em

Família abandonou bebê por ter recebido sangue de trans

Deixado na porta da doadora pelos pais, o bebê teve a sorte de encontrar um lar mais feliz.

Já passaram-se seis anos desde que Rekha, uma mulher transexual indiana, doou seu sangue em um gesto de empatia por um bebê que sofria de anemia.

Quando souberam que sua filha tinha melhorado com a ajuda da doação, os pais foram atrás da doadora para lhe agradecer.

Mas ao saberem sobre a transexualidade de Rekha, ficaram transtornados. Abandonaram a criança por acreditar que ela tinha se tornado trans também. Na Índia as pessoas trans sofrem muita discriminação, inclusive violência.

Foi no dia seguinte ao da visita que o bebê foi deixado na porta de Rekha. Para ter certeza que se tratava da mesma criança, ela ligou para o hospital onde fez a doação e confirmou.

Ao olhar para o bebê naquela situação, Rekha voltou ao seu passado, quando também foi abandonada pela família ao contar que era trans.

A partir daquele instante, uma nova família nasceu. Rekha adotou a menina e até hoje vivem felizes juntas. Rekha ficou alguns anos sem doar sangue, mas percebeu que não poderia deixar de ajudar as pessoas por algumas acharem seu sangue impuro.

Apesar da sua determinação, a luta contra o preconceito é grande, já que a Organização Nacional de Controle da AIDS divulgou que considera as pessoas trans como doadores de alto risco, e por isso, estão proibidos de doar sangue na Índia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

Aprenda a fazer em casa o gel de aloe vera

Elimine o odor vaginal com esses remédios naturais