Sem visitas há 6 meses, idosa pede para morrer
Crédito: Freepik
em

Sem visitas há 6 meses, idosa pede para morrer

Morando em um lar para idosos, ela pensa que foi abandonada

Em alguns países, há ainda uma grande restrição quando se trata de visitas a asilos. Isso porque os idosos fazem parte do grupo de maior risco de morte por covid. Consequentemente, muitos idosos estão convivendo apenas com seus colegas, sem poder ver a família, muito por imposição do Estado.

Esse é o caso Margarita Plat, uma senhora de 82 anos, moradora de um lar de idosos na Inglaterra. A ideia da proibição de visitantes visa a segurança do grupo de risco, mas, por outro lado, o aspecto emocional fica fortemente abalado. Ainda pior para quem sofre com doenças como o mal de Alzheimer, já que a memória de curto prazo não é mais a mesma.

Margarita sofre com a doença e está afastada de toda a família por 6 meses. Como sua memória recente não é mais a mesma, ela sempre olha em volta e se vê entre estranhos. Infelizmente, ela acha que foi abandonada, pedindo para os enfermeiros trazerem sua família de volta. Por mais que se explique, ela não consegue entender o que aconteceu.

Sua filha, Nenny Plat, desabafa, emocionada: “a minha pobre mãe não sabe onde está e pergunta diariamente pelo meu pai. Não entende porque não podemos visitá-la e pergunta porque foi abandonada“.

Ela faz também um pedido para as autoridades do seu país: “minha mãe não tem tempo. Está em confinamento social como tantos outros idosos que estão a ser deixados definhando. O governo está paranóico por não querer ser visto como o responsável pelas mortes dos idosos nos lares, mas o que estão fazendo está matando-os lentamente“.

Uma situação triste e complicada, já que realmente se deve proteger os idosos. Por outro lado, a afetividade é fundamental até mesmo para a manutenção da imunidade. Que essa situação se resolva o mais rápido possível e que as famílias possam se reencontrar, compensando o tempo em isolamento.

Com informações de The Mirror

Grupo se organiza e doa quase 3.500 refeições para quem tem fome

Grupo se organiza e doa quase 3.500 refeições para quem tem fome

Abandonada um dia depois do casamento, mulher desabafa na internet

Abandonada um dia depois do casamento, mulher desabafa na internet