flúor faz mal
Crédito: Freepik
em

Flúor faz mal para a saúde? Descubra a verdade e acabe com os mitos

O flúor é um elemento natural que não oferece risco à saúde quando utilizado na quantidade adequada

Você já deve ter ouvido falar no elemento flúor porque ele é um dos compostos das pastas de dente que aparecem nos comerciais, ou também porque estudou um pouco sobre ele na escola. Ultimamente tem surgido na internet assuntos questionando se o flúor faz mal para a saúde. Mas é preciso tomar muito cuidado no que vai acreditar, pois também é sabido que na internet tem tantas notícias falsas quanto verdadeiras. Então, para evitar tirar conclusões precipitadas, saiba mais sobre o flúor e entenda se ele faz mal ou bem para a saúde.

Flúor faz mal, sim ou não?

Para saber se ele é prejudicial, primeiro é preciso saber o que é o flúor. Ele é um mineral natural que está presente na água, na terra, nas plantas, nas pedras e no ar. Ele faz parte da vida.

Então, assim como tantos outros minerais, ele é extraído do seu ambiente natural para ser manipulado em laboratórios químicos e utilizado para diferentes finalidades através de produtos que se usa no dia a dia.

O que muitas pessoas ficam na dúvida é se o flúor adicionado na água que vem da rede pode fazer mal à saúde. Bem, essa lei que o obriga a ser parte da composição da água tratada surgiu nos Estados Unidos, na década de 1940, quando estudos publicados pelo Instituto Nacional de Saúde Norte-Americano sugeriam que uma quantidade de 1 mg de flúor por litro de água poderia ajudar a reduzir as cáries na população. Depois de fazerem testes durante um determinado período, constataram que fazia sentido, pois de fato a população passou a ter menos cáries.

Somente depois disso, em 1958, essa estratégia começou a ser praticada do Brasil, especificamente no estado do Paraná. Mas foi no ano de 1974 que a fluoretação das águas de abastecimento público de tornou obrigatória, sempre com essa finalidade de ajudar a proteger a saúde da população. Para isso, a quantidade de flúor aplicada nas águas é minuciosamente controlada, de modo que apenas atue na sua função, sem causar danos à saúde das pessoas.

O flúor da pasta de dentes é ruim?

O flúor na pasta de dentes não tem como afetar a saúde porque ele não entra na corrente sanguínea. Sua função é unicamente bioquímica, agindo ao entrar em contato com o dente. Ele não serve para matar bactérias na boca, não limpa os dentes. Sua função na pasta dental é de remineralizar os dentes, deixando-os mais fortes.

Quando uma pessoa tem cárie, o que acontece é que as bactérias presentes no dente liberam um composto químico que corrói e desmineraliza o dente, deixando-o fraco. Elas “comem” o dente, removendo sua proteção. Então, enquanto outros compostos da pasta agem limpando os dentes, ele age devolvendo os minerais ou reforçando a mineralização em quem cuida bem dos dentes e não tem cáries, mantendo a boa saúde bucal.

Então, em resumo, o flúor na pasta não é prejudicial, pois ele é adicionado apenas em uma quantidade suficiente para remineralizar os dentes a cada escovação. Para causar algum dano, a quantidade utilizada teria que ser bem exagerada, muito fora do normal.

Criança pode usar pasta com flúor?

usar flúor faz mal para dentes
Crédito: Freepik

As crianças que já têm idade para ingerir açúcar também já podem usar pasta de dentes com flúor. O ideal é que os pais escolham pastas feitas para cada faixa etário do filho, e usem na medida recomendada na embalagem ou pelo dentista.

A dosagem é o segredo

De modo geral, é importante ter em atenção que tudo na vida pode ser remédio ou veneno, só depende da dosagem utilizada. O mesmo vale para o uso do flúor. Esse composto químico é adicionado na água potável levando em consideração outras fontes e flúor que as pessoas utilizam, como a pasta de dentes.

Portanto, ele é adicionado em quantidade inofensiva à saúde, apenas para atuar na função de proteção da saúde bucal, já que é mais barato colocar flúor na água do que oferecer tratamento de saúde bucal gratuito à população.

Então, ele mal quando há um exagero, assim como ocorre com qualquer outra coisa natural ou sintética. Se você tomar água em excesso, vai fazer ser prejudicial, e não vai ser só por causa do flúor presente nela, mas sim, porque seu corpo precisa de uma quantidade equilibrada de água para conseguir exercer suas funções normais. Se levar uma vida saudável, com equilíbrio, sem abusos e excessos em qualquer sentido, não haverá com o que se preocupar. Nem com o flúor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
plantar cúrcuma

Como plantar cúrcuma em casa: no solo e em vaso

sintomas de problemas no fígado

Sintomas de problemas no fígado: 8 sinais para prestar atenção