envelhecer sozinho
Crédito: Freepik
em

Envelhecer sozinho: veja dicas de como se preparar corretamente

Envelhecer sozinho pode ser uma escolha ou não. De qualquer modo, é importante se preparar

Um estudo confirmou o que muitas famílias já vem percebendo há tempos: a quantidade de idosos que estarão longe da família é cada vez maior. Um dos motivos que leva a essa realidade é uma maior mobilidade das famílias, mais facilitada do que décadas atrás. Outro ponto é a própria qualidade de vida e avanço da medicina, que propicia um envelhecer sozinho mais saudável.

Porém, esse processo deve ser bem pensado e planejado, para evitar situações complicadas no futuro. Além disso, há sim diversos medos e apreensões, mesmo nas pessoas mais bem resolvidas. Foi isso o que mostrou o estudo realizado pelo Instituto Ipsos, que faz pesquisas ao redor do mundo. Conheça os resultados dele.

Como envelhecer sozinho e com tranquilidade

O estudo realizado pelo Ipsos obteve dados de 1227 adultos, com mais de 60 anos nos EUA, sendo 643 mulheres e 584 homens. Nele, procurou se entender quais eram de fato os medos sobre o futuro, enquanto idosos. Os resultados foram surpreendentes!

Ao invés de a maioria se preocupar se vai sentir solidão, como muitos imaginam, apenas 28% afirmou que essa era uma preocupação. Também a saúde mental não era o foco das pessoas que têm 60 anos ou mais, sendo a preocupação de somente 30%.

O grande fator que angustia essa faixa etária é exatamente a saúde física, correspondendo a 64% dos entrevistados. Mais da metade afirmou estar preocupada também com o custo dos tratamentos de saúde, pois podem ultrapassar o valor recebido pela aposentadoria.

A pesquisa mostrou um aspecto interessante e que nem sempre é discutido, quando se fala em envelhecer: a independência. Cerca de 54% dos entrevistados disse que era uma grande preocupação para a chegada da velhice.

Os custos normais de manutenção de uma casa ou do dia a dia também estavam na lista. Cerca de 43% se preocupa se a aposentadoria será suficiente para pagar os custos diários, sendo que 46% tem medo de se tornar um fardo para a família ou outras pessoas.

São preocupações genuínas e devem ser realmente pensadas, discutidas e planejadas. O ideal é que as dificuldades não cheguem, mas se acontecer, todos devem estar preparados. Veja então algumas dicas para deixar tudo em ordem, para ter mais tranquilidade e segurança na hora de envelhecer sozinho:

  • Pense em um previdência: se você ainda é jovem, pense na sua aposentadoria desde já e planeje direitinho, podendo ser com a previdência pública ou privada.
  • Organizar as finanças: crie o hábito de ter suas finanças sob controle desde já. Pode ser em uma planilha do Excel, um aplicativo ou até mesmo no bom e velho caderninho.
  • Tenha amigos: amigos serão a sua rede de apoio e você a deles. Além de poderem estar ao seu lado naquela ida a um exame mais chato, podem também te orientar e até ajudar nas dificuldades.
  • Conte com um cuidador: se você tiver condições e necessidade, comece a procurar um cuidador, uma pessoa que possa realizar algumas tarefas para você, que não são mais adequadas.
  • Contrate um contador: ao invés de passar o controle das suas finanças a alguém próximo, que tal contratar uma empresa de contabilidade? Isso vai ajudar inclusive em um futuro distante.
  • Tenha hábitos saudáveis: se quer viver mais e melhor, adote hábitos saudáveis. Beba bastante água, se alimente bem e faça atividades físicas.
  • Divirta-se: e quem disse que envelhecer é se preparar para aquela hora? Pois saiba que é somente mais uma fase da vida e que deve ser aproveitada, com suas belezas e limitações.

transplante de ouvido

Primeiro transplante de ouvido cura surdez com ossos feitos em impressora 3D

bolo mesclado fofinho

9 Receitas de bolo mesclado fofinho, fácil e delicioso