em

Desbloqueio mental: restabelecendo o controle da mente através das artes manuais

Algumas respostas da mente estão literalmente em nossas mãos.

Os bloqueios mentais são comuns e podem acontecer com qualquer pessoa. Pode ser um bloqueio cognitivo, que dificulta o trabalho, o estudo e o que mais necessitar de raciocínio lógico. Pode também ser um bloqueio emocional, que atrapalhe os relacionamentos e dificulta a expressão ou a contensão de sentimentos.

Em qualquer um dos casos, os bloqueios mentais nos fazem sentir incapazes de solucionar problemas e nos sentir em paz. Mas o próprio corpo pode ajudar a desbloquear a mente e restabelecer seu controle. Sabe como? Através de práticas manuais, como desenhos, artes plásticas e artesanato.

Concentrar-se em uma atividade relaxante, sem estar sendo pressionado, podendo ficar livre para deixar os pensamentos fluírem até que receba uma resposta natural da mente é um processo que costuma ser eficaz para se reequilibrar e voltar a sentir-se produtivo, além de conseguir lidar com os problemas ou dificuldades.

De acordo com Victoria Nazarevich, uma arte-terapeuta russa, existem práticas simples que podem ser feitas utilizando arte manual para desbloquear a mente, cada uma para um tipo de bloqueio. Confira:

  • Sentir a mente livre de aprisionamento: desenhe formas espirais.
  • Desenvolver soluções: desenhe círculos e formas onduladas.
  • Compreender desejos íntimos: trabalhe com colagens.
  • Libertar emoções: faça muitos pontos coloridos numa folha branca.
  • Melhorar a capacidade de compreensão: desenhe e pinte mandalas coloridas.
  • Livrar-se da tensão: desenhe diferentes formas, sem padrões.
  • Livrar-se da raiva: pegue uma folha de papel e picote-a com as mãos.
  • Organizar os pensamentos: desenhe círculos e quadrados.
  • Perder o medo: faça um bordado, tricô, crochê ou costura.
  • Treinar a concentração: encha uma folha branca com pontinhos, praticando pontilhismo ou desenhe alvos (círculos, um dentro do outro).
  • Libertar-se de ansiedade por preocupações: pratique a técnica de origamis.
  • Deixar fluir o cansaço instalado: desenhe flores, do jeito que souber e quantas quiser.
  • Perceber que não há motivo para desespero: desenhe caminhos, através de linhas em diferentes ângulos.

Estas são apenas algumas técnicas que podem ser utilizadas na arte-terapia, sendo que cada pessoa responde de um jeito diferente às práticas.

Não é necessário preocupar-se com a qualidade do que está fazendo, mas sim, em estar movimentando-se enquanto permite que o cérebro trabalhe em busca de alívio e respostas. Outra dica é ouvir músicas relaxantes, que estimulem a criatividade, enquanto pratica as artes manuais.

Se você já tem o hábito de fazer desenhos aleatórios enquanto está pensando e buscando uma solução para algo, já está praticando este exercício. Continue e compartilhe com seus amigos para praticarem também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

Comentários

comentários

Dentro de uma esposa chata vive uma mulher incompreendida
Este gatinho só queria ter novos amigos na universidade