enxertia
Crédito: Freepik
em

Enxerto de plantas: o que é e como fazer?

Essa técnica serve para melhorar sua produção de frutos, recuperar plantas doentes e mais

Publicidade

O enxerto de plantas, ou enxertia, é uma técnica de multiplicação vegetativa que consiste em unir partes de plantas distintas.

Essa técnica pode ser usada tanto em plantas ornamentais quanto em árvores frutíferas, e o principal objetivo é unir as melhores características de ambas as plantas, seja para:

  • Recuperar uma planta enfraquecida;
  • Produzir frutos melhores;
  • “Criar” plantas mais resistentes a pragas;
  • Conseguir adaptar certas espécies a diferentes condições de clima e solo.

Condições básicas para fazer o enxerto de plantas

Para que a enxertia tenha sucesso, é essencial que haja compatibilidade entre as espécies envolvidas no enxerto. Ou seja, as plantas devem ter certo grau de parentesco em sua genética para evitar a manifestação de incompatibilidade ou rejeição.

Também é muito importante que as superfícies que irão entrar em contato uma com a outra estejam limpas e lisas, não impedindo a circulação da seiva entre as plantas, pois é isso que vai uni-las e fazer a enxertia dar certo.

Publicidade

Não menos importante, todas as pessoas que forem manejar as plantas enxertadas devem ter os conhecimentos necessários para evitar exposições inadequadas dos cortes à ação do Sol, do vento e do contato com o solo.

Outra condição básica é que os ramos a enxertar devem “ter nascido” no ano anterior e devem ter sido colhidos no final do inverno, guardados em lugar fresco para serem conservados por mais tempo para que a enxertia possa ser feita na primavera. A intenção é que a enxertia coincida com o início da floração.

Os termos usados na enxertia

Quando você começa a pesquisar sobre enxertia, logo se depara com termos como porta-enxerto, cavalo, bravo e garfo. Veja o que significam:

Publicidade

Porta-enxerto

Quando se fala em porta-enxerto, esse termo se refere a uma planta cuja raiz e a base do caule são aproveitadas no processo da enxertia. Esse é o mesmo significado para “cavalo”, “bravo” ou até “sementão”.

Enxerto

É a parte de cima do caule, que será “enxertada”. Resulta da união dos tecidos de duas plantas que passam a formar uma única planta com duas partes distintas: o enxerto e o porta-enxerto.

Garfo

Esse termo é usado no tipo de enxertia de casca, no qual faz-se um corte vertical no porta-enxerto e afasta-se a casca.

Publicidade

Então prepara-se o garfo, que é a parte da outra planta que será encaixada dentro da casca cortada do porta-enxerto.

É preciso fazer um corte maior de um lado e um corte menor do outro lado para inserir o garfo na casca.

O ideal é que o garfo possua alguns gomos vegetativos em estado de dormência, a partir dos quais “nascerão” novos brotos. O garfo deve ser afiado na parte basal, em forma de cunha.

Publicidade

Cuidados depois do enxerto

Existem diferentes tipos de enxertia, variando conforme o posicionamento do garfo no porta-enxerto. Seja qual for o método escolhido, é essencial fazer um “curativo” para ajudar a planta a cicatrizar.

Para isso, é necessário apertar as duas partes unidas com ráfia e depois cobrir com um unguento (mistura sintética para isolar o enxerto). Assim é possível promover a união dos tecidos e uma boa cicatrização.

A parte inferior da planta (porta-enxerto, cavalo ou bravo), possui o sistema radicular que vai fornecer os nutrientes e água necessária ao seu desenvolvimento e transformação do enxerto em uma nova planta.

Publicidade

Também é preciso tomar cuidado nos meses seguintes ao enxerto: todos os brotos que surgirem decorrentes da enxertia, especialmente abaixo da zona do enxerto, devem ser eliminados para que toda a seiva da planta enxertada seja conduzida para o enxerto e, assim, a nova parte aérea da planta se desenvolva conforme esperado.

Enxertia na prática

Agora que você já sabe sobre as características e cuidados principais da enxertia, confira, no vídeo abaixo, como funcionam os enxertos de plantas na prática para começar a testar na sua casa. Lembre-se que pode não dar certo nas primeiras vezes, e não tem problema, pois todo cultivo de plantas é um aprendizado e exige prática para chegar ao sucesso.

Publicidade
Testes de agilidade mental

Testes de agilidade mental para renovar os neurônios

Hábitos que pioram o colesterol

Hábitos que pioram o colesterol + dicas de como combater e prevenir