em

Crise da meia idade: como os homens podem superá-la?

Seu marido está passando pela crise da meia idade? Entenda mais sobre isso e veja como pode ajudá-lo a superar.
crise da meia idade
Crédito: Freepik

Todo mundo vai viver um período de crise ao longo da vida, pode ter certeza. Os motivos e a intensidade mudam, mas a angústia, a dúvida, o medo e a ansiedade estão presentes em todos os casos.

Passar por uma crise é um sinal de mudança: é quando você detecta um problema que deixa sua vida instável e necessita encontrar uma solução, mas não sabe como.

Por isso, o grande segredo para passar por uma crise sem cicatrizes é ter consciência do que está acontecendo e por quê. Depois, tomar as atitudes certas para superar esse momento trazendo aprendizado na bagagem.

Entre todas as crises que o ser humano vive, hoje vamos falar da crise da meia idade, especificamente nos homens.

O que é crise de meia idade?

A crise da meia idade é assim chamada porque costuma ocorrer por volta dos 40 anos. Às vezes 35, às vezes 50. Todos os homens passam por ela, mas cada um ao seu modo. A resistência à crise vai fazer com que ela demore mais ou menos para passar.

Vários fatores podem desencadear a crise da meia idade. Quando chega nos 40, o homem começa e se enxergar velho, ultrapassado, perdido e com pouco tempo de vida. Mesmo que na verdade esteja apenas no meio do caminho.

Ele pode começar a perceber que tudo o que viveu até o momento não foi da maneira que sonhou quando garoto e começa a refletir sobre a razão da sua existência. A crise pode surgir também quando o homem:

  • É desvalorizado ou demitido do trabalho;
  • Os filhos saem de casa;
  • Torna-se avô;
  • O casamento esfria por causa das mudanças hormonais que afetam a vida sexual;
  • O corpo está ficando flácido e as rugas aparecendo;
  • Perde alguém querido;
  • Enfrenta um problema de saúde.

Quais são os sintomas da crise?

Os homens que estão vivendo a crise da meia idade demonstram sintomas em comum:

Reclamar constantemente

É nessa fase da vida que o homem já tem filhos mais velhos e começa a ser chamado de ranzinza e velho por eles. Isso porque a crise o faz ver defeitos em tudo e reclamar pelos cantos.

Acusar e culpar os outros pelos problemas dele

Enquanto reclama até da cor do prato que a esposa põe na mesa, o homem em crise só consegue pensar que todo mundo faz tudo errado. Ele se sente contrariado e frustrado, então acusar e culpar as pessoas em volta, de certa forma, traz um alívio momentâneo enquanto ele ainda não sabe o que fazer da vida.

Brigar com facilidade

O pavio curto é comum na crise da meia idade. Qualquer coisinha é motivo para uma briga enérgica. Muitas vezes ele se sente culpado logo depois, mas está esgotado demais para contornar a situação.

Justificar-se pelo que não consegue fazer

As famosas “desculpas” parecem aliadas para o homem em crise, mas quanto mais as procura, menos vê sentido no que diz. No fundo ele sabe que são apenas desculpas, mas ainda não sabe quais atitudes podem substitui-las.

Negar o que está acontecendo

É comum fechar os olhos para a crise da meia idade e agir como se nada fosse. Aliás, agir como se tivesse voltado no tempo, aos seus hábitos de garoto. É claro que para quem observa de fora só parece que o cara está com problemas de autoaceitação, mas não deixa de ser um dos principais sintomas.

Fechar-se para o mundo

Se algumas vezes o homem em crise age querendo mostrar para o mundo que está tudo bem, outras vezes ele quer esquecer do mundo e não falar com ninguém. Se isola, afasta as pessoas sendo reclamão e dizendo que a culpa é do comportamento alheio.

Ter comportamento imaturo

Nessa fase de dúvidas e frustração, a tendência é encontrar válvulas de escape, mas que podem ser apenas enganosas.

Alguns homens voltam a se comportar como garotos de 25 na forma de vestir e nas atitudes. Querem voltar a ter uma aparência mais jovem e sentir mais adrenalina. Isso pode fazer com que queiram estar cercados de pessoas mais jovens, gastar mais dinheiro e viver com abusos e excessos.

Como superar esse momento?

Compreender que está passando por uma crise e que esse período vai ter um fim é o primeiro passo para não se desesperar e ser capaz de encontrar uma saída.

As mudanças de comportamento devem sim acontecer, mas de forma madura e não o contrário. O homem que vive a crise de meia idade deve entender que essa é uma transição importante na sua vida e que o objetivo é levá-lo a uma nova perspectiva para que aproveite oportunidades que só a sua experiência pode proporcionar.

Dessa forma, ele pode se apegar a hábitos saudáveis que o ajudem a se sentir revigorado e inspirado a descobrir esse novo caminho.

Cercar-se de pessoas positivas

O homem em crise já está se sentindo mal o suficiente para ficar perto de pessoas negativas, que reclamam tanto quanto ele. O problema é ele achar que as pessoas positivas são apenas as mais jovens, pois ainda não têm as mesmas preocupações.

Ele precisa é estar perto de pessoas mais maduras do que ele, e que enxerguem a vida com mais clareza e tranquilidade, para que possam ajudar a acalmar sua mente e direcionar seu caminho.

Valorizar a família e os amigos

Normalmente as pessoas mais próximas são as que mais sofrem com o homem em crise, porque é nelas que ele vai descontar sua frustração. Mas isso muda quando ele cria a consciência de que elas são o seu alicerce e é por causa delas que ele realizou tantas coisas até agora.

Ter um hobby

Apesar da necessidade de sentir-se mais jovem, não dá para desafiar os limites de um corpo com 40 ou mais. Existem atividades muito revigorantes que o homem em crise pode adotar para se sentir melhor. Inclusive é um ótimo momento para praticar o hobby que nunca “teve tempo” de fazer. Desde que seja com responsabilidade, está valendo.

Refletir e encarar os fatos de forma racional

A reflexão deve acontecer de forma a valorizar tudo o que o homem realizou até agora, considerando erros e acertos, porque foi assim que ele aprendeu as lições mais valiosas da vida: errando e acertando.

Não há motivos para arrependimento: se tem algo que gostaria de mudar, que seja de agora em diante, pois há muito para viver e aproveitar, com o benefício da consciência e da experiência que os anos trouxeram.

Dica: Como ajudar o marido a passar por uma crise da meia idade?

Para a esposa que não está conseguindo suportar a crise do marido, tenha paciência. Mais paciência! Converse com ele ao invés de retrucar seu comportamento. Esteja ao lado só para dizer que você entende e que tudo vai ficar bem. Que ele pode contar com você.

Muitas vezes, quando ele age com grosseria, o melhor que tem a fazer é relevar, porque ele sabe que está errado, mas necessita ser ouvido. Não se sinta agredida, você é a fortaleza que ele precisa para se apoiar.

Sabe quando uma pessoa idosa se faz de surda para não ouvir o que não vai lhe trazer benefício? É assim que tem que ser.

Quando ele se acalmar, então você pode se aproximar e falar sobre uma situação que a deixou chateada, propondo sugestões do que vocês podem fazer para evitar que aconteça de novo. O companheirismo e a empatia são suas melhores ferramentas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

Comentários

comentários

como combinar roupas
Dicas para montar looks perfeitos – femininos e masculinos
panqueca colorida
Receitas de panqueca colorida