

  28. O medo dos PECUARISTAS e outros produtores de CARNE estão é com MEDO da piscicultura… até fake news estão fazendo… sem evidência científica alguma, esta matéria é uma PIADA!

    • Oi, Bruno.
      Divulgamos o estudo para que saibamos os possíveis danos. A partir de agora, podemos acompanhar os próximos resultados.
      Obrigada pelo seu comentário.

  29. Ridículo o texto, as pesquisas citadas de duas revistas (não científica) de que nada falam afirmativamente com dados científicos, apenas em relação ao meio ambiente. Se o ômega 3 é de menor qualidade, vc apenas ingerirá menos ômega 3. Se tem menos proteína para mim tanto melhor pois tenho problema renal e preciso controlar a proteína. Agora me digam como isto cientificamente pode causar
    Artrite;
    Doenças do coração;
    Asma;
    Aumento das chances de desenvolver câncer;
    Doenças metabólicas;
    Inflamações diversas no corpo.?

    • Olá Elizabeth, tudo bem? A nossa intenção aqui é divulgar os estudos e as informações. Em nosso artigo, assim como nas fontes, informamos que a discussão envolveu “médicos e cientistas do mundo todo, mas ainda não se chegou a nenhuma conclusão comprovada” sobre o consumo deste alimento quando criado em cativeiro. E ressaltamos aquilo que foi apontado como “possíveis consequências do consumo de tilápia”. O que não significa que vai acontecer com certeza. É uma reflexão. E é claro, tudo pode ter um lado positivo e negativo, sempre quando em exageros, não é mesmo! Obrigada pela sua mensagem! 🙂

    • Boa resposta amiga , faço minha suas palavras , baita de um irresponsável … valeu abs saúde e paz e dele peixe .

  30. Ar, consumir ar é um perigo, um grande problema, haja vista que devido a sua densidade ele contém partículas em suspensão, além do que não passa de uma mistura de gazes, a maioria deles tóxicos.
    Não respire, é melhor pra sua saúde de, ao parar de respirar você verá que não sentirá mais incômodo algum, melhor, não sentirá mais nada. Descansará que é uma beleza!

  31. Olá Sandra Luz,

    Você poderia me repassar os artigos científicos ou a bibliografia que fundamentou o seu artigo?

    Grato.

  32. Eu acho este artigo de uma irresponsabilidade sem tamanho. Nunca em minha vida como professor universitário eu vi um ataque sem sentido e sem comprovações científicas com relação ao consumo de peixe. Solicito que matérias como esta deveriam apresentar um embasamento cientifico para corroborar tamanhos absurdos. São tão amplas as acusações deste pseudo artigo que deveriam existir dezenas de trabalhos científicos para apoiar estas informações. Matérias como esta causam um impacto negativo a todos as pessoas que se preocupam com a produção série de alimentos. Muito graves as informações aqui postadas. Lamento que sites utilizem de matérias como estas para sobreviver sem medir as consequências de suas informações não comprovadas. Solicito mostrar que EMBASAMENTO tem para tais afirmações. Att, Prof. Dr. José Carlos dos Santos Jesus – Universidade Federal de Lavras – UFLA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

Bicarbonato de sódio ajuda a retardar o envelhecimento dos cabelos
Seque a sua barriga em apenas 1 mês com essa dieta