em

O beijo de cachorro quase o matou

Entenda como um gesto de carinho quase tirou uma vida
beijo de cachorro quase o matou
Crédito: Pexels

É difícil de imaginar que a lambida do seu cachorro ou gato pode levar à morte, não é? Essa é a demonstração de afeto mais comum dos animais de estimação e apesar de parecer inofensiva, pode, sim, fazer mal. Conheça agora a história de Greg Manteufel, pois um beijo de cachorro quase o matou.

Como tudo aconteceu

O beijo de cachorro quase o matou de forma muito rápida. Greg, em 26 de junho, começou a sentir-se doente. Teve febre e diarreia. Depois de algum tempo, seu rosto começou a ficar roxo e só aí foi levado ao hospital por seu filho.

Dentro do período de 24 horas, sua perna e mão esquerdas ficaram totalmente da cor preta e os médicos tiveram de amputar. Em seguida, os membros do lado direito passaram pelo mesmo processo. Seu nariz e lábio superior também escureceram e Greg teve de passar por algumas cirurgias.

Foram um total de 14 cirurgias e os médicos ainda não tinham descoberto exatamente o que havia acontecido com Greg. Havia hipóteses de picadas de aranha e carrapatos, porém, o mistério só se resolveu oito dias depois, quando o laboratório enviou o laudo: Greg fora infectado por uma bactéria chamada capnocytophaga canimorsus. Essa bactéria é encontrada na boca de cães e gatos.

beijo de cachorro quase o matou historia
Crédito: Men’s Health

Essa bactéria raramente é transmitida para os humanos, mas pode acontecer. Os sintomas são, normalmente, os mesmos que Greg teve: diarreia, dores, febre e o apodrecimento dos tecidos.

Assim, um beijo de cachorro quase o matou, mas atualmente ele está bem. Locomove-se com cadeira de rodas elétrica e está fazendo terapia para reaprender as tarefas simples como comer e escovar os dentes. Ele diz que seu maior objetivo é voltar a dirigir um dia e pretende comprar próteses para seus braços e pernas.

O que é a bactéria Capnocytophaga

Capnocytophaga é uma bactéria encontrada na boca de cães e gatos. Pode ser transmitida aos humanos através de mordidas, arranhões, lambidas ou contato direto da língua dos animais na boca.

Normalmente, as pessoas que têm contato com cães e gatos não são infectados com essa bactéria. Ela mais facilmente age em pessoas com baixa imunidade ou que usam medicamentos que podem deixá-las mais suscetíveis a serem infectadas.

Doenças causadas por beijar boca de cachorro

As infecções bacterianas são das doenças mais comuns relacionadas com o contato com animais domésticos. Veja outras doenças que podem ser causadas pelo beijo do seu cachorro:

  • Raiva: a raiva não só afeta os animais, mas também as pessoas e é transmitida pela saliva. Nos cães, a raiva pode causar febres muito altas, comportamentos agressivos e até a morte;
  • Lyme: essa doença é transmitida aos animais pelos carrapatos. Assim como passam pelos cães e gatos, podem ser transmitidas para os humanos e causam dores musculares, febre, inchaço nas articulações e, num estado mais grave, mau funcionamento do sistema nervoso;
  • Parvovirose: essa doença que também é transmitida pela saliva, pode causar coriza, febre baixa, dor de garganta, espirros, dor de cabeça, tosse, mal estar, coceira pelo corpo, dor nas articulações e erupções na pele.

Fonte: Men’s Health

Redigido por Natalia Fontenele

Paulistana, cidadã do mundo e, como uma boa sagitariana, alucinada por viagens. Não só redatora, mas também estudante de Design Industrial e amante do empreendedorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

sobre toranja
Benefícios para a saúde oferecidos pela toranja
alimentos diureticos para desinchar
8 Alimentos diuréticos para desinchar