em

Cobrador de ônibus que fala 10 línguas viraliza na internet

Edmilson Antonio Silva, 44 anos, mora em Petrópolis (RJ) e sonha em trabalhar em consulado
cobrador que fala 10 linguas
Crédito: Facebook Barbara Costa

A vida não tem o costume de ser fácil, mesmo para aqueles que lutam com unhas e dentes. Como é o caso de Edmilson Antonio, um cobrador de ônibus que fala 10 línguas diferentes e sempre batalhou muito. Mesmo sem oportunidades de trabalho na sua área de formação, o cobrador continua a estudar e sonhar com um emprego em consulado.

Conheça Edmilson

Aos 44 anos, Edmilson mora em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ele ganhou notoriedade nas redes sociais graças a sua amiga Barbara Costa, 26 anos, que resolveu publicar em seu Facebook sua incrível habilidade linguística e história de vida. A publicação também é uma crítica ao mercado de trabalho, pela falta de oportunidades a um homem com ensino superior, habilidoso e com muita vontade de trabalhar.

Veja também: idosa adotada aos 60 anos por uma jovem de 30

A esperança de Barbara é que a publicação ajude Edmilson a conseguir um emprego à altura de suas habilidades, na expectativa de conseguir a atenção do setor para o cobrador. Barbara, que é analista de e-commerce, está utilizando todo seu conhecimento em mídias sociais e marketing digital para dar visibilidade a Edmilson e já conseguiu mais de 2 mil compartilhamentos em sua publicação.

Edmilson começou a trabalhar muito cedo, com apenas oito anos, vendendo doces pelas ruas, e nunca mais parou. Aos 14 entregava folhetos para ajudar na renda da família. Mas mesmo trabalhando desde cedo, ele nunca deixou os estudos de lado.

Após terminar o ensino médio, Edmilson começou a estudar inglês e aos 21 já era fluente no idioma. Segundo ele, sua paixão por línguas estrangeiras vem desde a infância e durante as aulas fazia de tudo para tirar o melhor proveito delas. Se recebia uma nota menor que 9 em uma prova ficava bravo com ele mesmo.

Ainda aos 21 anos, Edmilson passou a estudar japonês em aulas gratuitas e dedicou-se para ser o melhor em uma sala com 200 alunos. Quando o curso terminou, o cobrador recebeu uma bolsa de estudos para continuar a estudar japonês. Seu talento e dedicação foram reconhecidos por sua professora, que o levou para um concurso de oratória na cidade do Rio de Janeiro. Ele terminou em segundo lugar da competição.

No ano de 2008, o cobrador participou de outro concurso de oratória japonesa, no qual os três primeiros colocados iriam para o Japão representar o Brasil. Ele acabou em quarto lugar, mas como a primeira e segunda colocada foram desqualificadas, Edmilson viajou para o Japão.

Após voltar da terra do sol nascente, Edmilson passou a trabalhar como zelador na Universidade Católica de Petrópolis. E como os estudos sempre foram de seu interesse, ele fez uma entrevista de qualificação e ganhou uma bolsa para cursar Relações Internacionais na universidade. Conciliando as aulas, emprego e ainda dava aulas particulares de japonês.

cobrador de onibus que fala mais de 10 linguas sonho
Crédito: Razões Para Acreditar

Com o diploma em mãos, Edmilson realizou o sonho de se formar na universidade. Mas seus esforços para conseguir um emprego na área não foram o suficiente. Com esposa e filha em casa, não podia ficar sem emprego, então voltou a ser cobrador de ônibus.

Mas o sonho não acabou para o poliglota. A repercussão da publicação de Barbara rendeu a Edmilson uma bolsa de estudos em uma escola de francês. E agora ele se prepara para prestar concurso e realizar o seu maior sonho, trabalhar em um consulado.

geleia de pimenta
Receitas fáceis de geleia de pimenta
lanches para crianças
Lanches para crianças: 19 ideias saborosas e especiais