em

Estudo comprova: ser pai engorda

Conheça o estudo que comprovou algo que muita gente já desconfiava
Crédito: Unsplash

Ser pai é um momento especial na vida de um homem, realizando o sonho de muitos e trazendo também grandes responsabilidades. É uma pequena pessoa sendo formada, através do exemplo e do uso correto das palavras.

Muita coisa muda na rotina, pois aqueles períodos de descanso ou que eram utilizados para estudar ou fazer alguma atividade física, serão reduzidos. Isso quando não se tornam realmente escassos.

As noites não terão a mesma continuidade, com sono interrompido para acudir o pequeno que chora a noite. Ter filho não é fácil, apesar de maravilhosamente recompensador.

Além disso, tem o trabalho, dentro ou fora de casa, e as demandas do próprio casal, que não deixaram de existir. Como lidar com tudo isso sem engordar uns quilinhos?

Homens podem engordar mais de 10 kgs após primeiro filho

ser pai engorda entenda
Crédito: Unsplash

Um estudo realizado nos Estados Unidos, pela Faculdade de Medicina da Universidade de Northwestern, comprova que os pais podem sim engordar após a chegada do primeiro filho.

Foram 20 anos acompanhando o índice de massa corporal de mais de 10 mil homens, desde a adolescência até a vida adulta, inclusive os que tiveram seu primeiro filho, para ter uma base de dados sólida para o estudo.

A tabela abaixo mostra a relação entre o Índice de Massa Corporal (IMC) e os anos de paternidade:

ser pai engorda
Crédito: American Journal of Men’s Health

O primeiro ponto observado foi que, logo no primeiro ano, o pai certamente ganha entre 1,5 e 2 quilos. Aqueles não pais tendem a emagrecer quase um quilo.

A mudança no índice de massa corporal dos homens estudados foi medido com base em três perfis: os que se tornaram pais e residiam com os filhos, os que se tornaram pais não residentes e os não pais.

O gráfico mostra claramente a tendência de aumento de IMC para os pais e queda para os não pais. Porém, observa-se que os pais residentes têm um IMC mais elevado, tendendo então a ter aquela barriguinha, absolutamente normal – não apenas socialmente, mas agora comprovado por estudo!

Causas

As mudanças de hábito, buscando uma vida mais caseira, com esportes e atividades de menor risco ou, às vezes, até abandonando as atividades físicas, pode levar ao aumento do IMC.

Outro ponto observado pelo estudo foi a grande mudança que ocorre na alimentação, com maior regularidade, mas nem sempre o cuidado adequado de quanto e o que comer.

Um ponto tratado com humor no estudo, o que é realmente raro de acontecer no meio acadêmico, é o costume dos pais de pegar comida do prato dos filhos, bem como finalizar os mesmos, quando os pequenos não querem mais.

Esse comportamento pode levar a um aumento de mais de 10 kg, após alguns anos,

Risco para a saúde

Apesar de muitos pais estarem satisfeitos com o resultado da pesquisa, isso não tem sido motivo de graça no meio acadêmico.

Normalmente, o ganho de peso masculino tende a se localizar na região do abdome, aumentando assim o risco de doenças cardiovasculares.

Outro ponto apresentado no estudo é a influência do sobrepeso paterno na imagem que a criança tem de saúde. Nas famílias que o pai tem sobrepeso e a mãe não, a chance de que a criança de até quatro anos também o seja é 4,18 vezes maior do que o que não tem.

No caso da obesidade, fica ainda mais elevada, com uma taxa de 14,88 vezes mais chances da criança também apresentar sobrepeso. Um ponto interessante é que quando era a mãe que sofria com obesidade, não influenciava no peso dos filhos.

Isso comprovou também a importância que a imagem e comportamento do pai tem perante a formação da criança, comprovando que é a ação do pai que influencia na obesidade infantil, em crianças em idade pré-escolar.

O que fazer

ser pai engorda o que fazer
Crédito: Unsplash

Os pais devem lembrar que esse gráfico continua subindo, ao longo dos anos. Se nenhuma providência for tomada, a tendência é o aumento constante do IMC e a redução da sua qualidade de vida.

Dessa forma, alguns pontos devem ser revistos, para que se possa aproveitar o crescimento dos filhos com mais saúde e disposição:

  • Cuide de você: nada de tentar bancar o super pai e esquecer de si mesmo;
  • Reserve um tempo sozinho: família é uma das melhores coisas que existem, mas qualquer pessoa precisa de um tempo sozinho para pensar e respirar;
  • Faça atividades físicas: você já sabe disso, mas não tem tempo. Pare para pensar na atividade física como um investimento de longo prazo. Você vai investir tempo agora e terá, como retorno, mais tempo e qualidade de vida;
  • Ajuste a alimentação: você não precisa comer de tudo, sempre. Procure manter uma dieta saudável, com bons alimentos e bastante água;
  • Saia de casa: não somente para trabalhar e ir ao mercado. Façam atividades ao ar livre, tome sol, caminhe. Esqueça um pouco a TV e o telefone, isso vai ser inclusive, um ótimo exemplo para seus filhos.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
benefícios do alho e efeitos na saúde
Benefícios do alho: dos usos culinários aos efeitos medicinais
como educar filho rebelde
Como educar filho rebelde