quais os sintomas de Câncer em animais
Crédito: Freepik
em

Câncer em animais: quais as raças mais vulneráveis, sintomas e tratamentos

O câncer é uma das principais causas de morte entre cães e gatos, principalmente por conta do diagnóstico tardio

Publicidade

O câncer é uma doença muito temida, principalmente quando é um tipo mais agressivo e que pode gerar metástases, ou seja, se espalhar para outras partes do corpo. Não só a doença em si, mas o tratamento com quimioterapia e radioterapia também é agressivo, deixando o paciente bastante debilitado. Embora os cães e gatos não tenham a consciência disso, eles também sofrem com câncer, inclusive, essa doença é uma das principais causas de morte dos pets.

O que causa câncer em cães e gatos?

Assim como ocorre nos humanos, o câncer em um animal pode surgir por uma predisposição genética, por excesso de exposição ao sol ou pela idade avançada. Não há uma causa específica.

Publicidade

Existem raças com maior predisposição?

No caso dos gatos, não. Todas as raças podem ser afetadas. No caso dos cães, as raças Boxer, Golden Retriever, Poodle, Pastor Alemão, Pitbull e Barnese têm um histórico de mais casos. Mas cães de outras raças também podem ter câncer.

Quais os tipos de câncer que mais afetam os animais?

Câncer de pele e do tecido subcutâneo, tumores mamários e no sangue estão entre os mais comuns.

Publicidade

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas vão depender de vários fatores, como a idade e o estado de saúde do animal, o tipo e o estágio do câncer. Muitas vezes, quando está em estágio inicial, a doença não apresenta sintomas, e é aí que mora o perigo: o tutor só vai perceber que há algo errado quando os sintomas ficam bem evidentes, o que torna o tratamento mais complexo, pois a doença já está avançada. Mas, basicamente, os sintomas mais comuns nos diferentes tipos de câncer são:

  • Emagrecimento;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Perda de apetite;
  • Dificuldade para urinar;
  • Tosse;
  • Mudanças de comportamento sem motivo aparente.

Como é feito o tratamento?

Assim como em humanos, o tratamento de câncer em animais pode ser feito com quimioterapia, cirurgia e outras alternativas conforme a necessidade de cada caso. É muito importante que o tutor siga à risca o tratamento recomendado pelo veterinário especialista, visando garantir ao máximo um resultado positivo de cura e controle.

Tem como prevenir?

Quando o cão ou gato recebe o diagnóstico de câncer, as chances de viver vão depender do estágio da doença, do estado de saúde do animal e de como será feito o tratamento. Então, o melhor a fazer é prevenir. O que o tutor pode fazer é manter os cuidados básicos com a saúde do seu pet, ou seja:

Publicidade
  • Proporcionar uma alimentação saudável e equilibrada;
  • Não deixar faltar água;
  • Preferir passear nos horários de sol mais ameno;
  • Fazer atividades para deixar o pet gastar energia, se sentir feliz e prevenir a obesidade;
  • Manter o controle de parasitas (pulgas, carrapatos, vermes).

Também é importante levar o pet ao veterinário pelo menos uma ou duas vezes por ano, pois se houver qualquer sinal de início de câncer que o médico possa perceber, o tratamento poderá ser feito precocemente, aumentando significativamente as chances de cura.

Placas na garganta o que pode ser

Placas na garganta: causas, como identificar e o que fazer para tratar

Doenças de pele comuns

Doenças de pele comuns – mas que pouca gente está atenta