em

Saiba o que é a depressão ansiosa

Conheça as causas, os sintomas e os tratamentos desse problema psíquico.

Depressão ansiosa é um distúrbio psiquiátrico frequente que combina ansiedade e depressão, estando na origem de um estado de tristeza e preocupação permanentes. Esse problema limita bastante a vida dos pacientes, influenciando as esferas: pessoal e profissional. Felizmente, a depressão ansiosa tem tratamento.

Depressão ansiosa: definição

Como o próprio nome já faz antever, esse problema combina depressão e ansiedade numa única personalidade: logo, estamos falando de uma pessoa que apresenta um distúrbio depressivo com manifestações de transtorno de ansiedade geral ou vice-versa.

Lembramos que a depressão também se pode apresentar com outros problemas psíquicos. É o caso das fobias.

Fatores de risco da depressão ansiosa

Tal como ocorre com a maior parte dos problemas psíquicos, não existem fatores de risco específicos.

Porém, acredita-se que tem origem genética, podendo se desenvolver devido a acontecimentos traumatizantes, como o falecimento de pessoas queridas, desemprego…

Além disso, o desenvolvimento dos dois problemas numa única personalidade pode acontecer por duas vias: ou a depressão incentiva a ansiedade ou a ansiedade incentiva a depressão.

Manifestações de depressão ansiosa

Eis os principais sintomas, que tanto se encontram associados a uma depressão, como a uma ansiedade:

  • Problemas de apetite;
  • Problemas de sono;
  • Apatia;
  • Fadiga;
  • Sensação de aperto na zona do peito;
  • Falta de esperança;
  • Delírios;
  • Falta de controle dos próprios pensamentos;
  • Diarreia;
  • Falta de concentração;
  • Redução da libido;
  • Dores na região da barriga, das costas ou do peito, que não conseguem ser tratadas;
  • Falar muito depressa;
  • Problemas de respiração;
  • Agitação;
  • Medo frequente;
  • Nervosismo;
  • Falta de memória;
  • Excesso de preocupação;
  • Pessimismo;
  • Sensação de mal-estar;
  • Tensão nos músculos;
  • Tonturas;
  • Profundo sentimento de tristeza.

Como tratar?

O tratamento é longo e feito por um psicólogo e por um psiquiatra.

Os resultados podem ser temporários: ou seja, é provável que os sintomas se manifestem outra vez.

Caso isso aconteça, é essencial regressar ao tratamento e até prolongar a medicação para impedir que a depressão ansiosa surja novamente.

Medicação

Os ansiolíticos e antidepressivos curam os dois transtornos.

A duração e a posologia do procedimento são feitas por um psiquiatra e variam de paciente para paciente.

Essa medicação não origina dependência.

Não se esqueça sempre de verificar a formação do psiquiatra com o qual se pretende consultar, a partir do portal do Conselho Federal de Medicina.

Terapia

Esse procedimento, efetuado com um psicólogo, recorre a práticas integradas para auxiliar o paciente a enfrentar os transtornos, impedindo que os mesmos sejam tão nocivos.

Procedimentos complementares

O exercício físico é capaz de agir contra a ansiedade e a depressão, incentivando a liberação de substâncias relaxantes.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Compartilhe essa matéria tão útil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
Saiba tudo sobre fígado gordo
sintoma de pedra nos rins
Pedra nos rins: sintomas, causas e tratamento