em

Aprenda a reduzir o peso ocasionado pelo hipotireoidismo

Conheça diversas formas de tratar de problemas relacionados à glândula da tireóide.

Problemas de tireóide são mais comuns do que pensamos, e com eles vem a dura batalha contra a balança.

Conhece bem o problema, quem removeu a tireóide cirurgicamente, ou tenha sido tratado com iodo radioativo.

Por isso no artigo de hoje, vamos explicar melhor, para que você entenda os fatores que tornam a perda de peso difícil para quem sofre ou já teve esse problema.

Os fatores principais que impedem a perda de peso são:

  • Necessidade de T3;
  • Mudanças metabólicas;
  • Resistência à insulina e leptina;
  • Tratamentos inadequados da tireóide;
  • Mudanças na química cerebral do estresse ou doença.

Vamos falar sobre cada um deles em detalhes!

Tratamentos de tireóide inadequados

Muitos endocrinologistas convencionais, tentam restaurar o nível de hormônio estimulando a tireóide (TSH).

Caso haja sucesso no tratamento, significa que sua função da tireóide está normal.

No entanto, estudos recentes mostraram que os níveis de TSH elevado, contribuem para o aumento de peso.

E isso geralmente está relacionado a um Índice de Massa Corporal Superior (IMC) , já considerado  obesidade.

Para fazer isso, alguns médicos tentam manter o nível de TSH em nível médio com relação a referência, ou ainda menor em alguns pacientes.

Necessidade de T3

Uma maneira de combater o hipotireoidismo é a levotiroxina.

Esta é apenas uma forma sintética do hormônio T4.

Mas fatores genéticos, deficiências nutricionais, entre outros, fazem com que algumas pessoas necessitem mais de hormônio tireoidiano ativo – triiodotironina (T3).

Estes mesmos estudos mostraram que é possível perder peso ao misturar hormônios.

Uma terapia que combina T4 / T3, como levotiroxina mais íons de lítio (T3 sintético) ou medicamentos tireóides naturais, já seria o suficiente.

Mudanças no metabolismo

O metabolismo funciona para garantir que haja energia corpórea suficiente ao longo do dia, e para evitar a fome excessiva, então para isso é necessário ter equilíbrio.

É por isso que, quando comemos muitas calorias ou o metabolismo diminui, nós ganhamos peso.

Para compensar esse aumento de peso, o metabolismo acelera e diminui o apetite.

No caso do hipotireoidismo, o metabolismo é cronicamente mais lento e como resultado, ingerimos mais calorias do que gastamos.

Neste caso, o corpo estabelece um ponto de controle de peso mais alto.

É aí que o problema começa. É por esta razão que alguns comem muito e não ganham peso.

No entanto, você come muito menos do que eles e faz exercícios, mas é difícil para você perder peso.

Mudanças na química do cérebro

O cérebro está intimamente relacionado com armazenamento de gordura, fome ou saciedade.

Além disso, também está relacionado a muitos fatores hormonais e neurotransmissores.

Os neurotransmissores podem ser liberados para causar fome e dizer que estamos satisfeitos.

Os hormônios digerem glicose no sangue para armazenar gordura.

Finalmente, o corpo pode liberar glicose armazenada para convertê-la em energia.

Se  você sofre de hipotireoidismo, observe sempre o que come.

As pessoas com hipotiroidismo, muitas vezes, ganham peso mesmo quando comem menos do que outras.

É por isso que nunca será o mesmo consumir 500 calorias de junk food e 500 calorias de vegetais.

Para evitar que isso aconteça com você, mantenha uma dieta equilibrada sem produtos químicos e conservantes.

Em vez disso, consuma vegetais, peixe, frutas e cereais.

Você também deve evitar consumir álcool, refrigerantes, produtos enlatados, bebidas engarrafadas, alimentos processados, farinhas refinadas, alimentos fritos.

Acelere seu metabolismo

O mau funcionamento da tireóide tem consequências diretas em seu metabolismo.

Por sua vez, o metabolismo influencia diretamente seu peso.

Portanto, não devemos apenas observar o que comemos, mas também as horas e a quantidade que comemos.

Uma maneira simples de acelerar o seu metabolismo, é mudar a maneira como você consome seus alimentos.

Por exemplo, não é igual a consumir 2000 calorias em 3 refeições do que consumir a mesma quantidade em 5 refeições.

No último caso, você pode usar a seguinte programação para consumir suas calorias em 5 refeições:

  • 8:00 – café da manhã.
  • 11:00 – o lanche.
  • 14:00 – almoço.
  • 17:00 – o lanche.
  • 20h30 – jantar.

Estas são apenas sugestões e você pode alterá-las de acordo com sua conveniência. Tudo dependerá da hora que você acorda.

As pessoas que sofrem de tireóide, geralmente ganham peso facilmente. É por isso que eles devem procurar maneiras de queimar calorias durante o dia.

Para isso, não há nada melhor do que atividades físicas diárias.

Isso não significa que você deva ir à academia todos os dias, por várias horas, e se matar de fazer exercícios.

Em vez disso, trata-se de fazer pequenas mudanças simples e mais efetivas. Por exemplo, em vez de usar o elevador, pegue as escadas; em vez de pegar um carro, andar a pé.

Então, não hesite em colocá-los em prática e perceba os benefícios.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

Saiba porque a amizade entre mulheres é benéfica, saudável e necessária

Dores no corpo: saiba o que se esconde por trás de cada caso