Dieta do tipo sanguíneo O
em

Dieta do Tipo Sanguíneo O – o que comer e o que evitar

Determinar sua alimentação a partir do tipo sanguíneo é um processo importante para a saúde. Fazer as escolhas certas de acordo com o seu sangue ajuda que o seu organismo combata retenção de líquidos, inchaço e processos inflamatórios.

Se você tem o tipo sanguíneo O, saiba que a grande vantagem protetora é sua capacidade de transportar anticorpos que funcionam tanto para o grupo sanguíneo A quanto para o B. Por esta razão é que o sangue do tipo O é doador universal, apesar de só poder receber sangue do seu próprio grupo.

A enzima “fosfatase alcalina intestinal” e a lipoproteína “ApoB48” são as responsáveis por este benefício, e também auxiliam na metabolização do colesterol e melhor assimilação do cálcio. Como desvantagem, os grãos não são bem absorvidos e se convertem em gordura, então é melhor evitá-los.

Com relação aos níveis de estresse, na sua época de origem, os ancestrais caçadores necessitavam de muita carga de adrenalina para lutar ou fugir em situações de perigo. Como essa alta liberação de cortisol ainda é predominante no tipo sanguíneo O, ela pode prejudicar algumas pessoas por gerar crises de raiva, hiperatividade e outros desequilíbrios relacionados.

Se você quer seguir uma dieta de acordo com o seu tipo sanguíneo e tem o tipo O, aprenda quais alimentos você deve incluir na sua alimentação ou deixar de consumir.

É recomendado que a dieta do tipo sanguíneo O seja predominantemente composta por carnes magras (não necessariamente brancas) e muitos vegetais. Os laticínios, frutos secos, trigo, café e álcool podem desencadear problemas digestivos e o aumento do estresse.

Alimentos para dar preferência

  • Carnes: carneiro, cordeiro, frango, peru, vaca, vitela;
  • Peixes e frutos do mar: atum, camarão, bacalhau, bandejo, lagosta, linguado, salmão, sardinha;
  • Laticínios: manteiga, muçarela, queijo minas, queijo de cabra;
  • Frutas: ameixa, figo;
  • Verduras e legumes: abóbora, abobrinha, agrião, alface, acelga, brócolis, espinafre, inhame;
  • Cereais: arroz, trigo integral;
  • Outros: azeite de oliva, frutos secos, óleo de canola, soja, semente de abóbora.

Alimentos para evitar

  • Carnes: porco;
  • Peixes: caviar, salmão defumado, polvo;
  • Laticínios: creme de leite, leite, iogurte, sorvete, demais queijos;
  • Frutas: abacate, amora, caju, coco, laranja, morango;
  • Verduras e legumes: berinjela, repolho;
  • Cereais: aveia, milho, trigo;
  • Outros: champignon, bacon, embutidos de porco, óleo de milho e de amendoim, frutos secos.

Exercícios recomendados

Os exercícios regulares são fundamentais para a qualidade de vida do tipo sanguíneo O. As atividades aeróbicas são ótimas aliadas, pois trabalham todos os sistemas: esquelético, muscular e cardiovascular, além de liberarem a adrenalina excessiva e equilibrar a mente.

Para finalizar, recomendamos que toda reeducação alimentar seja orientada por um médico ou nutricionista. Estes profissionais saberão conduzir uma dieta por tipo sanguíneo com as variedades e quantidades ideais de cada alimento, respeitando outros fatores já condicionados em cada organismo.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado.

Fontes: As informações foram baseadas nos sites Dr. D´Adamo, Santini Ortomolecular e Dr. Juliano Pimentel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

Dieta sangue AB alimentos

Dieta do Tipo Sanguíneo AB – conheça o que incluir (ou não) no prato

Ação social traz mais visibilidade a catadores de lixo