em

Mortes por álcool crescem entre pessoas com mais de 55 anos

Além das mortes, as internações decorrentes do consumo do álcool também sofreram alta

mortes por alcool
Crédito: Freepik

O alcoolismo e as doenças ligadas diretamente ao consumo de álcool não são novidade e já existem há muito tempo. Porém, no ano de 2016, houve uma comparação de dados e notou-se uma mudança importante: as mortes por álcool e as internações pelo mesmo motivo apresentaram alta. 

Entenda

O Centro de Informações Sobre Saúde e Alcool, o CISA, fez uma comparação de dados entre os anos de 2010 e 2016 para saber sobre o crescimento das mortes de pessoas acima dos 55 anos que estão relacionadas com o consumo de bebidas alcoólicas.

O levantamento, que apresentou um crescimento de 6,7% no número de internações e mortes relacionadas com o consumo de álcool, tem como objetivo oferecer subsídios para a criação de políticas públicas apropriadas para o país, conscientizando as pessoas sobre o uso do álcool de forma abusiva.

mortes por alcool tem alta pesquisa
Crédito: Pixabay

Os dados do levantamento foram adquiridos por entidades como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), o Ministério da Saúde e OMS (Organização Mundial de Saúde). A grande surpresa que os pesquisadores tiveram foi em relação a avaliação do grupo superior aos 55 anos.

Apesar do crescimento dos números para pessoas a partir dos 55 anos, houve uma redução no número relativo a pessoas abaixo desta idade. Por exemplo, em 2010, 31,06% dos pacientes internados por alguma situação relacionada com a bebida tinham mais de 55 anos. Em 2016, o porcentual passou para 37,96%. No caso de óbitos, o índice saltou de 55,81% para 62,52%.

Ana Cecília Marques, psiquiatra da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e Outras Drogas, a ABEAD, explica que “o hábito de beber é grave para as pessoas com faixas etárias mais avançadas pelo fato de agravar doenças e por causa de limitações do organismo relacionadas à idade. Trazendo esse hábito para essa faixa etária, vai complicar tudo o que tem em doenças crônicas e se espera que essa mortalidade cresça mesmo. A aptidão de metabolizar o álcool é menor, porque o fígado tem menos enzimas. O impacto nesses órgãos de desintoxicação é maior”.

Com isso, o Ministério da Saúde, em uma nota oficial, divulgou que está investindo nas ações promocionais para a saúde e também na qualificação de profissionais da saúde para atender toda a população com idade mais avançada. Na tentativa de diminuir os números para a faixa etária dos 55 anos, a saúde para os idosos precisa de melhora constante para adequação às novas necessidades.

adotada aos 60

Conheça a idosa adotada aos 60 anos por uma jovem de 30

adesivo anticoncepcional

Adesivo anticoncepcional: o que é e como funciona