Criança inconveniente
Crédito: Freepik
em

Criança inconveniente: como ensiná-la a se comportar em público?

Não seja aquele pai ou mãe que deixa o filho fazer o que quiser fora de casa, desrespeitando as pessoas ou criando constrangimento

Publicidade

Se você é um pai ou mãe que se preocupa com o bom comportamento do seu filho, certamente quer ensiná-lo a se comportar bem em público para não ser uma criança inconveniente, que incomoda os outros e não lhe dá sossego.

Mas, na prática, pode não ser tão fácil, já que os pequenos são imprevisíveis. Mesmo assim, você pode adotar algumas dessas dicas que vai ver a seguir para que seu filho aprenda, em casa, a ser uma criança bem-educada e respeitosa com todos.

Respeite seu filho para ele aprender a respeitar os outros

Dar o exemplo é sempre a forma mais eficaz de ensinar as crianças, afinal, elas gostam de imitar o comportamento do pais, pois eles são sua maior influência. Então, se você quer que seu filho seja uma criança respeitosa com os outros, precisa respeitá-lo em todas as situações.

Isso não significa que você deva deixar seu filho fazer tudo o que ele quiser, sem impor limites. Significa que você deve ouvir o que seu filho tem a dizer, permitir que ele expresse suas emoções, responder as dúvidas dele e não forçá-lo a fazer alguma coisa que ele pode escolher não fazer.

Publicidade

Ensinar sobre limites

É muito importante ensinar as crianças, desde bem pequenas, sobre limites. Elas devem entender que não precisam deixar que outras pessoas invadam a privacidade delas, e isso é essencial para evitar abusos e violência. Mas, também é importante ensinar que as outras pessoas têm limites e seu filho deve respeitar isso. Ou seja, quando um amiguinho não quiser emprestar um brinquedo, seu filho deve respeitar. Quando precisar fazer silêncio, deve fazer.

Na prática, não vai adiantar você querer ensinar seu filho sobre limites apenas dizendo “porque não”, “porque sim” ou “porque eu estou mandando”. É muito mais eficaz você explicar o motivo, olhando nos olhos do seu filho, e deixando que ele argumente para compreender que existe uma razão para se comportar como você está ensinando.

Quando estiverem se preparando para sair de casa e ir ao mercado ou à igreja, por exemplo, você deve preparar seu filho para o que vai acontecer. Sente-se com ele e explique como você espera que ele se comporte no lugar onde vão. Se for necessário, prometa uma recompensa pelo bom comportamento.

Publicidade

Ensine seu filho a pedir as coisas

Essa é mais uma dica que você deve usar antes de sair de casa com seu filho. Quando for à casa de alguém e quiser evitar que seu filho pegue as coisas sem pedir, ensine-o que na casa dos outros ele não pode pegar as coisas porque não são dele. O correto é ele pedir para você, e você vai dizer se ele pode pegar ou pedir para a pessoa dona da casa.

Para que seu filho entenda isso com mais facilidade, dê um exemplo de como ele se sentiria se chegasse alguém no quarto dele e começasse a pegar e bagunçar tudo, sem sua permissão. As crianças precisam ouvir exemplos para conseguirem ter empatia e respeito pelo que é dos outros.

Ensinar seu filho a não ficar “se convidando” para as coisas

É claro que a criança não faz isso por mal. Se ela acha que seria uma boa ideia dormir na casa do amiguinho que foi visitar, ela vai fazer o óbvio: “tia, posso dormir aqui na sua casa hoje?” Então, você deve preparar seu filho para essa situação. Sempre que ele tiver vontade de fazer alguma coisa, deve falar primeiro com você.

Publicidade

Algumas vezes é bom deixar que a situação aconteça, quando você estiver na casa de alguém mais íntimo, pois assim poderá ensinar seu filho na prática, no momento em que a situação estiver acontecendo. É bom, inclusive, para ele aprender a ouvir “Hoje não dá, querido. Mas vamos combinar para quando seu amiguinho puder”.

Ensinar a não expor a intimidade de casa

Se tem uma situação que deixa os pais muito constrangidos é quando o filho fala, em alto e bom tom, alguma coisa íntima que aconteceu na sua casa. Para evitar situações desse tipo, você precisa ensinar, no dia a dia, que o que acontece na sua casa não se deve falar para os outros, fora de casa.

Com o tempo, seu filho vai entender que pode contar certas coisas para pessoas em quem ele pode confiar. Mas, enquanto ele não tiver idade para isso, é importante ele entender que o que acontece em casa, a gente não fala pra ninguém. Mais uma vez, você pode dar o exemplo para seu filho imaginar como ele iria se sentir se você contasse para outra pessoa algo que faria ele se sentir envergonhado.

Publicidade

Reclamar e falar mal das coisas dos outros

Crianças pequenas não entendem que certas palavras podem ofender. Se estiverem comendo na casa de alguém, por exemplo, e não gostarem da comida, elas vão dizer, sem qualquer vergonha: “ui, que comida ruim!”.

Para evitar esse tipo de coisa, ensine seu filho, em casa, enquanto estiverem fazendo uma refeição, que ele não precisa comer o que não quiser. Mas, deve agradecer e recusar, sem falar nada de mal, pois vai deixar muito triste a pessoa que fez aquela comida com tanto carinho.

Mais tarde, quando seu filho tiver idade, pode ensiná-lo a dar a verdadeira opinião, mas usando palavras que não ofendem. É melhor sempre dizer a verdade do que fingir que está gostando e ser visto como uma pessoa falsa.

Publicidade
corte de cabelo em U ou V

Corte de cabelo em U e V: lindos modelos para inspiração

Coisas que não devemos proibir as crianças de fazer

6 Coisas que não devemos proibir as crianças de fazer