em

Como saber se você está com excesso de açúcar no sangue

A sensação de insaciedade pode ser um dos sintomas e é preciso ficar muito atento aos sinais do corpo

Publicidade

Segundo um relatório da OMS (Organização Mundial de Saúde), a diabetes é um mal que atinge cerca de 347 milhões de pessoas no mundo. Para quem ainda não conhece, a diabetes é uma doença crônica, ocasionada pela falta ou deficiência de um hormônio chamado insulina, que é responsável por realizar a quebra das moléculas de glicose no sangue, diminuindo os níveis de açúcar no organismo.

A ingestão frequente de alimentos ricos em glicose como balas, doces, bolos, biscoitos, bombons e refrigerantes podem contribuir para o aumento dos níveis de açúcar no sangue e, o pior: mantê-los elevados por um bom período de tempo, acarretando sérios problemas de saúde.

Mas muito se engana quem acredita que apenas os diabéticos têm excesso de açúcar no sangue.

A sensação de insaciedade contínua pode ser um dos principais sintomas a elevação dos índices de glicose no organismo.

Publicidade

Fatores que influenciam no aumento das taxas de açúcar no sangue:

  • Uso de alguns medicamentos
  • Problemas de saúde
  • Estresse
  • Sedentarismo

Alguns dos sintomas são:

1. Bebe muito líquido (sente necessidade) e urina demais;
2. Está sempre cansado;
3. Visão piorando progressivamente;
4. Dores no corpo (fadiga e formigamento);
5. Problemas de infecção/inflamação nos pés;
6. Problemas nos rins;
7. Disritimia cardíaca (excesso de açúcar potencializa o risco de AVC);
8. Infecções urinárias recorrentes;
9. Pele seca e irritada.

A dica para manter o equilíbrio é uma dieta enriquecida com alimentos de baixo índice glicêmico. Eles contribuem para saciar a fome e ainda colaboram na redução do peso, pois são digeridos e absorvidos de uma forma mais lenta, aumentando de maneira gradual e mais controlada o açúcar no sangue.

Listamos abaixo uma série de alimentos para que você possa começar sua dieta hoje:

Publicidade
  • Maçã
  • Cereja
  • Pera
  • Melão
  • Kiwi
  • Limão
  • Laranja
  • Cenoura
  • Iogurte natural
  • Kefir
  • Brócolis
  • Quinoa
  • Grão-de-bico
  • Brotos
  • Batata-doce
  • Cebola
  • Feijão-branco
  • Lentilha
  • Nozes
  • Castanha-do-pará
  • Farinha de coco, de banana verde, de berinjela, de maracujá ou linhaça

A melancia não entra nessa lista de alimentos, pois a glicose obtida através da ingestão dela é absorvida de forma rápida, apesar do seu nível de glicose ser baixo.

Mas, como sempre, o importante saber dosar – em porções pequenas, a melancia não aumenta a sua glicemia.

Pratique esportes, evite alimentos industrializados, tenha bons hábitos, cuide para ter uma alimentação rica em fibras, e lembre-se que estar com nível de açúcar elevado não necessariamente significa ser diabético, somente um exame laboratorial pode determinar isso. Em caso de dúvida, consulte sempre o seu médico.

Publicidade

Importante: as dicas do site não substituem uma consulta ao médico!

Compartilhe!

5 dicas para controlar a pressão alta de forma simples e natural

Mantenha a sua casa livre de ratos, baratas e insetos