Casal compra carro e casa própria com moedas e notas de R$ 2
Crédito: Arquivo pessoal
em

Casal compra carro e casa própria com moedas e notas de R$ 2

A poupança era guardada em uma caixa de sapatos, potes e sacos de plástico

Já imaginou poder dar a entrada da sua casa e um carro somente juntando moedinhas e notas de R$ 2? Pois foi o que esse casal conseguiu fazer, ele como um gari, e ela trabalhando no mercadinho da família. Veja como eles conseguiram fazer isso e se essa é a melhor forma de economizar.

Muitas pessoas sonham em comprar sua casa ou até mesmo um carro, mas não têm condições para isso. Ou pelo menos acreditam que não. Esse casal mostrou que com disciplina e persistência, você consegue sim atingir seus objetivos, mesmo não sendo a forma mais correta de se economizar.

Carro e casa própria com moedas e notas pequenas

Myllena e Alison Silva, com apenas 26 anos, já deram entrada na casa própria e um carro para a família. Isso com todos os custos associados a ter uma família, com dois filhos, de 3 e 7 anos de idade. E não é o caso de terem uma condição social mais abastada, pois ambos trabalham o dia todo para poder sustentar os gastos.

Alison trabalha como gari, enquanto Myllena cuida de um mercadinho. Como se trata de um mercado de bairro, eles têm muitas moedas e notas pequenas, como a de R$ 2. Em 2015, começaram a juntar as notas do dia em uma caixa de sapato e as moedas em potes. Ao final do dia, recolhiam todas, reservavam uma parte para troco no dia seguinte e guardavam o resto.

Além de manter a caixa de sapato com as notas de R$ 2, eles colocavam moedas em potes separados, para ficar mais fácil de contar. Dessa forma, poderiam se organizar melhor e evitar tanta dor de cabeça quando fossem utilizar o dinheiro. Quando começaram a juntar, não tinham ainda um objetivo, mas surgiu a ideia de comprar um carro.

Pegaram então todo o dinheiro e contaram. Tinham ao todo, R$ 5 mil. Essa quantia foi economizada em apenas um ano, juntando moedinhas. Foi o suficiente para dar entrada no carro, pagando as prestações com o trabalho do dia a dia. Certamente, a vida da família ficou mais fácil, principalmente com crianças pequenas.

Veja também: como economizar dinheiro com dicas eficientes

Investindo

Eles se animaram com a compra do carro e decidiram que iriam economizar para dar entrada em uma casa também. E foi o que fizeram, juntando R$ 10 mil em moedas e notas pequenas. Unindo esse valor ao da moto do casal, que valia R$ 5 mil, deram entrada na casinha financiada, realizando um sonho antigo.

Além disso, eles também já compraram um terreno no bairro onde vivem, mostrando que se a família se planejar, é possível fazer aquisições mais altas. Eles não guardam o dinheiro no banco, pois o marido não quer pagar as taxas. Dessa forma, se organizam deixando o dinheiro em casa mesmo. Mas será que é o melhor caminho?

Guardar as economias em casa pode não ser uma boa ideia, pois envolve, além de riscos, perdas. A inflação faz com que o dinheiro vá perdendo o seu valor, coisa que se ele estivesse em um investimento simples como a poupança, não aconteceria. Além disso, há investimentos seguros, de longo prazo, que podem ser muito mais rentáveis.

Outro ponto é a falta de segurança e o local onde se vai guardar esse dinheiro. Se for em um estabelecimento comercial, os riscos são maiores do que em casa. Porém infelizmente não é impossível uma invasão em domicílio. O ideal é então que você procure analisar todas as possibilidades e faça a decisão mais acertada para seus investimentos.

pegadinha em enterro

Com doença terminal, homem grava uma pegadinha para seu enterro

luminaria de PVC

Luminária de PVC: modelos e tutoriais para fazer em casa