melasma piora com água quente
Crédito: Freepik
em

Melasma pode piorar se lavar o rosto com água muito quente?

A água quente dilata os vasos sanguíneos, que por sua vez deixam as manchas mais aparentes, mas não em qualquer tipo de melasma

O melasma é composto por uma ou mais manchas escurecidas que surgem na pele, especialmente no rosto, mas também no pescoço, no colo e nos braços. É mais comum em mulheres acima dos 30 anos, e ainda mais comum durante a gestação.

As causas são variadas, mas os fatores genéticos são os principais. Sendo assim, quem tem essa predisposição pode desencadear o melasma na gestação, por causa do anticoncepcional, de problemas na tiroide, uso de certos cosméticos ou medicamentos. Mas, e quanto à água quente?

Melasma x água quente

Não é todo tipo de melasma que pode piorar quando a mancha entra em contato com a água quente. De fato isso acontece, mas é com o tipo de melasma vascularizado, que piora por causa da vasodilatação causada pelo calor da água.

Nesse tipo de melasma, além das manchas castanhas que resultam do aumento da produção de melanina na pele, também existem muitos vasos sanguíneos na região das manchas. É por isso que, quando elas são expostas à água quente, ficam até avermelhadas.

Porém, depois que a pele esfria, as manchas deixam de ficar avermelhadas. Mas se você tomar banho quente todos os dias, aí esse efeito pode começar a ficar permanente.

O que fazer para evitar?

A água quente não é a causa do melasma vascularizado. Essa é uma condição genética, como já mencionada, mas que pode ser agravada pelo excesso de água quente devido à vasodilatação.

Então, uma das dicas é dar preferência para banhos frios ou mornos. Além disso, o tratamento com um dermatologista é essencial. Não pegue dicas com pessoas que têm melasma, pois o tratamento para esse tipo é diferente, com outros produtos e com outros aparelhos.

dicas caseiras para pele cabelo e unhas

7 Truques de beleza simples e que todo mundo diz que funciona

como fazer absorvente perfumado

Absorvente para deixar a casa cheirosa? Entenda essa nova onda da internet