Síndrome do bebê sacudido
Crédito: Freepik
em ,

Síndrome do bebê sacudido: conheça as causas e sintomas

Essa síndrome é o resultado de maus tratos ou da falta de conhecimento sobre como cuidar de uma criança

Publicidade

Infelizmente, muitos bebês e crianças pequenas sofrem maus tratos por parte de seus cuidadores. Uma das formas de maus tratos bem comum é sacudir o bebê com força quando ele não para de chorar. Fazer isso pode resultar na síndrome do bebê sacudido, ou traumatismo cranial por maltrato.

Sacudir o bebê pode causar sérios danos

Quando o adulto responsável pelo bebê comete esse ato violento de sacudi-lo para liberar a própria raiva e impaciência, está colocando o bebê em um grande risco de sofrer um traumatismo na cabeça.

Nessa sacudida, ocorrem danos nas células cerebrais e o cérebro recebe menos oxigênio do que o necessário. Com isso, podem acontecer inflamações, hemorragias, hematomas e danos irreparáveis que, em alguns casos, levam o bebê a óbito.

Sintomas da síndrome do bebê sacudido

O ato de sacudir o bebê em um momento de estresse e descontrole pode não deixar marcas físicas no corpinho do bebê, mas podem surgir hematomas em seu rosto, dependendo do quanto a sacudida foi traumática dentro do crânio. Essas marcas podem surgir em pouco tempo ou podem levar dias. Além disso, o bebê pode apresentar os seguintes sintomas:

Publicidade
  • Convulsões
  • Dificuldade em permanecer acordado
  • Diminuição do apetite
  • Irritabilidade extrema
  • Pele pálida ou azulada
  • Pontos de sangue nos olhos
  • Problemas respiratórios
  • Pupilas dilatadas
  • Rigidez no corpo
  • Vômito

Quando as sacudidas são frequentes, geralmente são praticadas mais formas de maus tratos. Com isso, as sequelas vão surgindo com o passar do tempo, e podem resultar em problemas no desenvolvimento e transtornos de comportamento que vão desde a infância até a idade adulta. Alguns exemplos de danos permanentes são:

  • Deficiências físicas ou mentais
  • Distúrbios convulsivos
  • Paralisia cerebral
  • Problemas de visão ou cegueira
  • Retardo mental e problemas de aprendizagem e comportamento

Como prevenir?

Os motivos que levam pessoas adultas a maltratarem bebês e crianças são muitos. Entre os casos mais relatados nos estudos sobre o tema, estão:

  • Ansiedade e depressão
  • Consumo e abuso de álcool e outras substâncias
  • Estar sujeito a constantes situações de estresse
  • Ser pais jovens ou solteiros
  • Situações familiares instáveis
  • Ter expectativas irrealistas em relação ao bebê
  • Violência doméstica

Portanto, as formas de prevenção da síndrome do bebê sacudido e de qualquer outro tipo de violência contra a criança são:

Publicidade
  • Escolher criteriosamente o local em que vai deixar a criança aos cuidados de outra pessoa;
  • Pais de primeira viagem devem fazer aulas de capacitação, inclusive para evitar qualquer lesão no bebê de forma não proposital;
  • Se sentir que não está conseguindo controlar as emoções quando está cuidando do bebê, deve buscar conselhos de um psicólogo ou psiquiatra para aprender estratégias de controle emocional e resolver a causa dos problemas que está passando;
  • Se notar sinais de maus tratos com um bebê que não é seu, e desconfiar que os responsáveis sejam os causadores, deve denunciar no Conselho Tutelar;
  • Ao notar alterações estranhas, lesões físicas ou no comportamento do seu bebê, leve-o ao pediatra o quanto antes para uma avaliação e pense se existe a possibilidade de alguém ter feito algum mal ao seu bebê, em algum lugar em que ele ficou longe de você. No caso de suspeita, faça um boletim de ocorrência e pare de deixar seu filho aos cuidados da pessoa.

Fontes: Medicina Legal de Costa Rica/Cadernos de Medicina Legal/Child Welfare and Protection

Simpatias com água

Simpatias com água para vida amorosa, pessoal e profissional

dispraxia

Dispraxia: saiba o que é, sintomas e tratamentos