em

AmeiAmei FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho TristeTriste

Gestante que chora, passa a tristeza para o bebê

A ciência pode explicar que todos os sentimentos da mãe são transmitidos para o bebê. Veja como isso acontece.

Toda gestante recebe as recomendações de se alimentar com qualidade, evitar bebidas alcoólicas, não fumar e tomar muito cuidado com medicamentos.

Além disso, também já sabemos que o bebê é capaz de sentir o que se passa no ambiente externo a partir do sexto mês de gestação. Por isso, os pais são orientados a ouvir músicas, cantar para o bebê, conversar com ele… Todas estas atitudes influenciam para o seu bem-estar e para que seja mais tranquilo após o nascimento.

Com base nessa lógica, o bebê também capta os sentimentos da mãe, seja alegria ou tristeza. Euforia ou raiva. Felicidade ou depressão. O que acontece é que durante a gestão, mãe e bebê são um só organismo. Os hormônios liberados pela mãe, passam pela placenta, pois é uma única corrente sanguínea.

Assim, da mesma forma que a comida que a mãe come alimenta o bebê, os sentimentos que ela vive com mais intensidade, vão construindo a formação emocional da criança. Por esta razão, há possibilidade de que mães que passaram uma gravidez triste ou deprimida, à base de choro, tenham bebês com estas características.

Você já pensou sobre isso? Já imaginou que parte da personalidade do seu filho é formada com base nos sentimentos que você tinha enquanto estava grávida? Realmente, faz todo sentido. Então, gestantes, esperem por seus bebês com a maior tranquilidade e alegria possíveis, pelo bem deles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
Pizza com massa de brócolis?! Uma delícia fit!
Proteína no café da manhã ajuda a emagrecer