Substâncias e materiais que causam alergia na vagina
Crédito: Freepik
em

5 Substâncias e materiais que causam alergia na vagina

Cuidado com o que vai colocar em contato com a sua região íntima

Publicidade

A vagina é uma região bastante sensível, por isso, pode ter reações alérgicas com mais facilidade do que outras partes do corpo. Claro, há mulheres com mais e menos sensibilidade ao contato de certas substâncias e materiais, mas, se você já teve algum problema de coceira e vermelhidão na vagina, sem mais sintomas, pode ter sido alergia ao contato com alguma dessas coisas que vai ver a seguir:

1. Látex

Logo depois de transar com camisinha, você sentiu muita coceira e vermelhidão na vagina? Fez exames e não era uma infecção por fungo ou bactéria? Pode ter sido alergia ao látex do preservativo.

Publicidade

2. Sabonetes e perfumes vaginais

Muitas mulheres só conseguem higienizar a região íntima com sabonetes próprios para o pH da vagina, do contrário, sentem alergia. O mesmo pode acontecer se você usar perfumes íntimos que contenham Propilenoglicol, Quaternium, Clorexidina, Tioglicolato de amônio, Formaldeídos, Trietanolamina, Clorofórmio ou Triclosana. Prefira opções o mais naturais possíveis se você é muito sensível.

3. Lubrificante com sabor

Os lubrificantes íntimos com aromas e sabor contêm mais substâncias químicas do que os neutros. Se você tiver uma reação alérgica na vagina depois de usar esse produto, da próxima vez tente uma opção sem sabor e sem cheiro. Além disso, leia no rótulo se o produto serve só para uso externo ou se pode haver penetração.

Publicidade

4. Tecidos sintéticos

As calcinhas que são feitas de produtos sintéticos dificultam a transpiração e podem gerar reações alérgicas na vagina e na virilha. Prefira sempre usar calcinhas de tecido natural, como algodão, pois vai prevenir não só alergia, mas infecções fúngicas e bacterianas.

5. Sêmen

Sim, algumas mulheres têm alergia ao sêmen e, por isso, só podem transar usando preservativo. Se já aconteceu uma reação alérgica com você após o sexo, e não teve contato com preservativo nem com lubrificante ou outro produto, pode ser que o problema esteja no sêmen do seu parceiro.

As dicas desse artigo não substituem a consulta ao médico. Se tiver algum sintoma de alergia vaginal, consulte seu ginecologista e não use medicamentos sem prescrição médica.

Publicidade
Muita birra pode ser sinal de transtorno na criança

Muita birra pode ser sinal de transtorno na criança?

Técnica das 7 camadas de esmalte

Técnica das 7 camadas de esmalte: veja para que serve e como fazer