paracetamol danos fígado
Crédito: Freepik
em

Paracetamol pode causar mais lesões no fígado do que a maioria dos remédios

Se você é do tipo que qualquer dorzinha toma um remédio, saiba que pode ser perigoso

Muito comum nas caixinhas de remédio de muitas casas no país, o paracetamol não é tão inofensivo quanto parece. Receitado tanto para crianças a idosos, com sabores ou em comprimidos, o paracetamol tem sido usado de forma indiscriminada, muitas vezes irresponsável. Você sabia que seu uso contínuo causa graves lesões no fígado?

Para que serve o paracetamol

O paracetamol é o princípio ativo de muitos medicamentos que visam aliviar a dor e a febre, como por exemplo, o Tylenol. Ele é muito seguro para consumo, desde que não haja abusos ou uso indiscriminado. Além disso, também não pode ser consumido com bebidas alcoólicas, pois faz com que fique perigoso para o fígado.

De acordo com o médico Drauzio Varella, essa é uma droga metabolizada no fígado. O medicamento segue por uma via na qual gera 90% de uma substância não tóxica, que não causa nenhum risco ao organismo. E explica: “o composto que resta desse processo é tóxico, mas quando a dose de paracetamol ingerida é baixa, o corpo consegue expeli-lo normalmente”.

Porém, quando há abuso na quantidade ou tempo necessário, além de consumo de álcool, o quadro fica diferente. Isso porque causa uma sobrecarga no fígado, fazendo com que ele passe a gerar uma substância tóxica. Ela acaba se fixando nas células hepáticas, causando diversos problemas.

Qual a quantidade máxima recomendada

Tanto na Europa quanto no Brasil, o limite de consumo diário é de 4 gramas, o que equivale a, no máximo, 5 comprimidos. Essa dose já pode causar lesões, se utilizada com frequência, mas o risco maior está a partir de 6 gramas diários.

O que pode acontecer se tomar mais do que o indicado

Segundo uma pesquisa brasileira, o paracetamol é um analgésico de fácil acesso que pode causar lesão hepática (no fígado) quando ingerido em altas doses. Tomar uma grande quantidade, além de causar lesões no fígado severas ou irreversíveis — que necessitem de transplante — pode levar ao desenvolvimento de hepatite fulminante, levando à morte.

Pensando nesses danos, foi realizado um estudo com 663 paciente internados com lesões avançadas no fígado, sendo publicado pelo British Journal of Clinical Pharmacology. Nele, comprovou-se que 75% teve como causa o uso indiscriminado de paracetamol. Nos 25% restantes, observou-se somente o consumo de doses mais elevadas do que haviam receitado seus médicos.

Ou seja, em excesso, ele pode causar danos leves a severos no fígado, podendo inclusive chegar ao ponto de precisar de transplante ou morte. Veja também outros efeitos colaterais que podem ser causados pelo consumo regular de paracetamol:

  • Alterações do humor
  • Anemia hemolítica
  • Cansaço
  • Coceira na pele
  • Cólica abdominal
  • Confusão mental
  • Dano do fígado
  • Diarreia
  • Dificuldade ou dor ao urinar e diminuição da quantidade de urina
  • Febre
  • Fraqueza
  • Cor amarelada da pele
  • Náuseas
  • Paralisia repentina
  • Perda do apetite
  • Sangramento
  • Urina escura ou com sangue
  • Urticária
  • Vermelhidão na pele
  • Vômitos

Ainda assim, os médicos afirmam que é uma droga segura. Seja como for, é importante que se busque sempre respeitar as recomendações médicas nunca excedendo as doses recomendadas. Se o medicamento não fizer o efeito esperado, procure seu médico de confiança para a devida manutenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
tarja dos remédios

Tarja dos remédios: o que significam e quais cuidados tomar

berinjela à milanesa

Berinjela à milanesa: como fazer para acompanhamento e petisco