Por que casais se beijam menos com o tempo?
Crédito: Freepik
em

Por que casais se beijam menos com o tempo?

Saiba por que isso acontece e como voltar a adotar esse hábito!

No início, o beijo é conquista e troca. Apaixonado e frequente, ele faz parte de qualquer história de amor. Porém, o tempo passa e ele se torna menos intenso, longo ou até presente. Uma pena, já que é certamente um dos motivos para que o casal se aproximasse a ponto de casar. Ao menos é o que afirma um estudo conduzido pela Universidade de Oxford.

Os pesquisadores mostraram que a escolha da pessoa que vai compartilhar a vida – e a cama – também passa pelo beijo. Nesse processo de escolha há uma avaliação “subconsciente de um parceiro em potencial por meio do paladar ou do cheiro, pegando dicas biológicas de compatibilidade, aptidão genética ou saúde geral”. Ou seja, no início, é uma ferramenta de seleção amplamente usada e repetida.

Inclusive, o estudo mostrou que a mulher valoriza muito mais os beijos quando está na fase fértil do ciclo menstrual. Isso mostra que, muito além de carinho, rola sim uma certa química – e não no sentido figurado da palavra. Mas se ele é assim tão importante, por que diminui com o passar dos anos?

O beijar e o tempo

Com o passar do tempo, o beijo passa a ser menos frequente ou intenso, porém mais íntimo para alguns casais. Para outros, pode virar um selinho ou nem mesmo isso. Vai de cada um. Mas certamente muda com o passar dos anos. Entre a infinidade de possibilidades nessa área, uma coisa é certa: ele nunca deve desaparecer.

Isso porque, de acordo com os pesquisadores, “em relacionamentos firmes, em que formar e manter um vínculo duradouro é uma meta importante, beijar era igualmente importante antes do sexo e às vezes não relacionado ao sexo”. Mas talvez seja exatamente essa relação com o sexo que comece a afastar os lábios. Com o tempo, as coisas podem se acalmar e o parceiro pode não querer correr o risco de começar algo que não pretende terminar.

Só que tem um detalhe: “o beijo mais frequente em um relacionamento está relacionado à qualidade do relacionamento“. Então é importante manter essa chama acesa, mesmo que às vezes pareça impossível. Mas como fazer isso?

Tempo para voltar a beijar

Primeiro de tudo avalie se a causa é realmente a acomodação e não o afastamento irremediável. Porque de nada adianta alimentar uma relação sem futuro… Se você decidiu que é isso mesmo o que quer, é hora de agir. Inevitavelmente a iniciativa vai ter que partir de alguém, então porque não você? Veja o que fazer para começar, aos poucos, resgatar esse delicioso hábito em casal:

  • Façam mais atividades juntos – sem as crianças!
  • Escapadinhas de final de semana tornam o dia a dia mais leve e gostoso
  • Se organizem quanto às tarefas da casa, contas e planos futuros, evitando desgastes
  • Elogiem sempre e evitem críticas
  • Mesmo que pareça artificial de início, procure sempre dar um beijinho inesperado – não precisa ser um beijão todas as vezes
  • Conversem sobre o quanto beijar é gostoso e importante, aproveitando para falar sobre a higiene bucal, com tato e delicadeza
  • Não deixem para fazer isso somente à noite, como prévia. Invista em outros horários do dia
  • Discutam menos e beijem mais!

Com o tempo, os beijos mais intensos vão reaparecer, deixando o dia a dia ainda mais gostoso para o casal. Mas se nada disso funcionar, pode também seguir a dica do famoso Pastor Cláudio Duarte!

Carol Castro desabafa sobre uso de chupeta

Carol Castro desabafa sobre uso de chupeta pela filha de 3 anos

Hábitos para ter uma casa sempre limpa e organizada

10 Hábitos para ter uma casa sempre limpa e organizada