em

Brasileiro pede ajuda para resgatar a filha abandonada no Japão

Para poder resgatar filha abandonada no Japão, o brasileiro teve de pedir ajuda do Itamaraty e da internet

resgatar a filha abandonada no Japão
Crédito: G1/Arquivo Pessoal

Muitas mães e pais passam por grandes sufocos para poder ficar com a guarda seus filhos. Mas para o brasileiro Allan Vieira Okuma, de 35 anos, a situação é bem mais complicada. Para poder resgatar a filha abandonada no Japão em um orfanato pela mãe, o brasileiro teve de pedir ajuda do Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) e da internet.

Vaquinha para resgatar a filha abandonada no Japão

Allan morou no Japão por 14 anos, e acabou casando e tendo uma filha no país. Mas em 2014 teve de voltar ao Brasil por motivos pessoais e, como a ex-esposa não deixou ele trazer a menina ao Brasil, a criança ficou no país sob a guarda da mãe.

Depois que Allan já tinha voltado para o Brasil, a mãe mudou de ideia sobre a guarda e perguntou se ele ainda queria ficar com a filha. Mas devido a falta de dinheiro na época, Allan não pode trazer a filha para morar com ele.

Três anos depois, Em 2017, Allan conseguiu voltar ao Japão com um visto de turismo e passou 3 meses vendo a filha nos finais de semana. Depois de algum tempo que já tinha retornado ao Brasil, sua ex-esposa perguntou se ele ainda desejava a guarda da menina, então ele deu entrada no processo. Mas devido a falta de dinheiro não conseguiu dar continuidade.

Veja: mãe se arrepende de doar bebê e denuncia ilegalidade de quem adotou

O que aconteceu durante o processo de adoção

resgatar filha abandonada no japao juntos
Crédito: Arquivo Pessoal

Segundo Allan, em entrevista ao portal G1, quando a mãe percebeu que o processo estava demorando, ela passou a fazer ameaças, dizendo que ia colocar a menina para adoção. O pai achava que era mentira, que era apenas pressão para ele apressar o processo.

Depois disso a mãe da menina sumiu, e Allan só conseguiu ter informações da filha quando arranjou o contato da avó materna da criança, no começo de 2018. Foi então que descobriu que a menina estava em um orfanato.

Para resgatar a filha abandonada no Japão, o pai resolveu entrar em contato com o Consulado-Geral do Brasil em Tóquio para ver o que precisa fazer, sendo informado que precisaria entrar com um processo na Justiça japonesa para reaver a guarda da filha.

Para piorar a situação de Allan, ele não pode saber a situação em que sua filha encontra devido a uma lei japonesa, que só fornece informações diante de um processo judicial.

Menino de 10 anos ajuda família e faz a diferença dentro de casa

O que é preciso fazer para resgatar a filha abandonada no Japão

resgatar filha abandonada no japao salvar
Crédito: Arquivo Pessoal

Allan se sente desesperado pela situação que sua filha está passando e por não ter dinheiro para pagar pelo processo, que ainda tem um terrível agravante. A mãe de sua filha retirou seu nome do registro da criança, então ele precisa provar a Justiça japonesa que é o verdadeiro pai da menina.

Para conseguir pagar os custos do processo e do advogado, além de passagens aéreas e hospedagem, Allan resolveu criar uma vaquinha virtual. A meta é conseguir R$ 10 mil, pois sem esse dinheiro, que ele não tem, ele não terá condições de entrar com o processo de guarda.

salame de chocolate

Salame de chocolate: 7 receitas muito fáceis

babaganuche

5 Receitas de babaganuche para incluir no cardápio