em

Para que serve e como usar Minancora?

Tradicional no mercado farmacêutico, a Minancora é uma pomada antisséptica, cicatrizante e adstringente.
minancora
Crédito: Divulgação

A pomada Minancora fez e faz parte da vida de milhares de brasileiros desde que foi desenvolvida em 1912 pelo farmacêutico Eduardo Augusto Gonçalves. O nome faz referência à deusa romana Minerva, que representa a sabedoria, e à palavra “âncora”, que marca a permanência e estabilidade do produto na cultura farmacêutica.

A pomada é feita à base de cloreto de benzalcônio, óxido de zinco e cânfora. Veja quais são seus principais usos no tratamento de problemas de pele.

Para que serve a Minancora?

O óxido de zinco possui ação antisséptica, que inibe a proliferação de microrganismos presentes na superfície da pele, enquanto o cloreto de benzalcônio tem ação antibactericida. Já a cânfora contribui para aumentar a circulação sanguínea no local da irritação e eliminar a inflamação, além de agir como descongestionante nasal.

A pomada ainda tem ação adstringente, que contrai os tecidos da pele, reduz as secreções e forma uma camada protetora, e cicatrizante, principalmente contra cravos e espinhas.

Como usar Minancora?

A pomada é de uso externo e deve ser aplicada em quantidade suficiente para cobrir a região afetada, sobre a pele limpa e seca, pelo menos duas vezes por dia a cada 12 horas. Veja quais são as principais formas de uso.

Seca cravos e espinhas

A ação mais conhecida da Minancora é contra a acne. O óxido de zinco limpa a pele e evita que os microrganismos e bactérias provoquem aquelas erupções desagradáveis. Além disso, o uso da pomada diminui a inflamação local e ajuda a secar e a cicatrizar as espinhas.

Basta lavar o rosto com água e sabonete neutro, secar com uma toalha macia e aplicar uma camada fina sob a a área afetada. Em poucos dias a acne tende a desaparecer.

Clareia a pele e reduz manchas

Há controvérsias sobre o fato de a pomada clarear ou não a pele. Quando foi lançada, lá no início do século XX, ela era muito usada para diminuir olheiras e até clarear axilas e virilha, mas dermatologistas apontam que não há nenhum componente com essa função na pomada.

O que pode ocorrer é que o óxido de zinco tem ação anti-inflamatória, então reduz a vermelhidão de locais irritados. Porém não tem a mesma eficácia para manchas escuras.

Desodoriza axilas e pés

A ação antisséptica elimina os microrganismos e bactérias responsáveis pelo mau cheiro dos pés e axilas, enquanto a cânfora deixa um odor agradável. Seu uso deve ser feito após o banho, com a pele limpa e seca e reaplicação sempre que necessário.

Seca feridas e frieiras

O medicamento não deve ser aplicado sob ferimentos abertos, pois pode gerar irritações, mas é altamente eficaz na cicatrização de queimaduras de sol, escaras, assaduras, frieiras e urticárias. A cânfora alivia a sensação de ardência e gera bem estar.

Alivia a coceira

Picadas de insetos, urticárias e pequenos ferimentos podem gerar desconforto e coceira. Uma fina camada de Minancora é suficiente para aliviar esses sintomas e ajudar no processo de cicatrização.

Contraindicações e cuidados

A pomada não deve ser utilizada por crianças com menos de dois anos ou pessoas alérgicas a qualquer um dos componentes. Se os sintomas não desaparecem depois de seu uso consulte um médico ao invés de aumentar a dosagem do produto.

Segundo informações que constam na bula, a ocorrência de reações adversas é muito rara e caracteriza-se por dermatite de contato, incluindo ardência, vermelhidão, coceira, formação de pápulas e bolhas e secreção, podendo evoluir para descamação e formação de crostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

cuscuz doce - tudo sobre tapioca
8 Receitas de cuscuz doce com tapioca
como aliviar dor de varizes
Veja como aliviar dor de varizes