em

Para que serve e como usar espinheira santa?

Você sabia que a espinheira santa é capaz de combater gastrite e úlceras?
Espinheira Santa
Créditos: Wikimedia Commons

A natureza oferece diversas plantas medicinais que podem ajudar a aliviar diversas doenças. A espinheira santa é muito conhecida por ajudar a amenizar as dores de estômago, queimação, azia e problemas de gastrite. A planta é originária da região sul do Brasil e seu nome científico é Maytenus ilicifolia. Fácil de ser encontrada, a erva medicinal pode ser consumida através de chás, óleos essenciais e cápsulas.

Benefícios da espinheira santa

Esse remédio natural pode ser benéfico em vários aspectos, ajudando a regular o organismo de maneira incrível. Veja seus benefícios!

Espinheira Santa beneficios
Créditos: Dicas de Saúde

Melhora as dores no estômago

A planta alivia as dores no estômago porque evita a secreção gástrica.

Facilita o trânsito Intestinal

Devido à mucilagem presente na planta, a erva medicinal melhora o trânsito do intestino.

Tem ação diurética

Devido à presença de triterpenos, composto bioativo em sua composição, a espinheira tem uma leve ação diurética que facilita a liberação do excesso de líquidos.

Combate os gases

Por causa da grande quantidade de taninos, atuando rapidamente na paralisação das fermentações gastrintestinais e também por possuir carminativa, a espinheira santa os gases.

Eficaz no tratamento de úlceras e gastrites

A planta conta com taninos que têm poder cicatrizante de lesões ulcerosas e gástricas no estômago por controlar a produção de ácido clorídrico nos órgãos.

Ajuda a prevenir o câncer de pele

Funciona como um coadjuvante na prevenção do câncer de pele, mas não substitui a utilização do protetor solar e do tratamento com o dermatologista. Os triterpenos encontrados na espinheira possuem propriedades contra o câncer de pele.

Como usar

Há diversas formas de utilizar e usufruir dos benefícios dessa planta:

Óleos essenciais

Um dos nutrientes mais importantes encontrados na espinheira são os óleos essenciais, especialmente o fridenelol. Este óleo se destaca pelo efeito gastroprotetor. A erva também possui na composição os ácidos tônicos e silícico, que possuem a ação antisséptica e cicatrizante.

Cápsulas

Você pode consumir a erva por meio das folhas secas e cápsulas que já vem prontas ou podem ser manipuladas em farmácias. Também são encontradas facilmente as raízes e cascas das folhas nas feiras ou em lojas de produtos naturais. Também são utilizadas através de tinturas para uso externo na pele que funciona como cicatrizante.

Chás

Uma forma simples de utilizar a erva é em forma de chá. A preparação é muito simples, e o método é acessível.

Como fazer o chá?

Espinheira Santa chas
Créditos: Fox News

Ferva três colheres de sopa da erva com meio litro de água. Quando começar a ferver, desligue o fogo, tampe e deixe alguns minutos em infusão. Coe e tome de preferência sem açúcar.

O ideal é tomar de duas a três xícaras da infusão ao dia. As cápsulas podem ser ingeridas conforme indicação do frasco. O extrato deve ser diluído 20 gotas em um terço de copo com água, duas vezes ao dia e aplicado na pele.

Efeitos colaterais

Nenhum chá pode substituir um medicamento receitado pelo médico. Além disso, a planta pode causar efeitos colaterais em algumas pessoas. O consumo em excesso da erva pode causar náuseas e boca seca, gosto ruim na boca, dores de cabeça, sono, tremores e dores nas articulações das mãos, cistite e poliúria.

A espinheira não é recomendada para crianças. A erva é contraindicada em casos de gravidez ou tratamento da infertilidade feminina por ter um efeito abortivo descrito em pesquisas científicas. Também é contraindicada durante o período de amamentação, pois pode levar à redução do leite materno.

Não confundir a espinheira santa com a Mata-olho e a falsa espinheira santa, a Zollernia ilicifolia, que causam danos à saúde. Tratamentos com fitoterápicos não substituem o tratamento médico convencional. Ao persistirem os sintomas, consulte um médico.

Redigido por Natalia Fontenele

Paulistana, cidadã do mundo e, como uma boa sagitariana, alucinada por viagens. Não só redatora, mas também estudante de Design Industrial e amante do empreendedorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

chás para dor de cabeca
5 Chás para dor de cabeça e como fazê-los
argila verde
Benefícios e como usar a argila verde para a pele