Ucrânia
Imagem: Reprodução
em

Jovens da Ucrânia oferecem nudes para arrecadar dinheiro ao país em guerra

As criadoras do projeto disseram que só vão encerrá-lo quando a guerra terminar

Publicidade

A bielorrussa Nastsassia Nasko, de 23 anos, vivia em Kiev, na Ucrânia, quando a guerra começou. Naquela época, ela pediu ajuda no Twitter para conseguir um carro que pudesse evacuar um amigo que estava na cidade de Kharkiv.

Como ninguém se ofereceu para ajudá-la, ela brincou ao dizer que estaria disposta a oferecer nudes para quem pudesse ajudar. Bem, a brincadeira deu certo. Em poucos minutos, mais de dez pessoas queriam ajudar o amigo da jovem, caso ela mostrasse seu corpo nu.

Infelizmente, foi preciso partir para a nudez para que as pessoas oferecessem ajuda ao homem na Ucrânia. Mas, Nastsassia viu essa resposta como uma oportunidade para conseguir ajudar ainda mais pessoas na guerra.

Veja também: Menino doa economias de viagem à Disney para ajudar crianças da Ucrânia

Publicidade

Foi assim que a jovem e uma amiga decidiram criar o site “TerOnlyFans”, inspirado na plataforma OnlyFans, mas com as iniciais “Ter” que significam “defesa territorial”.

Na plataforma, os usuários recebem fotos de nudes de uma das 35 mulheres ou dos 3 homens voluntários no projeto, e pagam uma quantia que será enviada às forças armadas e grupos humanitários na Ucrânia.

Entrar no grupo do Telegram

Desde o lançamento, o site já arrecadou mais de US$ 700 mil (cerca de R$ 3,6 milhões, na cotação atual). A maioria dos doadores está na Ucrânia, mas também há usuários da Holanda, França e Reino Unido.

Publicidade

Em entrevista ao site Insider, Nastsassia deixou claro que “não somos profissionais do sexo, estamos tentando arrecadar dinheiro para a guerra”, e afirmou: “vamos acabar com este projeto quando Putin morrer e a Rússia parar a invasão”.

Atualmente, Nastsassia mora e trabalha como gerente de marketing em Varsóvia, na Polônia, e mantém o projeto via Telegram com sua amiga, que ainda está na Ucrânia.

Veja também: Adolescentes criam site para conectar refugiados ucranianos a anfitriões que abram suas casas

Publicidade

Fonte: UOL Notícias

Filha

Filha faz homenagem à mãe que a adotou ainda bebê: assista!

placenta

O que é descolamento de placenta? Veja as causas, sintomas e tratamentos