menina bola de basquete
Crédito: Reprodução
em

Veja o que aconteceu com Qian Hongyan: a “menina bola de basquete”

Apesar de todos os desafios que a vida colocou em seu caminho, a pequena chinesa superou cada obstáculo com a bravura de uma campeã

Qian Hongyan é atualmente uma jovem de 25 anos de idade. Sua história começou a ser contada pela mídia em 2008, e a partir daquele momento sua vida começou a mudar. Conheça um pouco da trajetória dessa garota chinesa.

Um trágico acidente

Crédito: Reprodução

Quando tinha 4 anos de idade, Qian sofreu um acidente de carro que resultou na amputação completa de suas duas pernas. Nascida em uma família de fazendeiros simples, os pais da garotinha não tinham dinheiro para dar a ela todos os tratamentos necessários e as próteses para que pudesse andar.

Crédito: Reprodução

Nesse época, quando ela já estava recuperada do acidente, seu avô teve a ideia de fazer uma prótese improvisada com uma bola de basquete, e deu à ela duas alças de madeira para apoiar as mãos. A bola tinha a parte superior aberta para Qian “vestir”. Assim seria possível se locomover com seu corpo protegido e com menos dores, que são comuns após uma amputação.

Da província de Yunnan para o mundo

Crédito: Reprodução

Um certo dia, sua história foi divulgada na internet, e foi quando a imprensa começou a chamá-la de “menina bola de basquete”. Sua história mobilizou muitas pessoas que começaram a oferecer doações e outros tipos de ajuda para a família. Com o dinheiro recebido, a família de Qian pôde levá-la para a capital para, enfim, comprar suas primeiras próteses.

Incentivo ao esporte

Crédito: Reprodução

Além das várias mudanças que vieram com a ajuda das pessoas de todo o mundo, a vida de Qian tomou um novo rumo quando ela ingressou em uma escola de natação. Algum esporte era recomendado pelos médicos, assim como é para todas as pessoas, mas no caso dela em especial para desenvolver a mobilidade de todo o corpo.

As primeiras medalhas

Crédito: Reprodução

Qian não ficou apenas na piscina da escola. Ela treinou muito e começou a levar o esporte a sério, como uma carreira. Aos 16 anos de idade ela treinava todos os dias com o objetivo de participar das paralimpíadas.

Por conta da sua dedicação, levou para casa uma medalha de ouro e duas de prata na competição nacional de natação paralímpica da China. Depois, participou da qualificação para ir aos Jogos Paralímpicos de Londres em 2012. Embora tenha conseguido uma medalha de bronze, essa colocação não foi o bastante para que a jovem pudesse representar seu país nos Jogos.

Carreira internacional

Crédito: Reprodução

Mas uma campeã não desiste por conta de uma batalha perdida. Qian continuou treinando e, além de manter sua vida profissional como atleta, a jovem também viveu outro momento muito importante aos 18 anos, quando recebeu próteses novas, adequadas para o seu tamanho, no Centro de Reabilitação da China, em Pequim.

Crédito: Reprodução

No ano de 2016, quando tiveram os Jogos Paralímpicos do Rio, Qian estava lá para, finalmente, representar o seu país no exterior. Ela não chegou às finais, mas relatou em entrevista que aquela tinha sido a sua maior conquista até então.

Esse é um pensamento bem modesto para uma mulher que passou por diversas grandes conquistas desde que era apenas uma garotinha de 4 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

programa reune idosos e crianças

Programa reúne idosos e crianças em um dia de interação na Espanha

sobremesas sem forno

8 Sobremesas que não precisam de forno